1

1

Google+ Followers

domingo, 5 de março de 2017

A Fada...

A Fada

Fazia muito frio e todos dormiam.
O tempo foi esquentando,os sapos,as borboletas,os gatinhos,os cachorrinhos,as vaquinhas,as cobrinhas,os bichinhos foram acordando.
Os amigos da natureza também despertaram,os duendes,os elfos,os gnomos,todos reiniciaram seu trabalhos.
Havia nascido uma fadinha que estava muito triste e sentia um vazio no peito,ela não sabia quem era.Não tinha nome e não tinha o que fazer.Coitadinha!ela andou pra lá e pra cá perguntando=
-Gatinho você sabe o meu nome?
-Não,miau,não sei não,miau.
-Passarinho,alguém sabe me dizer quem sou eu?
-Talvez a dona coruja saiba.
-Dona coruja,a senhora pode me ajudar?Quero saber o meu nome e o que tenho que fazer.
-Querida fadinha,pergunte a Mãe Natureza,ela saberá.
Assim disse dona coruja e assim fez a fadinha,sentou no chão quietinha e falou com a Mãe Terra=
-Mamãe quem sou eu?
-A terra num sopro de vento respondeu=
-Feche bem os olhos,coloque sua mão no coração.Este batia,batia tristemente.Aos poucos ela foi abrindo o seu coração.
Ao abrir o primeiro pedacinho. . .ela sentiu uma grande ALEGRIA.A alegria de estar viva e de saber que no seu coração morava esta semente. . .a semente da vida.Ah!viva a vida!Que alegria!
Ao abrir o segundo pedacinho,ela viu a BELEZA do mundo.Suas cores,seus perfumes,suas formas,o brilho,quantas diferenças,muita riqueza.O mundo é muito belo!
O pedacinho seguinte lhe trouxe um sentimento enorme de AMOR,amor pelo sol,pela lua,pelos bichinhos,os seres humanos,enfim,um amor que banhava tudo.
Ah!Quanta coisa boa seu coração estava lhe segredando.‘‘O que será que o próximo pedacinho vai me dizer?’’
Ela então,silenciosamente,abriu mais um pedacinho e sentiu PAZ.Tudo serenou ao seu redor.A fadinha então respirou devagar.
Agora faltava pouco. . .Em paz,ela abriu mais um pedacinho. . .Nossa!Jorrou LUZ!A luz vinha do coração.A fadinha ficou surpresa,não sabia que no coração havia luz.Enfim,só faltava um pedacinho pra ela descobrir quem era. . .
Assim irradiando luz,abriu o último pedacinho e uma esperança criança de dentro dela.Ela entendeu que a vida foi,é e sempre será vida.Essa é a ESPERANÇA!!!
A nossa amiga fadinha olhou o seu coração e viu que ele era uma flor e lá no miolo da flor estava escrito. . .PRIMAVERA.
O coração da fadinha irradiava agora um perfume de flor.Um novo sopro de vento lhe disse=
-A sua varinha despertará as flores da natureza e as flores abrirão os corações das pessoas.Você tem muito trabalho pela frente,FADA. . .PRIMAVERA!
A fadinha então desabrochou por inteiro e tocou com sua varinha o jardim,as flores se abriram e a natureza cantou=
‘‘Desperta no bosque,
Gentil primavera,
Com ela chegaram as flores,
Gorjeio do sabiá.
Trá lá,lá,lá,lá,lá,lá,lá,lá
Trá lá.lá,lá,lá,lá,lá’’
FIM.
texto escrito pela minha grande amiga Maria Cristina C. de Moraes.

LEITURA: A vida do rio...


A vida do rio

O rio corre sozinho.
Vai seguindo seu caminho.
Não necessita ser empurrado.
Para um pouquinho na margem.
Desliza de mansinho nas baixadas.
Precipita-se nas cascatas.
Mas no meio de tudo isso, vai seguindo seu caminho.
Sabe que há um ponto de chegada.
Sabe que seu destino é para frente.
O rio não sabe recuar.
É vitorioso, abraçando rios, vai chegando ao mar.
O mar é sua realização.
É chegar ao ponto final.
É ter feito a caminhada.
É ter realizado o seu destino.
A vida da gente deve ser levada do jeito do rio.
Deixar que corra do jeito que deve correr.
Sem apressar e represar.
Sem ter medo da calmaria e sem ter medo das cachoeiras.
Correr do jeito do rio, na liberdade do leito da vida, sabendo que há um ponto de chegada.

(Autor desconhecido)

CITAÇÕES E FRASES SOBRE EDUCAÇÃO PAULO FREIRE


"Mudar é dificil mas é possivel!"


"Nenhum educador de mediano bom senso vai achar que a educação, por si só, liberta. Mas também não pode deixar de reconhecer o papel da educação na luta pela libertação."


"O mundo não é, o mundo está sendo."



"O erro é um equívoco de endereço da curiosidade."


"É impossível encontrar neutralidade na educação. É ingenuidade ou astúcia."


"Todo futuro é a criação que se faz pela transformação do presente."



"Mudar sim, mas reconhecer a mudança. Preciso ser coerente com o direito que tenho de mudar."



"Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Por isso, aprendemos sempre."


"Ninguém educa ninguém, ninguém se educa a si mesmo, os homens se educam entre si, mediatizados pelo mundo."



"Não há democracia sem a convivência com o diferente. Sem tolerância não é possível democracia."


"O homem, como um ser histórico, inserido num permanente movimento de procura, faz e refaz constantemente o seu saber."


"A compreensão do mundo está estreitamente ligada à compreensão do processo lingüístico."


"Mãos de homens e de povos que se estendam menos em gestos de súplica, e se vão fazendo cada vez mais, mãos humanas que transformem o mundo..."


"Não há saber mais ou saber menos. Há saberes diferentes."


Nada melhor do que as palavras de Paulo Freire para dar início ao meu blog.


Atividades alfabetização


Matemática Alfabetização...



Auto ditado


Projeto Valores


http://educaoumatodeamor.blogspot.com.br/2009/06/projeto-valores.html

Ciências


Abrigo Animais

Água


Jogos Alfabetização


Memória de nomes

Cada aluno irá a lousa e fará um círculo com giz de cor em torno de seu nome.Os que tem dificuldades, receberão ajuda através de pistas: letra inicial, final, tem tantas letras, etc.

Descubra o que falta

Escrever o nome de seis alunos na lousa .Ler apontando um a um.

Pedir que fechem os olhos e apague um dos nomes.As crianças deverão dizer qual dos nomes foi apagado.


Escrevendo com letras móveis

Usando letras móveis, montem e leiam seu nome e o de alguns colegas.



Encontre seu nome

Distribuir tiras em branco. Cada um escreve seu nome e entrega para pessoa-comando.Ela irá embaralhar e entregar uma tira para cada um com nome trocado.


A um sinal, deverão movimentar-se pela sala e encontrar o colega que está com seu nome.



Temos algo em comum

Escreva 4 nomes na lousa. Sublinhe a primeira letra, a última letra, a primeira sílaba e a última sílaba.Peça que venham alguns alunos e escreva seu nome embaixo, observando os critérios.


E: PAULO, FÁBIO, MÁRCIA, LUANA.



Bingo das letras do nome

Usando letras móveis ou cartões, escreva seu nome (deixar espaço entre uma letra e outra). De dentro de um saquinho vá sorteando e falando o nome de cada de cada letra. Os outros irão marcando as letras sorteadas que tiver no seu.


Ganha quem marcar todas as letras primeiro.



Quebra cabeças de nomes

Confeccionar tiras de cartolinas com seus nomes.

Separe as letras com traços diferenciados.

Recorte,separando as letras.

Ex.: G>E)R(S/O/N


Trocar com os colegas e montar os quebra-cabeças.



Bingo de nomes

Dobrar a folha de sulfite em três partes: na horizontal e na vertical,formando nove divisões.





Em cada divisão escreva o nome de um amigo do cartaz .(Para jogar, escolha um nome do cartaz de cada vez e leia-o alto. Quem tiver o nome em sua cartela , marca com um marcador. Ganha o jogo quem primeiro fizer uma trinca na horizontal, vertical ou diagonal.



Adivinhe meu número





Um aluno escolhe um cartão do monte, sem que os outros vejam.

Os outros devem adivinhar o numero do cartão.

Poderá dar pista: é menor:está entre;é maior que, é que.



O aluno que adivinhar qual é o numero, fica com o cartão.



Entrando no círculo

Faça com giz no chão, tantos círculos quantos forem as letras iniciais dos nomes dos alunos. Escreva as letras no centro dos círculos.Diga-lhes que, quando apontar um círculo, todos os que tiverem aquela letra no início de seus nomes deverão vir para dentro do círculo.

Com quem eu me pareço

-Organizar uma roda (todos em pé).

Um aluno jogará a bola a outro aluno que, ao pegá-la, deverá falar uma característica sua. Depois jogará a outro que também falará uma característica sua e assim sucessivamente.- O aluno que está com a bola jogará para alguém que é parecido com ele em alguma coisa. Atenção: Não repetir o critério de escolha.


Meu nome é...

Distribuir o encarte e preencher dando dicas...

-Quem sabe meu nome?/ - Meu nome começa com.../ Meu nome termina com.../É

Atividades com textos...




Projetos



http://educaoumatodeamor.blogspot.com.br/2009/06/projetos_8417.html

A HISTÓRIA DO ALFABETO


Num lugar não tão distante existia uma família muito grande e unida: a família Alfabeto.
Como toda família, eles brigavam e também faziam as pazes.
A mãe era dona K, o pai era o seu W, e também tinha uma tia que morava junto, a dona Y.
A mamãe e o papai tinham 23 filhos. É, isso ai, 23 filhos!!! 
Eram 5 meninas e 18 meninos.
As meninas eram chamadas de A, E, I, O e U.
Os meninos eram chamados de B, C, D, F, G, H, J, L, M, N, P, Q, R, S, T, V, X, e Z.
Puxa, quanto filhos não é? Mas a mamãe e o papai não erravam os nome , nem esqueciam de ninguém.
Um belo dia, o meninos estavam muito agitados e brincando entre si, quando as meninas chegaram para brincar junto com eles. Mas os meninos não queriam que as meninas brincassem. O J disse:
- Sai daqui, não queremos brincar com vocês!
O M rebateu:
- É isso ai, saiam daqui, essa brincadeira é pra meninos!
- Mas nós queremos brincar!!! - disse a irmã A
- Não!!!!! Saiam daqui! - disse o H
As meninas muito tristes ainda tentaram argumentar, mas os meninos foram muito ruins com elas.
Elas muito tristes foram chorar em outro canto de sua casa, quando uma fada madrinha apareceu e perguntou o que estava acontecendo. Elas explicaram que seus irmãos foram muito rudes com elas.
- O H foi o que mais xingou a gente! - disse a irmã I
- É, o G e o Q também até puxaram meu cabelo. -disse a irmã U
- Mas que coisa feia esses meninos. Maltratando suas irmãs. Já sei o que vamos fazer.
- O que, o que? - perguntou a irmã O
- Vamos tirar a voz dos meninos para que não possam mais xingar vocês. Eles ficarão mudos. -disse a fada madrinha
- Mas que triste. Não quero meus irmãos mudos. -disse a irmã E
- Calma minha linda. Não vai ser pra sempre. Só por 1 dia.
- A bom, então ta. - irmã E disse
E assim foi feito, a fada madrinha lançou o encanto e os irmãos ficaram mudos, sem voz, não tinham som. Queriam falar, mas não conseguiam (imitar o som do B sem a vogal e assim por diante com as outras consoantes)
As meninas não riam deles, mas disseram que era uma lição, pra eles nunca mais voltassem a xingar ou bater nos outros.
No outro dia, os irmãos já tinham suas vozes outra vez, menos o irmão H. ele não tinha mais voz, ficou mudo pra sempre. A fada madrinha explicou que como ele tinha sido muito malvado, ele não ia mais falar.
As meninas ficaram tristes, mas a fada madrinha não quis reverter o feitiço com o irmão H.
Quando todos já estavam indo embora, perceberam que os irmãos G e Q também estavam chorando. Eles também tinham ficado mudo. A irmã U muito triste foi dar um abraço nele, quando de repente a voz deles voltou. Assim que a irmã U saiu de perto a voz sumiu. A fada madrinha apareceu e explicou que como eles tinham feito muita maldade com a irmã U, eles só conseguiriam falar perto da irmã U (GU e QU).
Assim, depois de todos os problemas os irmãos prometeram nunca mais fazer maldade com ninguém.
Papai e mamãe ficaram muito felizes com essa decisão. 
A partir daquele dia a família Alfabeto nunca mais brigou e viveram felizes para sempre.

(autor desconhecido)

http://educaoumatodeamor.blogspot.com.br/2009/07/historia-do-alfabeto-num-lugar-nao-tao.html

Atividades gripe suína




DESENHOS GRIPE SUÍNA


Alfabetização Matemática - COPIADO NADA CRIADO




Marcador de livros


http://educaoumatodeamor.blogspot.com.br/2009/09/marcador-de-livros.html

A sementinha



O QUE SE COMEMORA EM MARÇO DE 2017:

MARÇO