1

1

Google+ Followers

domingo, 25 de setembro de 2016

beterraba e seus benefícios

beterraba

Beterraba – conhecendo melhor:

A beterraba (género Beta L.) é uma planta herbácea da família das Quenopodiáceas, por Cronquist, ou dasAmarantáceas, pela APG. O nome é derivado do substantivo francês betterave (sendo bette a acelga, e rave nabo). O colo tuberizado serve, para além dos fins culinários, produção de açúcar (sacarose). Também existe uma variante cultivada para alimentação animal.

É comum achar que a beterraba é uma raíz, como a cenoura, porém o orgão de reserva é o caule, mais especificamente o colo da planta.

A beterraba é rica em açúcares. Quando em condição natural, a beterraba se conserva por até uma semana, se mantida em local fresco e sombreado. Em geladeira, pode ser mantida por até quinze dias, embalada em saco de plástico perfurado. Quando guardadas já descascadas, raladas ou picadas, sua durabilidade será reduzida a três ou quatro dias devendo obrigatoriamente ser conservadas em geladeira, dentro de saco ou vasilha de plástico.

A beterraba é usada também como combustível alternativo na Europa, sendo usada para a preparação de etanol.A beterraba é recomendada para situações de anemia, devido à riqueza em ferro e ácido fólico. .Os médicos recomendam consumi-la crua, ralada em salada. Se preferir comê-la cozida, a sugestão é cozinhá-las inteiras, com casca e com 5 cm do talo, acrescentando duas colheres de vinagre na água para que ela mantenha intacta a cor vermelha.
Entre os principais benefícios da beterraba podemos citar:

Ajuda a desintoxicar o organismo; 
Fonte de vitaminas, proteínas e ferro;
Manutenção dos tecidos cerebrais;
Auxilio na formação dos ossos;
Regula as funções musculares e nervosas;
Previne problemas no baço e no fígado;
Previne e auxilia no tratamento de anemia;
Promove o descongestionamento das vias urinárias;
Fortalecimento do sistema imunitário;
Estimula a produção de glóbulos vermelhos;
Estimula a concentração;



A beterraba é um tubérculo, que possui várias propriedades nutritivas e medicinais, que promovem o bom funcionamento do organismo e previnem doenças como a anemia e de distúrbios do fígado e do baço.

A beterraba pode ser consumida em forma de saladas cruas ou cozidas, em sopas ou tortas. A beterraba em forma de suco é utilizada para o tratamento de artristes e reumatismos.


O suco de beterraba é um excelente remédio caseiro para pressão alta.

Ingredientes

1 beterraba
200 ml de suco de maracujá
açúcar à gosto


Modo de preparo



O primeiro passo para preparar este remédio caseiro é descascar a beterraba e cortá-la em rodelas. Posteriormente adicione-a no liquidificador e bata bem, após adoçar à seu gosto o suco está pronto para ser bebido.

A eficácia da beterraba contra a pressão alta deve-se a presença de nitrato nesse vegetal. Após 24h da ingestão do suco de beterraba é possível observar níveis regulares na pressão arterial, dessa forma esse remédio caseiro diminui o risco de problemas cardíacos e de AVC.

O indivíduo com pressão alta deve combinar o uso desse remédio caseiro, com uma dieta equilibrada e a pratica de atividade física. Essa é a combinação perfeita para uma melhor qualidade de vida, livre dos problemas cardiovasculares.


Cada 100 gramas de beterraba contém:

Calorias – 50kcal
Proteínas – 3g
Gorduras – 0g
Vitamina A – 2 U.l.
Vitamina B1 (Tiamina) – 50 mcg
Vitamina B2 (Riboflavina) – 50 mcg
Vitamina B5 (Niacina) – 0,600 mg
Vitamina C (Ácido ascórbico) – 35,2 mg
Potássio – 350 mg
Sódio – 95 mg
Fósforo – 40 mg
Cálcio – 25 mg
Zinco – 0 mg
Ferro – 2,50 mg
Manganês – 0,5 mg






Fontes bibliográficas:


Sálvia hispânica ou Chia?

chia

A Salvia hispanica, popularmente conhecida como Chia ou Sementes de Chia, é uma planta herbácea da família daslamiáceas (assim como a linho e a sálvia), nativa da Guatemala e das regiões central e austral mexicanas.

Há evidência de que os astecas cultivavam o vegetal em tempos pré-colombianos presente no Códice Mendoza, datado do século XVI, documento no qual também se mencionava sua relevância agrícola à época.

Mais conhecida por sua semente, a qual é comercializada integralmente, moída ou em forma de óleo, a chia também é dona de folhas que podem ser aproveitadas para infusões.5 Ambos derivados, independente da forma, são tidos como ricas fontes de minerais, aminoácidos essenciais e ômega 3. É frequentemente enaltecido seu potencial em prevenir doenças cardiovasculares, diabetes e até tumores, além do de auxiliar na perda de peso.

A palavra chia deriva da palavra do nahuatl chian, que significa “oleoso”. Diz-se que o estado mexicano de Chiapas pode ter sido nomeado também a partir da língua náuatle, significando “água de chia” ou “rio de chia”.

É uma das duas plantas conhecidas como chia, sendo a outra Salvia columbariae, esta também denominada chia dourada.


Semente de chia
A semente da chia possui formato oval e “diâmetro” de aproximadamente 2 mm. É visivelmente a principal parte da planta nos âmbitos comercial e gastronômico.
A semente da chia é, por vezes, considerada um alimento funcional dadas suas características compositivas. Seu efeito mucilaginoso (o de absorver e reter quantidade significativa de água, como um emulsificante), devido à alta concentração de fibras, torna a chia interessante para quem busca emagrecer, posto que pode intensificar a sensação de saciedade.



É possível escrutinar a importância nutricional da semente de chia com a seguinte lista:
Ômega 3: A semente da chia é uma das mais ricas fontes conhecidas (tanto entre as vegetais quanto entre as animais) do ácido alfalinolênico, um dos ácidos graxos classificados como ômega 3.
Cálcio: cinco vezes a concentração do mineral encontrada no leite de vaca.
Magnésio: 100 gramas da semente de chia pode conter o mesmo que 200g do mineral presente em nozes ou 1,6 kg de brócolis, por si só considerados alimentos ricos no nutriente.
Manganês e fósforo: 100 gramas de chia contêm 108% do manganês e 95% do fósforo demandados por um adulto numa dieta de 2.000 quilocalorias/dia.
Proteínas: 15% da composição da chia é proteica, sendo seus aminoácidos, em conjunto, formadores de alto valor biológico. Apenas 28 gramas da semente fornecem 9% da proteína que um adulto demanda, em média.
Fibras: a alta concentração de fibras alimentares (38 gramas a cada 100) faz da chia um aliado do emagrecimento e na boa digestão.
Antioxidantes: a presença do flavonoide kaempferol e, em menor quantidade, os ácidos cafeico e clorogênico presentes provêm à chia efeito antioxidante comparável ao que apresenta o Trolox, antioxidante comercial da Hoffmann–La Roche.



A semente de chia, quando utilizada de maneira integral, pode ter diversos usos culinários. Agindo quase como emulsificante, torna líquidos mais próximos de umgel e dá “liga” a massas.
Receitas que podem incluir a semente de chia são pudins, pães, tortas, quiches, mousses, cremes, patês, risotos, farofa, saladas de frutas, sumos e vitaminas.

Fonte de pesquisa:

conhecendo a rúcula...

rúcula

A rúcula (Eruca sativa), também conhecida como mostarda-persa, é uma verdura da mesma família que a mostarda,Brassicaceae, e originária do Mediterrâneo e da Ásia Ocidental.

Adapta-se em clima fresco, nem quente e nem frio. Possui sabor muito forte, picante e amargo. É muito utilizada na Itália. No Brasil, seu uso começou pelos estados do sul, mas hoje é bem conhecida em todo o país.

Preparada crua, em saladas, ou refogada, é utilizada como complemento às refeições devido ao seu forte sabor, capaz de eliminar o sabor de outros alimentos.

Com propriedade estimulante do apetite, é nutricionalmente rica em proteínas, vitaminas A e C, e sais minerais, principalmente cálcio e ferro. Contém também ômega 3 e é pobre em calorias.


Tem várias propriedades medicinais: depura o sangue, melhora a gengivite, as funções orgânicas, cuida da bronquite, tosse ou qualquer outra afecção pulmonar. Como contém muita vitamina C, combate o escorbuto e é diurética. Seu óleo essencial contém também nitrogênio.

Pode-se comer a rúcula na salada crua, ou temperada a gosto com limão, azeite de oliva, shoyu, etc.. O importante é não cortar suas folhas, comê-las inteiras ou rasgar com as mãos, não sei o porquê, mas cortar com a faca, perde o sabor característico.

Dicas Terapêuticas:

1. Mastigar as folhas e talos da rúcula, principalmente pela manhã, depois da higiene bucal, para fortalecer a gengiva.

2. Fazer um chá com 2 colheres de sopa da folha, deixar num copo, despejar água fervendo, abafar por 20 minutos, colocar mel e tomar uma colher de sopa 2 a 3 vezes ao dia para adulto. Para criança metade da dose . Guarde na geladeira e amorne toda vez que for tomar, para afecções pulmonares (bronquites e tosses).

3. Para clarear as manchas escuras da pele: acrescente à receita acima o suco de meio limão. Aplique em todo o rosto e pescoço, à noite em forma de compressas. Não use durante o dia, é perigoso porque a reação do sol com o limão na pele provoca queimaduras.


Prevenção do Câncer: 

A rúcula é um vegetal crucíferos. Os vegetais crucíferos são associados com um alimento que reduz os riscos de câncer. A Rúcula é rica em antioxidantes valiosos, considerados essenciais na prevenção da atividade de radicais livres no corpo. Estudos mostram que a vitamina A e compostos por flavonóides em rúcula que pode ajudar a proteger o corpo contra o câncer de pele, câncer de pulmão e câncer bucal. A Rúcula é também uma rica fonte de fitoquímicos como o sulforafano, que possui excelentes efeitos quimioprotectores e ajuda a combater substâncias cancerígenas.


A importância de comer rúcula

Como dito antes, esta planta é fonte de vitamina C, que ajuda na prevenção da anemia.
Apresenta uma substância chamada colite.

Esta, atua facilitando o processo digestivo e previne inflamações intestinais.

Fonte importante de ômega 3, ajuda no controle do bom colesterol e no tratamento do mau colesterol.

Tem a incrível capacidade de limpar as artérias, diminuindo os níveis de triglicerídeos.

Apresenta fitoquímicos, que funcionam como antioxidantes essenciais ao corpo. Com isso, atuam a livrar o corpo de algumas toxinas e substâncias de origens cancerígenas.

Engana-se quem pensa que comer rúcula é importante somente no almoço e jantar. Recomenda-se comer a folha e o talo logo pela manhã pois atua no tratamento de problemas da gengiva.

Rúcula é saudável também para o pulmão. Basta fazer um chá para se prevenir de infecções pulmonares.

Para isso, faça um chá com duas colheres de sopa da folha e água fervendo. Abafe e deixe por vinte minutos.

Guarde na geladeira e amorne quando for beber. Esta receita também tem outros benefícios. É ótima para pele em tratamentos de manchas escuras na pele. Basta acrescentar ao chá suco de meio limão. Aplique sobre a área afetada somente à noite, como uma compressa.





Fontes bibliograficas:
http://melhorcomsaude.com/
http://www.saudedica.com.br/
http://pt.wikipedia.org/
http://www.saudeintegral.com/