1

1

Google+ Followers

quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

53% dos homens são adeptos de algum ritual de beleza


Um novo estudo revelou que o comportamento metrosexual não causa mais constrangimento aos homens, já que metade deles admite alisar o cabelo ou usar produtos de beleza para manter a aparência em dia. As informações são do site Female First.

De acordo com a pesquisa, quase 2/3 dos homens disse que segue uma rotina de beleza para sentir-se melhor e turbinar a auto-confiança, enquanto um em seis admitiu buscar uma aparência mais jovem.

O estudo, encomendado pela The Co-operative Pharmacy, ainda descobriu que 15% dos homens se sentem sob pressão, por parte das parceiras, para estarem bonitos, 12% por parte dos amigos e um em 10 é influenciado pelas imagens que circulam na mídia.

Ainda de acordo com a pesquisa, 53% dos homens apostam em algum tipo de método de beleza: 15% fazem as sobrancelhas ou aparam os pelos da região; 7% usam corretivo; 7% tingem os cabelos; e um e 20 recorre ao bronzeado artificial. Ainda existem os adeptos de medidas extremas, como o uso de esteroides, pílulas emagrecedoras e dietas ricas em proteína.

As mulheres, por sua vez, tendem a aceitar melhor do que eles mesmos o fato de os homens estarem seguindo uma rotina de beleza: metade assume que é aceitável que eles façam a sobrancelha, enquanto apenas um terço deles compartilha da opinião; 38% delas não veem problema em bronzeamento artificial, contra 30% deles; e quase metade das mulheres acha aceitável que os homens usem corretivo, comparado a um em três do gênero masculino.
E você, qual o seu ritual de beleza?

Fonte: Terra.


O Street Style de hoje traz homens do mundo inteiro e de todas as idades, usando óculos de grau estilosos. Confira e se inspire:












http://modaparahomens.com.br/53-dos-homens-sao-adeptos-de-algum-ritual-de-beleza-pesquisa/

A evolução da Underwear masculina e sua relação com o homem de hoje

Cuecas estampadas, cuecas jeans, cuecas com bolsos, recortes e até lingerie masculino são temas hoje bem recorrentes na moda e que ganharam espaço no underwear masculino de uma hora para outra. Já parou para pensar o porquê disso? Desde quando existe cueca e de onde elas vieram? Qual sua importância na moda hoje e para onde elas tendem a ir? Veja nesse post um resumo da evolução dessa peça que ainda hoje é símbolo da sexualidade masculina e como a própria imagem do homem ao longo da história a modificou.
Aevolução daquilo que hoje chamamos de Underwear não têm tantos precursores como outras peças do universo masculino. A cueca como elemento importante na vestimenta só passou mesmo a ser uma idéia vigente à partir dos anos 70, quando o corpo passou a ser adotado como símbolo sexual jovem, e aí então as cuecas entraram em ação.
A “roupa de baixo”, no entanto, teve uma evolução lenta e visada muito mais na funcionalidade que no design. No século XIV, quando a cueca ainda não existia, eram usadas roupas de baixo, chamadas union suits feitas de linho por serem fáceis de lavar. Até a revolução industrial, as peças demoravam até três dias para serem confeccionados manualmente e possuía duas aberturas: uma na parte da frente e outra na parte de trás, com botões. (veja abaixo) Durante a Primeira Grande Guerra, as union suits, que iam dos tornozelos aos pulsos, ganharam versões mais práticas que se assemelham a bermudões separados da camisa. Elas fizeram sucesso e os soldados passaram a usar quando voltaram da guerra, influenciando toda a indústria.
Dos anos 1920 aos 1940 o que vimos, é a peça mudando e se adaptando à estética masculina. Ao contrário da underwear feminina, a cueca foi mudando visando sempre o conforto e a praticidade do homem. Nos anos 30 o modelo Slip (mais comum hoje em dia) foi criado por Jockey Breif e conhecido Slip Jockey, em menção. Na mesma década em que o elástico foi usado pela primeira vez no cós, o que representou um grande avanço tecnológico (o uso de botões devia mesmo ser incômodo), na década seguinte, devido à escassez de elástico durante a segunda guerra, as peças voltaram a ter botões.
A década de 50 trouxe mais inovação e tecnologia, não só na matéria prima (tanto tecidos artificiais quanto sintéticos com tratamentos foram inseridos, e o algodão abriu espaço para o Náilon), mas nas opções: foi nessa época que as primeiras empresas passaram a estampar e tingir as cuecas, o que começou a ser o reflexo de uma geração de jovens que posteriormente seria prioridade no mercado. A gente pode usar o exemplo de James Dean, que foi símbolo jovem e usava pela primeira vez a t-shirt branca que, até então, também era “roupa de baixo”. Com a quebra do conservadorismo e a valorização do corpo nos anos entre os anos 1970 e 1980, a imagem do homem provedor da família foi substituída pelo homem jovem, despreocupado e descontraído, e isso refletiu na cueca, que ganhou um papel importante, principalmente no modelo slip cavado. A samba-canção foi associado a “cueca de avô”, e isso perdurou até o final dos anos 2000.

Curiosidades:

  • O costume de colocar nome da marca no elástico da cueca, muito comum, começou em 1947, pela empresa Jockey que adotou o slogan “Procure pela marca na faixa
  • vermelho tem um significado importante no underwear (masculino e feminino), pois era uma cor usada para mostrar os avanços tecnológicos como a fixação da cor, forte tingimento, etc. Hoje as pessoas associam à paixão.
  • A primeira campanha da Calvin Klein, que acabou virando referência no mercado de underwear foi em 1986, com um outdoor em plena Times Square, do atleta Tom Hintnau vestindo apenas a cueca da marca. Criou polêmica, anunciando um novo papel da peça na moda e virou referência até hoje (muitas marcas passaram a usar atletas em suas campanhas posteriormente, até hoje)

Com a imagem do novo homem do século XXI, preocupado com a estética, moda e conforto, não é surpresa que a cueca entraria em um novo contexto, ganhando sua importância na hora de compor um look. A cueca ganhou status de artigo fashion e diversas variações de modelos, para diferentes públicos. A Zorba, referência no Brasil, lançou em 2009 quatro novos modelos. Um deles com elástico mais largo para ser exibido fora da calça. Outro dia, anunciamos a cuelcinha e a cueca jeans. É um exemplo de que, sim, as cuecas mudaram!

No Brasil, apesar do crescimento tímido, os homens estão mais seletivos na hora de escolherem a peça. Para Hugo de Carvalho, proprietário da Kevland, elas passaram a representar quase uma segunda identidade do homem. “Ela diz sobre o estilo, personalidade e maneira de ser de cada um”, completa. Afirma também que o homem brasileiro só não se arrisca mais porque o mercado nacional ficou estagnado devido à falta de ousadia das empresas e da concorrência acirrada com o produto chinês. A Kevland, no entanto, lançou uma coleção de cuecas modelo boxer com estampa digital, já visando nesse novo consumidor. Segundo Hugo, modelos desse tipo já são comuns na Europa, e a tendência é que o mercado nacional cresça. Mostre para o seu avô e provavelmente ele vai achar “ousado”, mas não há como negar que as estampas são divertidas e escolhidas para cada estilo de homem. Sem dúvidas, a sensação é de estar bem vestido.
Acesse o site e veja todas as estampas: www.kevland.com.br
As cuecas evoluíram e, como você pode ver, hoje o que não faltam são opções. As tecnologias têxteis possibilitam um produto de qualidade, barato, que se adéque ao seu corpo dando a sensação de maciez, toque suave e elasticidade na medida certa. Desde os anos 80, elementos simbólicos foram introduzidos no underwear, que passa a ser visto hoje com item de design de moda que tende a acompanhar a essa nova preocupação do homem: de estar na moda pra si mesmo.
http://modaparahomens.com.br/a-evolucao-da-underwear-masculina-e-sua-relacao-com-o-homem-de-hoje/

Camisa Polo

O guarda-roupas masculino é essencialmente dividido entre camisetas e camisas, o que limita nossas escolhas na hora de nos vestirmos. Contudo, felizmente, no começo do século 20, René Lacoste, tenista francês, criou a camisa polo, por achar que os trajes da época era pesados demais para jogar. Vestir uma polo não é tão simples quanto parece. Uma polo é uma peça atemporal, uma peça clássica do guarda-roupas masculino. Quando a temperatura aumenta, temos poucas opções que possam ao mesmo tempo proporcionar conforto e estilo. Inevitavelmente a polo se torna a primeira opção.
Um ponto importante ao vestir uma polo, ou qualquer outra camisa/camiseta, é observar que:
  1. A linha de costura das mangas devem acompanhar a “linha” dos ombros
  2. As mangas devem terminar próximas a metade do bíceps
As medidas, infelizmente, mudam de acordo com a marca. Muitas vezes até numa mesma marca há diferenças.
A possibilidade de usá-la tanto em looks formais como casuais é uma das grandes vantagens da polo. Outra grande vantagem é a possibilidade se sobreposição com outras peças, como suéteres, cardigãs ou mesmo camisetas e com qualquer tipo de calça.
Branca, azul, preta e cinza são as cores mais usadas e também as mais comuns, porém não se limite a isso, existe uma grande variedade de cores e até mesmo estampas, como poá, por exemplo.

Dicas importantes:

  • Existem modelos “slim”, sendo assim tome cuidado para que não fiquem “colada” ao corpo.
  • Não pode ficar muito “comprida”, ou seja, o ideal é que ela termine próxima ao bolso de sua calça.
  • Não fuja das origens da polo, ela nasceu como uma peça esportiva, então usá-la colocando-a dentro da calça não fica bom, use-a para fora.
Uma dica importantíssima: usá-las com a gola levantada não é legal e tão pouco “descolado”.
É quase impossível errar com uma polo, então aposte nela como sua peça chave.
http://modaparahomens.com.br/guia-camisa-polo/

As 10 desvantagens de ser homem...

As mulheres sempre reclamam de suas desvantagens em relação ao homem, como menstruar, ter que ter filhos, se depilar, etc e tal.
Mas e as nossas desvantagens? O site AskMen criou uma lista com as 10 principais desvantagens de ser homem. Confira:
Pelo por todos os lados
Cabelo e pelo em todos os lugares. No pescoço, nas costas, no peito. Isso varia de acordo com o homem e às vezes pode ser atraente ou servir a um propósito. Os pelos embaixo dos braços, por exemplo, ajudam no suor. Porém, para que servem os pelos sobre os dedos ou os pequenos tufos que saem da orelha? E acordar cedo toda manhã para raspar a barba todos os dias irrita até o mais paciente dos homens.

Ereções aleatórias
Uma das ironias da vida é que quando você é jovem e viril, normalmente você tem ereções em qualquer momento, como na aula matemática, por exemplo. Normalmente você ainda não consegue usufruir tanto disso. Já quando está mais velho e experiente, a probabilidade de ter relações é maior, mas também é mais comum que seu corpo não responda da forma que gostaria.

Testículos
É raro o momento em que um homem consegue esquecer que tem um par de bolas balançando entre as pernas. Com certeza você já agonizou quando ele foi sufocado ou atingido.

Sexo ruim é sempre culpa do homem
Quando se trata de sexo a pressão sobre o homem é desproporcional. Para começar, é você que precisa ter ereção, o que pode ser difícil de acordo com o nível de atração, do seu conforto, saúde e sobriedade. Então, quando conseguimos isso, o sexo ser ruim é uma culpa nossa? Mulheres podem ser ruins na cama também.

Ter que tomar cuidado com demonstrações de afeto
As vezes basta um pai andar de mãos dadas com seu filho ou sua filha ou levar sua criança para passear no parque sozinho para que algumas pessoas o olhem com desconfiança. Por uma questão de cultura muitos homens acabam tendo medo de contato físico como abraçar e acariciar os próprios filhos, o que não é nada justo.

Camisinha
O preservativo ajuda a prevenir gravidez e doenças sexualmente transmissíveis, porém, acaba se tornando em preocupação. E muitas vezes a responsabilidade de comprar a camisinha, abrir a embalagem e colocá-la acaba ficando para o homem.

Levar fora
Na maioria das vezes ainda cabe ao homem a aproximação na hora da paquera. É nossa função dar “oi” para uma estranha e correr o risco de ser desprezado. Se a curta interação no bar, na balada ou no café for ruim há grande riscos de você ainda ser chamado de “estranho”, “babaca” ou outras coisas que podem atingir o orgulho masculino, diminuindo as chances dele se aproximar de outra mulher.

Ter que ser corajoso
A sociedade espera que você evite brigas, mantendo a calma e tentando encontrar uma resolução pacífica para um conflito. Porém, quando o valentão do bar lhe insulta ou tenta algo contra sua namorada, existe uma expectativa de que você vai abrir mão da polidez. Quando está em uma situação como essa, um homem tem duas chances: brigar e ser considerado violento ou não brigar e ser considerado covarde.

Levar tapa na cara
Ver um homem levando um tapa na cara não é algo muito incomum. Quando as pessoas veem uma mulher batendo em um homem na rua normalmente ninguém pensa em quão péssimo é resolver uma questão dessa forma violenta, ao invés disso, costumamos pensar no que ele fez para merecer isso.

A dor de ser atingido na virilha
Isso acontece em uma fração de segundos e dura apenas alguns minutos, mas eles são preenchidos com uma dor insuportável e que leva a dezenas de xingamentos e pensamentos perturbadores de que você nunca mais será capaz de ter filhos.

http://modaparahomens.com.br/as-10-desvantagens-de-ser-homem/

Tons de Cinza para Homens

É indiscutível a versatilidade de determinadas cores, como branco e preto, fazendo com elas sejam sempre peças chave em qualquer look. O cinza, por sua vez, nada mais é do que uma cor intermediária entre o preto e ao branco, herdando deles suas versatilidades, que não se limitam somente a combinações, mas também no grande número de tonalidades, indo desde o claro até o mais escuro e é claro, é uma cor que independe do clima.

Cinza Formal

O cinza é uma cor indispensável no guarda-roupas dos homens. Ternos cinzas sempre foram comuns, mas nos últimos anos a indústria vem investindo em confeccionar mais peças desta cor, como camisas e tricôs, por exemplo, o que aumenta as possibilidades de combinações, baseadas no contraste do cinza com as demais cores.

Cinza e Azul

Formam uma bela combinação. É uma excelente escolha para a Primavera/Verão, combinando tendências. Uma dica é combinar um terno cinza a uma gravata azul, por exemplo.
Sapatos marrons combinam muito bem com ternos cinza, ambas as cores se complementam. O marrom escuro geralmente funciona melhor, visto que dá maior destaque ao cinza.

Cinza Casual

É claro, o cinza não é uma cor exclusiva do guarda-roupas formal. Independente da estação do ano, é uma cor que poderá proporciona-lhe um grande destaque, visto que não é uma cor muito usada, se comparada a preto e branco tradicionais.
O cinza pode ser combinado com jeans e com outras peças monocromáticas, bege, azul, preto e branco, por exemplo.
Logo, aposte no cinza e destaque-se pela elegância desta cor.
http://modaparahomens.com.br/tons-de-cinza-para-homens/

Saiba qual é o seu tipo de rosto

Depois do post sobre o “a barba ideal para cada tipo de rosto”, muitos leitores ficaram em dúvida sobre qual seria o tipo de rosto deles.
Se você ainda está em dúvida, confira a imagem abaixo com os 4 principais formatos de rostos masculinos (oval, quadrado, triangular e redondo).
E aí, ajudou um pouquinho?
http://modaparahomens.com.br/saiba-qual-e-o-seu-tipo-de-rosto/