1

1

Google+ Followers

sexta-feira, 7 de outubro de 2016

Resultado da Quina 4203, sexta, 07/10/2016

Resultado da Quina 4203, sexta, 07/10/2016

O resultado da Quina 4203 será divulgado no GIGA-SENA dia 07/10/2016, sexta-feira, a partir das 20:00 horas.

A Quina 4203 ocorrerá no dia 07 de outubro de 2016 e o prêmio principal está estimado em R$ 600.000,00 para quem acertar o resultado da Quina 4203. Quem acertar a QUADRA com 4 números, o TERNO com 3 números ou o DUQUE com 2 números também ganha prêmio de menor valor. Se não houver nenhum ganhador com 5 números no resultado da Quina concurso 4203 o prêmio principal acumula para o próximo concurso da Quina.
Os valores de cada prêmio da Quina 4203 serão informados no painel de resultado do GIGA-SENA após o rateio.
CONCURSO 4203 DATA 07/10/2016
18
24
46
49
57
 
QUINAQUADRATERNODUQUE
prêmio
0,003.986,1191,782,43
ganhadores
x 0x 94x 6.139x 127.327
ACUMULOU!
Próximo Sorteio: 08/10/2016Prêmio Estimado: R$ 1.400.000,00

Resultado da Lotofácil 1421, sexta, 07/10/2016

Resultado da Lotofácil 1421, sexta, 07/10/2016

O resultado da Lotofácil 1421 será divulgado no GIGA-SENA dia 07/10/2016, sexta-feira, a partir das 20:00 horas.

A Lotofácil 1421 ocorrerá no dia 07 de outubro de 2016 e o prêmio principal está estimado em R$ 1.700.000,00 para quem acertar o resultado da Lotofácil 1421. Quem acertar 14, 13, 12 ou 11 números também ganha prêmio de menor valor. Se não houver nenhum ganhador com 15 números no resultado da Lotofácil concurso 1421 o prêmio principal acumula para o próximo concurso da Lotofácil.
Os valores de cada prêmio da Lotofácil 1421 serão informados no painel de resultado do GIGA-SENA após o rateio.
CONCURSO 1421 DATA 07/10/2016
03
05
06
07
08
09
11
12
14
17
18
19
20
23
24
 
15 acertos14 acertos13 acertos12 acertos11 acertos
prêmio
345.607,731.722,3920,008,004,00
ganhadores
x 5x 441x 17.061x 214.784x 1.103.637
Próximo Sorteio: 10/10/2016Prêmio Estimado: R$ 1.700.000,00

Resultado da Lotomania 1699, sexta, 07/10/2016

Resultado da Lotomania 1699, sexta, 07/10/2016

O resultado da Lotomania 1699 será divulgado no GIGA-SENA dia 07/10/2016, sexta-feira, a partir das 20:00 horas.

A Lotomania 1699 ocorrerá no dia 07 de outubro de 2016 e o prêmio principal está estimado em R$ 600.000,00 para quem acertar o resultado da Lotomania 1699. Quem não acertar nenhum número ou acertar 19, 18, 17, 16 ou 15 números também ganha prêmio de menor valor. Se não houver nenhum ganhador com 20 números no resultado da Lotomania concurso 1699 o prêmio principal acumula para opróximo concurso da Lotomania.
Os valores de cada prêmio da Lotomania 1699 serão informados no painel de resultado do GIGA-SENA após o rateio.
CONCURSO 1699 DATA 07/10/2016
04
05
08
12
13
14
16
19
23
29
40
46
56
59
63
67
71
73
76
91
 
20 acertos19 acertos18 acertos17 acertos16 acertos15 acertos00 acertos
prêmio
0,0036.743,571.654,12126,2920,974,88110.230,72
ganhadores
x 0x 6x 119x 1.091x 6.570x 28.221x 1
ACUMULOU!
Próximo Sorteio: 11/10/2016Prêmio Estimado: R$ 1.300.000,00

14 Benefícios do Aspargo – Para Que Serve e Propriedades.

Aspargos
Com 20 calorias a cada porção de 100 g e nutrientes como potássio, carboidratos, fibras, proteínas, vitamina A, vitamina B1, vitamina B2, vitamina B3, vitamina B5, vitamina B6, vitamina B9, vitamina C, vitamina E, vitamina K, cálcio, ferro e magnésio em sua composição, o aspargo já dá uma ideia de que se trata de um alimento saudável.
Mas quais exatamente são as suas propriedades? E para que serve o alimento? Vamos descobrir abaixo junto com alguns dos benefícios do aspargo.

Propriedades do aspargo

A verdura é dotada de propriedades anti-inflamatórias, anticâncer, antioxidantes, diuréticas e drenantes. Na antiguidade, os aspargo também era conhecido por suas propriedades afrodisíacas.

Para que serve o vegetal? 14 benefícios do aspargo 

A partir de agora, vamos conhecer 14 benefícios do aspargo que você pode obter ao consumir regularmente a verdura.

1. Auxílio ao emagrecimento

Inserir alimentos poucos calóricos e ao mesmo tempo nutritivos como o aspargo na dieta é uma boa alternativa para quem deseja emagrecer. Isso porque eles oferecem parte dos nutrientes que o corpo necessita para funcionar corretamente e não causa o acúmulo de calorias.

Outra vantagem do vegetal é que ele é fonte de fibras, um nutriente que promove a sensação de saciedade ao organismo. Isso faz com que ele ajude a controlar o apetite e consumir uma quantidade controlada e mais baixa de calorias seja mais fácil.
Além disso, a vitamina K encontrada nos aspargos age como um diurético natural, promovendo a eliminação do excesso de líquido no corpo. Isso combate a retenção de líquido assim como a sensação de inchaço causada pela condição.
Acredita-se ainda que algumas vitaminas do complexo B – presentes nos aspargos – trabalhem juntas para regular os níveis de açúcar no sangue. Isso é importante porque a manutenção de taxas estáveis de glicose ajuda a evitar a elevação do apetite.
Obviamente, apenas comer aspargos não emagrece, apesar de ajudar na perder peso. Para emagrecer, ainda é necessário ter toda uma alimentação saudável, equilibrada, controlada e nutritiva e praticar atividades físicas com frequência como forma de maximizar a queima de calorias.

2. Saúde do coração

Suas vitaminas do complexo B ajudam a regular o aminoácido homocisteína, que quando é encontrado em altas doses, torna-se um fator de risco para o desenvolvimento de doenças no coração, conforme informou a Escola de Saúde Pública da Universidade de Harvard, nos Estados Unidos.
Os elevados níveis de antioxidantes, suas propriedades anti-inflamatórias e suas altas taxas de fibras também trazem benefícios do aspargo para auxiliar a prevenir as doenças do coração.
Além disso, seu aminoácido chamado asparagina ajuda a limpar o excesso de sal presente no organismo. Segundo o Portal Brasil, no Governo Federal, o exagero na ingestão de sal está associado ao desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

3. Regulação dos níveis de açúcar no sangue

Para as pessoas que não sofrem com diabetes ou baixas taxas de açúcar no sangue e possuem índices saudáveis de glicose no sangue, o consumo de aspargo pode contribuir com o controle desses níveis, graças à presença da vitamina B6 em sua composição.

4. Diminuição dos riscos de diabetes tipo 2

O risco de desenvolver a doença aumenta com a inflamação, algo que pode ser combatido pelo aspargo, que possui justamente propriedades anti-inflamatórias.
Aliado a isso, está uma pesquisa de 2011 publicada no British Journal of Nutrition (Jornal Britânico de Nutrição, tradução livre). Ela apontou que o efeito que o aspargo tem de melhorar a secreção da insulina e o funcionamento das células beta (encontradas no pâncreas e que produzem, armazenam e liberam o hormônio) também ajuda a reduzir as chances de ter diabetes do tipo 2.

5. Antienvelhecimento

antioxidante glutationa, encontrada nos aspargos, é conhecido por desacelerar o processo de envelhecimento. A informação é de um artigo do ano de 1998 do jornal The Lancet, uma publicação da área médica.
Ao lado da vitamina B12, a vitamina B9 – também chamada de folato ou ácido fólico – e que também está presente no vegetal, previne o declínio cognitivo.
Uma pesquisa da Universidade Tufts, nos Estados Unidos, identificou que adultos que apresentavam níveis saudáveis de folato e vitamina B12, tiveram um desempenho melhor no que se refere à velocidade de reação e flexibilidade mental do que aqueles que tinham taxas menores das vitaminas.

6. Pele

Mais um dos benefícios do aspargo está relacionado à saúde da pele. Tudo por conta novamente do antioxidante glutationa: o componente colabora com a proteção da pele dos danos causados pelo sol e da poluição.

7. Saúde da gestação

O folato encontrado no alimento é fundamental para as mulheres grávidas. Isso porque a deficiência de folato logo nas primeiras etapas da gestação pode resultar em anomalias no tubo neural do recém-nascido.
O tubo neural é constituído por estruturas que dão origem ao eixo central do sistema nervoso, na cabeça e na coluna vertebral do feto. Seu desenvolvimento adequado é fundamental para que o sistema nervoso seja formado por completo. 

8. Saúde digestiva

De acordo com o que a nutricionista Laura Flores relatou, há benefícios do aspargo para estabilizar a digestão graças a seu teor de fibras e proteínas. Os nutrientes auxiliam a movimentação do alimento dentro do intestino e a aliviar o desconforto que pode surgir durante a digestão.
Além disso, segundo informações da Universidade de Ohio, nos Estados Unidos, o aspargo possui uma fibra alimentar que está associada à melhoria da digestão. Ela só é destruída e digerida até chegar ao intestino grosso e atua na melhoria da absorção de nutrientes, na diminuição de alergias e na redução de riscos de desenvolvimento de câncer de cólon.

9. Fonte de antioxidantes

O aspargo é rico em antioxidantes, substâncias que fazem muito bem ao organismo por combaterem os radicais livres causadores de doenças degenerativas e que promovem o envelhecimento.
Entretanto, para garantir que os antioxidantes, assim como suas vitaminas, não sejam perdidos, é necessário não cozinhar demais os aspargos na hora de prepará-los.

10. Fortalecimento do sistema imunológico

O vegetal também é fonte de vitamina E, que além de proteger o corpo contra os radicais livres, fortalece o sistema imunológico. Existe a orientação de consumir os aspargos com azeite de oliva porque o corpo absorve melhor a vitamina E quando ela vem acompanhada de um pouco de gordura.

11. Vida sexual

Como vimos acima, o alimento possui propriedades afrodisíacas. Seu folato e sua vitamina B6 estimulam a excitação. Além disso, a vitamina E presente no aspargo estimula os hormônios sexuais de homens e mulheres.

12. Ressaca

Uma pesquisa de 2009 publicada no Journal of Food Science (Jornal de Ciência Alimentar, tradução livre), realizada com células cultivadas em laboratório, indicou que os minerais e aminoácidos encontrados no aspargo podem ajudar a aliviar a ressaca e proteger as células do fígado das toxinas presentes no álcool.

13. Fonte de vitamina K

A vitamina K presente no vegetal é responsável por benefícios do aspargo aos ossos por auxiliar o corpo a absorver cálcio, um mineral importante para a saúde dos ossos.
Já que estamos falando da vitamina K, ela também é importante para equilibrar a coagulação do sangue, necessária para o corpo parar de sangrar depois de sofrer um ferimento ou um corte, por exemplo.

14. Melhoria do humor

Junto à vitamina B12, o folato ajuda a evitar a irritabilidade. Pesquisadores identificaram que pessoas que sofrem com depressão podem apresentar baixas taxas dessas vitaminas. O aspargo também possui bastante triptofano, um aminoácido que também já foi associado à melhoria do humor.

Cuidados com o aspargo

Conforme recomendação dos Institutos Nacionais de Saúde (NIH, sigla em inglês), dos Estados Unidos, o aspargo não deve ser consumido por pessoas que sofrem com ácido úrico e cálculo renal (pedras nos rins).
Pessoas com diabetes ou níveis alterados de taxas de açúcar no sangue também deve ter cuidado, pois o alimento pode afetar os índices de glicose no sangue. O ideal é consultar o médico para saber se deve ou não inserir o alimento na dieta.
Quem possui alergia a cebolas, alho, cebolinha e outros componentes da família do lírio, deve ficar atento pois possui tendência a alergia ao aspargo.
Por conta da presença do ácido asparagúsico em sua composição, o alimento pode fazer com que a urina emita um cheiro desagradável. Entretanto, o fato de produzir ou sentir o odor não traz efeitos prejudiciais.
Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)
Referências adicionais:


Leia mais http://www.mundoboaforma.com.br/14-beneficios-do-aspargo-para-que-serve-e-propriedades/#dQ1g4CrOT7Dqij7T.99

Comer Ovo Todo Dia Faz Mal?

Ovos

Comer Ovo Todo Dia Faz Mal?

Uma unidade grande de ovo inteiro – com a clara e a gema – é composta por 74 calorias e é dotada de nutrientes como carboidratos, proteínas, potássio, gorduras, vitamina A, vitamina B2, vitamina B5, vitamina B6, vitamina B9, vitamina B12, vitamina D, vitamina E, vitamina K, ferro, cálcio, fósforo, selênio, zinco e magnésio.
O alimento, que já foi considerado o vilão da saúde, porém, foi inocentado do título pela comunidade médica nos últimos anos, está associado a benefícios como a melhoria dos níveis de HDL – o colesterol do bem – em pessoas com risco de desenvolver doenças cardiovasculares.
Os ovos também são fontes dos antioxidantes luteína e zeaxantina, que são importantes para a saúde dos olhos e previnem problemas como a degeneração macular e a catarata, fornecem todos os aminoácidos essenciais em proporções ideais para o corpo humano e promovem a sensação de saciedade no organismo.
No caso dos ovos de galinhas criadas no pasto e/ou que se alimentaram com ração enriquecida com ômega 3, existe ainda o benefício da diminuição dos níveis de triglicerídeos no sangue, que é um fator de risco para o desenvolvimento de doenças no coração.

Comer ovo todo dia faz mal?

Com toda essa quantidade de benefícios que o ovo traz e a facilidade de adquirir e preparar o alimento, algumas pessoas podem pensar em consumi-lo diariamente, no café da manhã, por exemplo. No entanto, será que ele pode ser ingerido dia após dia, ou comer ovo todo dia faz mal?
Acredita-se que a maioria das pessoas saudáveis possa consumir sete ovos por semana sem sofrer interferência nos riscos de desenvolvimento de doenças no coração. E existem pesquisas que sustentam esse ponto de vista.
Uma pesquisa da Universidade de Harvard, realizada no ano de 1999, identificou que o consumo de um ovo por dia não causa o aumento dos níveis de colesterol no sangue. O estudo analisou 115 mil pessoas ao longo de um período de 10 anos.
Além disso, uma pesquisa publicada no American Journal of Clinical Nutrition (Jornal Americano de Nutrição Clínica, tradução livre) identificou que o consumo de um ovo por dia não está associado ao aumento do risco de aparecimento de doenças cardíacas.
No mesmo sentido, um estudo de 2003 publicado no British Medical Journal (Jornal Médico Britânico, tradução livre) concluiu que ingerir um ovo a cada dia não aumenta as possibilidades de desenvolver a doença arterial coronariana e derrame. O trabalho em questão avaliou 115 mil pessoas durante 14 anos.
Outras duas pesquisas – uma divulgada no European Journal of Nutrition (Jornal Europeu de Nutrição, tradução livre) em 2013 e a segunda publicada no ano de 2011 no Journal of Food Science Nutrition (Jornal de Ciência da Alimentação e Nutrição, tradução livre) – apontaram para o fato de que refeições em que o ovo está incluído promovem maior saciedade.
De acordo com informações do National Health Service (Serviço Nacional de Saúde, NHS, sigla em inglês) do Reino Unido, apesar de possuir colesterol em sua composição, os ovos não afetam tanto os níveis de colesterol no organismo. O índice é mais afetado pela quantidade total de gorduras saturadas que são consumidas na dieta.
Em relação à ideia de que comer ovo todo dia faz mal ou não, a instituição alega que não existe uma quantidade limite do alimento que uma pessoa deva comer, porém, ressalta a importância de incluir os ovos dentro de uma dieta equilibrada.
A NSH também afirma que as pessoas que seguem uma alimentação equilibrada precisam diminuir a quantia de ovos que consomem apenas se receberem uma indicação de seus médicos.

Por outro lado

Pessoas diagnosticadas com diabetes devem tomar certo cuidado em relação à ingestão de ovos. Isso porque segundo informou o site Authority Nutrition, pesquisas já apontaram que o consumo do alimento pode aumentar o risco de desenvolvimento de doenças no coração em diabéticos.
Entretanto, tais estudos mostram somente uma associação estatística entre o alimento e o risco e não provam que os ovos realmente são a causa do problema.
Por outro lado, a Mayo Clinic, uma organização da área de serviços médicos e pesquisas médico-hospitalares dos Estados Unidos, informa em seu site que consumir sete ovos por semana aumenta significativamente os riscos de aparecimento de doenças cardíacas em pessoas diagnosticadas com diabetes.
Assim, ao receber a indicação de dieta do médico e/ou nutricionista, o ideal é que o paciente diabético questione os profissionais a respeito da quantidade e frequência em que o ovo pode ser consumido em sua alimentação.
A nutricionista Margareth Brown, da Mayo Clinic, afirma que para as pessoas que já sofrem com níveis elevados de colesterol sanguíneo, o ideal é limitar o consumo de ovo para dois ou três dias por semana.
Também é importante ter cautela em relação ao consumo do ovo devido ao fato do alimento ser fonte de gorduras saturadas. Um ovo grande contém 1,6 g do componente, que está associado à elevação dos níveis do colesterol ruim – LDL – e das taxas totais de colesterol, fatores de risco para o aparecimento de doenças cardíacas.
A recomendação consiste em não ingerir mais de 22,2 g de gorduras saturadas por dia para uma pessoa que ingere 2 mil calorias diariamente. Assim, o impacto do consumo de ovo nesse sentido poderá variar de acordo com a ingestão total da substância que a dieta diária abrange.
Outra recomendação é de não abusar no consumo das claras de ovos. Isso porque essa parte do alimento é composta por uma proteína capaz de causar alergias alimentares.

As formas mais saudáveis de consumir o ovo

Fritar o ovo aumenta em 50% as suas gorduras, portanto, não é modo de preparo tão recomendado. A NHS recomenda consumir o alimento bem cozido ou escalfado, sem adicionar sal ou mexido, sem acrescentar manteiga à receita.
É importante ter cuidado com o modo de preparar os ovos e não consumi-los crus ou mal cozidos. Isso porque existe o risco da contaminação por salmonela, uma bactéria que está presente na composição do alimento.
A salmonela causa a salmonelose, uma doença que traz consigo problemas como diarreia, febre muito forte e vômitos, além de poder matar crianças, idosos e pessoas imunodeprimidas.

Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

Leia mais http://www.mundoboaforma.com.br/comer-ovo-todo-dia-faz-mal/#dMy6DtLABG1rB3Kf.99

0 Receitas com Salada de Repolho Cru...

Salada de repolho
Quem disse que preparar uma salada precisa ser algo necessariamente simples e comum? As saladas estão cada vez mais elaboradas e podem ser excelentes substitutas de refeições principais!
O preparo da salada em cortes específicos, integrando verduras e vegetais variados e um molho delicioso de acompanhamento, fazem toda a diferença na receita. Com tanta variedade de molhos e ingredientes, comer salada torna-se um prazer e não algo feito por pura obrigação e preocupação com a saúde e corpo.
Saber preparar uma salada com tempero na medida e refrescante pode ser a melhor forma de você adquirir o corpo desejado sem sacrifícios. Abaixo estão selecionadas receitas com salada de repolho cru, que é um ingrediente versátil disponível na versão roxa e branca e que vai bem com uma variedade de outros ingredientes e temperos, por ter um sabor neutro. Acompanhe receitas deliciosas e que podem ser incorporadas na sua dieta como entrada ou prato principal. Confira!

1. Receita com salada de repolho cru ao molho de mostarda

Ingredientes:
  • 1 repolho picado;
  • 1/2 cebola picada;
  • 3 colheres de sopa de vinagre branco;
  • azeite de oliva a gosto;
  • sal a gosto;
  • pimenta do reino branca a gosto;
  • 12 azeitonas verdes picadas;
  • salsinha a gosto.
Molho de mostarda

1/2 xícara de chá de maionese light;
  • 1/2 xícara de iogurte natural desnatado;
  • 1 colher de sopa de mostarda;
  • pimenta do reino branca a gosto;
  • sal a gosto.
Modo de preparo:
Pique o repolho lavado em tiras finas. Disponha em uma travessa, cubra com cebola, tempere com sal, azeite e vinagre. Adicione azeitonas e salsinha. Então incorpore todos os ingredientes do molho, misturando tudo muito bem, tempere a gosto e despeje por cima da salada. Sirva fria. 

2. Receita com salada de repolho com cenoura e iogurte

Ingredientes:
  • 2 ramos de salsão;
  • 1 repolho;
  • 1 cenoura;
  • pitada de sal;
  • pitada de pimenta;
  • 1 ramo de coentro;
  • 1 copo de iogurte natural desnatado.
Modo de preparo:
Pique o salsão e o repolho em tiras. Adicione em uma tigela e incorpore restante de temperos e o iogurte. Incorpore a cenoura e coentro e misture bem. Acerte o tempero e leve para gelar até a hora de servir. 

3. Receita com salada de repolho cru com maçã verde

Ingredientes:
  • 1 repolho branco pequeno;
  • 1 limão;
  • 2 maçãs verdes;
  • 1 xícara de nozes;
  • 100 gramas de queijo roquefort;
  • azeite de oliva a gosto;
  • salsinha a gosto;
  • sal a gosto;
  • 1 colher de sopa de vinagre;
  • 12 ovos de codorna.
Modo de preparo:
Despreze o talo do repolho e separe as folhas, corte em tiras bem finas e disponha em uma saladeira. Descasque as maçãs e corte em cubos. Disponha na saladeira com o repolho e regue com limão. Cozinhe os ovos de codorna em água e depois descasque na água corrente. Pique as nozes e amasse o queijo. Incorpore todos esses ingredientes com a salada e tempere com azeite, vinagre, sal. Salpique salsinha e adicione os ovos de codorna. Sirva gelada. 

4. Receita com salada de repolho cru com amendoim e pepino

Ingredientes:
  • 2 xícaras de repolho roxo fatiado bem fino;
  • ½ maçã picada em cubos;
  • ½ pepino;
  • 1 colher de sopa de cebolinha picada;
  • 2 colheres de sopa de milho verde;
  • 3 colheres de sopa de amendoim torrado sem sal.
Molho
  • 2 colheres de sopa de shoyu;
  • 1 colher de sopa de óleo de gergelim;
  • 1 colher de sopa de vinagre de maçã;
  • 1/2 colher de café de gengibre em pó;
  • sal a gosto;
  • suco de 1/2 laranja.
Modo de preparo:
Lave bem o repolho e fatie em tiras finas. Corte a maçã em cubos e o pepino em fatias. Despreze as cascas ou utilize se for da preferência. Disponha o repolho em uma saladeira e logo em seguida a maçã, cebolinha e pepino. A parte misture os ingredientes do molho e regue por cima da salada. Finalize com amendoim torrado e milho e sirva.

5. Receita com salada de repolho cru com sementes

Ingredientes:
  • 2 xícaras de repolho cru fatiado;
  • 1 pimentão vermelho pequeno picado;
  • 1/2 cebola roxa pequena fatiada;
  • 2 colheres de sopa de salsinha fresca picada;
  • 1 colher de sopa de semente de gergelim;
  • 2 colheres de sopa de semente de girassol tostada;
  • 1 colher de sopa de vinagre de maçã;
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva;
  • sal a gosto;
  • pimenta a gosto.
Modo de preparo:
Comece separando as sementes de girassol e levando para tostar. Para isso, basta adicionar numa frigideira com um pouco de sal e mexer sem parar com uma colher de pau até ficarem levemente tostadas (douradas). Reserve. Lave o repolho e corte em tiras finas. Reserve. Fatia a cebola e corte o pimentão em cubos. Em uma saladeira disponha o repolho, cebola, pimentão e salsinha picada. Tempere a gosto com sal e pimenta. Adicione azeite e vinagre de maçã. Acrescente as sementes tostadas e o gergelim. Sirva.

6. Receita com salada de repolho cru com passas

Ingredientes:
  • 150g de repolho roxo;
  • 150g de repolho branco;
  • 2 cenouras;
  • 2 talos de salsão;
  • cebolinha a gosto;
  • salsa a gosto;
  • passas a gosto;
  • gergelim preto a gosto.
Molho
  • 2 colheres de sopa de maionese;
  • 2 colheres de sopa de iogurte natural;
  • 1 colher de sopa de suco de limão;
  • 1 colher de chá de mostarda em pó;
  • sal a gosto;
  • pimenta do reino a gosto.
Modo de preparo:
Pique o repolho em tiras finas e descarte o talo. Descasque a cenoura e corte em tiras ou rale. Corte o salsão em fatias. Pique a cebolinha em pedacinhos. Junte todos os ingredientes em uma saladeira e misture bem. Em uma vasilha a parte incorpore os ingredientes do molho com um garfo. Regue por cima e polvilhe gergelim. Fica delicioso! 

7. Receita com salada de repolho cru com molho picante

Ingredientes:
  • 1/2 repolho roxo;
  • 2 tomates;
  • 1 cenoura;
  • 1/2 cebola crua;
  • salsinha picada a gosto;
  • 4 pepinos em conserva;
  • amêndoas sem casca em lâminas;
  • 1 colher de sopa de parmesão.
Molho
  • suco de 1 1/2 limão;
  • 1 1/2 colher de chá de mel;
  • 1 1/2 colher de sopa de molho de soja;
  • 1 1/2 colher de sopa de tahine;
  • sal a gosto;
  • molho de pimenta tabasco;
  • pimenta dedo de moça sem sementes a gosto;
  • 1/3 xícara de óleo vegetal.
Modo de preparo:
Lave o repolho, corte-o no sentido do comprimento e descarte o miolo branco. Corte fininho. Descasque a cenoura, lave e corte ou rale como quiser. Lave os tomates e corte como preferir. Pique os pepinos em pedaços pequenos. Pique a salsinha. Misture todos os ingredientes em um bowl. Para o molho basta misturar todos os ingredientes em uma tigela e incorporar com um garfo ou fouet. Regue a salada com esse molo e acrescente as amêndoas e parmesão. Sirva.

8. Receita com salada de repolho cru com abacate

Ingredientes:
  • 4 xícaras de chá de repolho cru cortado em tiras;
  • 1 1/2 xícara de chá de abacate cortado em cubos;
  • 5 folhas grandes de manjericão cortado em fatias;
  • 3 colheres de sopa de cebola picada;
  • 3 colheres de sopa de suco de limão;
  • 5 colheres de sopa de maionese;
  • sal a gosto.
Modo de preparo:
Lave os vegetais e realize o preparo de acordo com o que está destacado em ingredientes. Então misture tudo em um bowl, incorpore a maionese, adicione sal, leve para gelar e sirva. 

9. Receita com salada de repolho cru com pera

Ingredientes:
  • 2 xícaras de repolho verde cru;
  • 1 pera pequena fatiada;
  • 1 cenoura media crua ralada;
  • 2 colheres de sopa de amêndoas fatiadas;
  • 2 colheres de sopa de salsinha picada;
  • 2 colheres de sopa de sumo do limão;
  • sal a gosto;
  • pimenta a gosto.
Molho
  • 1/4 xícara de amêndoas;
  • 1 dente de alho pequeno;
  • 1 colher de café de mostarda em pó;
  • 1 colher de sopa de vinagre balsâmico;
  • 1 colher de sopa de sumo de limão;
  • 1/2 pera pequena sem casca;
  • 2 colheres de sopa de azeite de oliva;
  • sal a gosto;
  • pimenta a gosto.
Modo de preparo:
Comece fazendo o molho batendo tudo no liquidificador com um pouco de água filtrada até formar uma pasta. Adicione azeite e limão e bata até obter uma consistência cremosa. Tempere com sal e pimenta, reserve. Então lave o repolho, corte em tiras finas. Corte a pera em lascas, rale a cenoura no ralo grosso e pique a salsinha. Em um bowl ou saladeira misture todos os ingredientes, adicione amêndoas, salsinha, esprema limão, tempere com azeite e deixe descansar por alguns minutos. Tempere com sal e pimenta e regue com o molho. Leve para gelar e sirva.

10. Receita com salada de repolho cru com rabanete

Ingredientes:
  • 1 xícara de água fria;
  • 2 colheres de sopa de sementes de chia;
  • 2 colheres de sopa de suco de limão;
  • 1 cebola picada;
  • 1 cenoura crua cortada em tiras;
  • 1 brócolis cru cortado em tiras;
  • 4 rabanetes cortados em tiras;
  • 1 colher de chá de alecrim;
  • 3 folhas de repolho roxo cortadas em tiras;
  • 1 colher de sopa de azeite de oliva;
  • 2 xícaras de chá de quinoa cozida;
  • sal a gosto.
Modo de preparo:
Comece cozinhando a quinoa até ficar macia. Reserve. Despeje a água em um recipiente e acrescente as sementes de chia e misture bem. Deixe descansar por 10 minutos. Logo em seguida escorra o restante da água. Em uma tigela, misture bem a chia, o limão, o sal, e o alecrim. Em outro bowl coloque a cenoura, cebola, brócolis, repolho e rabanete, tempere com azeite, sal e misture tudo. Em uma saladeira coloque a quinoa cozida e escorrida, acrescente chia e legumes. Sirva.

Revisão Geral pela Dra. Patrícia Leite - (no G+)

Leia mais--
 http://www.mundoboaforma.com.br/10-receitas-com-salada-de-repolho-cru/#7oJWLDUZmhvuzeCW.99