1

1

Google+ Followers

domingo, 17 de julho de 2016

Alimentos calmantes para inserir na alimentação...

Uma das causas de mau humor, nervoso e irritabilidade é a fome. Trata-se de uma sensação estressante ao organismo, a qual não fomos programados para ter. Sendo assim, o ato de nos alimentarmos já promove bem-estar, conforto e prazer. Comprovadamente, também podemos ter uma ação relaxante, especialmente quando consumimos os chamados alimentos calmantes. 

A dica vale, sobretudo, se os alimentos forem fontes destes nutrientes:
Biotina

É uma vitamina hidrossolúvel que faz parte do complexo B, bastante estável aos processos de cozimento e industrialização alimentar, porém suscetível à oxidação. Esta é parte essencial em várias reações do nosso organismo, sobretudo no metabolismo de carboidratos e proteínas.

Além disso, ela ajuda bastante o sistema neurológico a funcionar melhor, fortalecendo a capacidade neuronal. Há estudos que demonstram sua função importante no tratamento de Alzheimer. As principais fontes são gema de ovo, fígado, soja e banana.
Lactucina

É uma substância calmante presente, principalmente, na alface. Ela é semelhante ao ópio.
Triptofano

O triptofano é um aminoácido essencial, que deve ser ingerido para manter o equilíbrio do corpo. Dentre as funções mais importantes devemos destacar a produção de serotonina, que ocorre com a ingestão de carboidratos, que estimulam a passagem do triptofano, diminuindo a ansiedade e promovendo a sensação de bem-estar.

A serotonina é uma substância do sistema nervoso que transmite mensagens entre células, podendo ser também considerada o Prozac natural do ser humano, uma vez que atua diretamente no humor.

As melhores fontes são banana, cacau, peixes, aves, cereais integrais, castanha-do-

Pará, semente de abóbora, ervilhas, figo, iogurte natural e aveia.
Ácido fólico

Proporciona o equilíbrio das funções cerebrais, saúde mental e emocional por conta de seu envolvimento na formação de tetrahidrobiopterina, que atua como coenzima na síntese de neurotransmissores.Alface é fonte de lactucina. Foto: iStock, Getty Images
Ácido fólico + vitamina B6 + magnésio = síntese de triptofano

Essa combinação possui substâncias e vitaminas que atuam de forma eficiente no nosso sistema nervoso central, fazendo com que os níveis de estresse e agitação se equilibrem. Claro que a simples ingestão do alimento pode não fazer qualquer efeito caso a pessoa esteja cercada decomportamentos estressantes.

A alimentação é apenas um fator que pode auxiliar (bastante) para acalmar. As vitaminas docomplexo B também são importantes ao funcionamento adequado do sistema nervoso e nos ajuda a lidar com o estresse. As principais fontes são carnes magras como peixes, aves e carne vermelha, leguminosas, oleaginosas.

O magnésio também é um mineral que ajuda no relaxamento muscular e nervoso, além de atuar no metabolismo dos ácidos graxos. Pode ser encontrado na castanha-do-Pará, leguminosas, cereais integrais e vegetais em tons escuros de verde.

O selênio também é outro mineral que ajuda bastante na conversão do triptofano em serotonina, e melhora o humor. Já os ácidos graxos são essenciais para a química cerebral e para os neurotransmissores que estão envolvidos no processo de modulação do estresse. Suas principais fontes são linhaça, oleaginosas, salmão, azeite de oliva, peixes de água fria.

As quantidades devem ser calculadas mediante as necessidades individuais. Como já dito, não basta só ingerir o alimento. A tranquilidade e a calma vem de dentro para fora e depende de uma série de outros fatores.

Caso a pessoa consuma todos os alimentos acima indicados, mas continue sem controlar suaansiedade, seu estresse, seus comportamentos e estilo de vida, em nada irá adiantar. A alimentação pode auxiliar bastante, mas sozinha não faz milagres.
Drª. Juliana Rossi Di Croce

Nutricionista graduada pela Universidade Cruzeiro do Sul; Bacharel em Direito pela Fundação Armando Álvares Penteado São Paulo; Colaboradora dos livros Saúde & Sabor com Equilíbrio Receitas Infantis e Saúde & Sabor com Equilíbrio – Receitas Diet e Light – Volumes I e II; Sócia da Clínica Equilíbrio Nutricional. Juliana é parceira do Doutíssima e escreve para o site periodicamente.

http://doutissima.com.br/2016/07/04/alimentos-calmantes-14831244/

Conheça 4 grãos que ajudam a emagrecer...

Os grãos que ajudam a emagrecer são fontes de fibras que auxiliam no bom funcionamento do sistema digestivo e acabam com aquela sensação de inchaço característica da prisão de ventre. Esses cereais podem ser utilizados no preparo de diversas receitas que contribuem para a perda de peso e eliminam os riscos do efeito sanfona.

Com tantas opções disponíveis e indicadas pelas musas fitness do Instagram, quem está em busca do cereal ideal deve conversar com uma nutricionista. As quantidades consumidas devem ser calculadas para que os resultados não sejam negativos para o shape.
Veja 5 benefícios dos grãos

A seguir, confira uma de vantagens dos grãos que ajudam a emagrecer:
Deixam os níveis de insulina baixos e promovem baixa armazenação de gorduras no organismo. São ideais para quem deseja emagrecer
Diminuem os riscos de câncer de estômago, cólon, útero e outros, tudo por conta de suas fibras
Ajudam equilibrar os níveis de colesterol e normalizam a pressão arterial
Previnem o desenvolvimento da diabetes tipo 2, que tem como principais sintomas infecções frequentes, muita sede, dificuldade para enxergar e formigamento nos pés
Alivia os efeitos negativos causados pelos sintomas das hemorroidas, o que garante mais qualidade de vida.A chia se transforma em gel que contribui para a sensação de saciedade. Foto: iStock, Getty Images
Conheça 4 grãos que ajudam a emagrecer

Eles são aliados do corpo malhado e trazem ótimas vantagens para a saúde. Confira quais são os quatro grãos que ajudam a emagrecer e devem estar no seu cardápio diário.


É fonte de carboidratos e contém altas doses de proteína. Garante sensação de saciedade e elimina o perigoso desejo de beliscar alimentos entre cada uma das refeições. A sua farinha é livre de glúten e pode ser utilizada no preparo de bolos, pães, massas e outras receitas. Uma colher de sopa é o ideal.


Consegue absorver grandes quantidades de água. A sua capa protetora é composta por substâncias que criam gel durante a digestão e contribuem para a saciedade prolongada. Uma colher de sopa é a quantidade máxima recomendada por dia. A chia pode ser adicionada no preparo de sucos, iogurtes, bolos e pães.


Contribui para a menor absorção das calorias dos alimentos consumidos diariamente. A linhaça dificulta o contato das moléculas de gorduras e carboidratos com a parede do intestino. A farinha é a melhor opção para garantir os benefícios. Vale adicionar uma colher de sopa na salada de frutas, suco ou batida com leite.


Contém altas doses de fibras que evitam a constipação. O grão de painço pode ser fervido com água e consumido como um arroz. Também dá para triturar e utilizar a farinha no preparo de pães funcionais. Duas colheres de sopa são mais do que adequadas para o equilíbrio do sistema digestivo. Não exagere, já que o excesso pode causar diarreia.

http://doutissima.com.br/2016/07/05/conheca-4-graos-que-ajudam-a-emagrecer-14831027/

É fã de chocolate? Saiba tudo sobre esse doce...

É difícil recusar um pedacinho de chocolate após um longo dia de trabalho. Com tantas opções de sabores, texturas e combinações, não dá para negar: esse doce obtido a partir do cacau é uma das paixões de quem é viciado em sobremesas. Se você é uma dessas pessoas, está na hora de conhecer tudo sobre essa delícia.

O cacau é fruto do cacaueiro, árvore muito presente nas florestas da América do Sul. O doce preparado com as amêndoas do fruto se popularizou inicialmente na Europa. O Brasil se transformou em um dos maiores produtores somente a partir do século 20. 
Tudo sobre o chocolate

Os grãos de cacau e o açúcar são os principais ingredientes utilizados na criação do chocolate. A escolha entre os diversos tipos do doce é o que determina as quantidades utilizadas durante o preparo. Podem ser acrescentados elementos como leite, aromatizantes, edulcorantes e várias outras substâncias. E é aí que mora o perigo.

O chocolate amargo é fonte de flavonoides que contribuem para o bom funcionamento do coração, auxiliam na a prevenção de tromboses e equilibram os níveis de colesterol – desde que consumidos em pequenas porções. Já as versões que levam leite e altas doses de açúcares não são tão saudáveis.

Apesar de ser altamente calórico e uma grande fonte de carboidratos, o chocolate não é tão ruim para a saúde. Os doces levam doses de proteínas, vitaminas e minerais como magnésio e potássio. Todas essas substâncias agem positivamente no organismo de quem consegue consumir as porções adequadas.

Falando nelas, não dá para exagerar. A quantidade de chocolate liberada diariamente é de, no máximo, 13 gramas. Para não trazer prejuízos para o shape, lembre-se de investir nas versões que levam altas doses de cacau. Se possível, prefira os tipos com mais de 70% de concentração.
O chocolate deve ser consumido com cuidado: apenas 13 gramas diárias. Foto: iStock, Getty Images


Veja 5 tipos de chocolate

Tem chocolate com pedaços de amendoim, frutas secas, bolachas, ingredientes crocantes e com caramelos. A seguir, confira quais são os tipos de doce mais comercializados e as suas principais características.

Ao leite: contém aproximadamente 25 gramas de cacau sólido. O leite em pó é adicionado para que o sabor fique mais sutil e adocicado.

Amargo: leva pequenas doses de açúcar e altas quantidades de cacau. Existem opções de 70% a 90%. Levam maiores quantidades de flavonoides.



Branco: é preparado com a mistura de ingredientes. Contém aproximadamente 20% de manteiga de cacau.

Meio amargo: é feito com aproximadamente 50% de cacau sólido. É menos calórico e contém baixas doses de açúcares, gorduras e leite.

Diet: não levam açúcares, mas contém altas doses de gordura. Fique de olho nas embalagens para não prejudicar o seu estado.

http://doutissima.com.br/2016/07/13/e-fa-de-chocolate-saiba-tudo-sobre-esse-doce-14831188/

Aprenda a preparar 3 receitas saudáveis com banana...

Rica em fibras, vitaminas e minerais como potássio, a banana é uma das frutas preferidas entre os brasileiros. Com sabor adocicado, textura cremosa e fácil de adicionar em receitas, esse alimento é encontrado em quatro variedades: banana-da-terra, prata, maçã e nanica.

E você, sabe qual é a sua preferida? A seguir, confira como fazer quatro pratos que prometem encantar a sua família. Tem bolo integral, mousse cremoso e panqueca fitness. Tem opção para todos os gostos.Existem quatro variações de banana: da-terra, prata, maçã e nanica. Foto: iStock, Getty Images
Bolo de banana integral

Ingredientes

4 bananas

3 ovos

½ xícara de chá de leite desnatado

½ xícara de chá de óleo de milho

1 xícara de chá de farinha de trigo integral

1 xícara de chá de aveia

1 xícara chá de açúcar mascavo

½ xícara de chá de açúcar demerara

1 colher de sopa de fermento

Canela em pó a gosto

Modo de preparo

Junte a banana, os ovos, o leite e o óleo no liquidificador. Bata bem. Misture a farinha de trigo, a aveia, os açúcares e o fermento – todos devem ser peneirados – em uma tigela. Acrescente os ingredientes batidos e mexa suavemente. Pique as bananas e espalhe no fundo de uma forma untada e enfarinhada. Polvilhe com uma pequena quantidade de canela.

Preaqueça o forno em temperatura média. Despeje a massa do bolo de banana. Leve para assar por aproximadamente 40 minutos. Esse é o tempo necessário para que a receita fique dourada e assada por dentro. Retire e espere uma hora para esfriar. Desenforme com muito cuidado. Corte em fatias e sirva.
Mousse de banana light

Ingredientes

2 colheres de sopa de adoçante em pó

1 xícara de chá de água

2 bananas nanicas

1 colher de café de essência de baunilha

2 pacotes de gelatina sem sabor

12 cubos de gelo

10 colheres de sopa de leite em pó desnatado

Modo de preparo

Misture os pacotes de gelatina com ½ xícara de água fria. Esquente o restante da água e adicione. Jogue no liquidificador com as bananas, o leite, a baunilha e o adoçante. Bata até virar um creme. Adicione os cubos de gelo e bata novamente.Divida em taças ou despeje em um refratário de vidro. Leve para a geladeira por alguns minutos e sirva.
Panqueca de banana

Ingredientes

1 ovo

1 xícara de café de leite desnatado

1 banana prata

2 colheres de sopa de farinha de trigo

1 colher de chá de óleo

Canela em pó a gosto

10 gotas de adoçante

Modo de preparo

Coloque a clara, a gema, o leite, a farinha de trigo e o adoçante em um prato fundo. Misture bem com a ajuda de um garfo. Acrescente a banana amassada com um garfo e mexa. Unte uma frigideira com pequena quantidade de óleo. Despeje a massa e aguarde dourar. Vire do outro lado e espere mais alguns minutos. Retire e aproveite.

http://doutissima.com.br/2016/07/14/aprenda-preparar-3-receitas-saudaveis-com-banana-14831260/

Sexo diferente? Veja formas de surpreender o seu parceiro...

A boa notícia é que existem muitas maneiras de fazer isso, desde uma nova lingerie até técnicas distintas para o sexo. Se você está disposta a tentar, várias dicas são capazes de ajudar a apimentar a intimidade.Uso da criatividade é ótimo para apimentar o relacionamento e deixar a monotonia de lado. Foto: iStock, Getty Images


Sexo é importante em qualquer relacionamento

Um estudo publicado no Scandinavian Journal of Economics mostra que casais que fazem sexo de duas a três vezes por semana são mais felizes com o relacionamento. Sem rodeios,independentemente da idade, quanto mais sexo você tem, maior é o nível de satisfação com o relacionamento.



No entanto, muitas vezes é difícil manter a chama em um relacionamento de muito tempo. Os dias passam e o sexo acaba ficando esquecido ou encoberto pelas inúmeras atividades cotidianas. Quando você se lembra dele, não consegue identificar o último dia que você e seu parceiro tiveram alguma intimidade.



Então, como mudar essa situação? Basta tentar um sexo diferente. De acordo com uma pesquisa da Universidade Estadual de Nova York, os casais que tentam coisas novas regularmente têm relacionamentos mais felizes. Por isso, uma boa maneira de melhorar a relação é adicionar novidades ao dia a dia e também no sexo.


Dicas para ter um sexo diferente

Agora que você já sabe a importância de adicionar elementos diferentes na cama, é hora de montar um plano e surpreender seu parceiro. Veja algumas dicas que podem ajudar:


1. Explore as suas habilidades orais

O sexo oral pode ser extremamente agradável para o seu parceiro. Você ficará surpresa do quão poderoso é um orgasmo que utiliza apenas esse tipo de estimulação. Para agradar, pensa-se em dar atenção a todo o pênis, mas a verdade é que o foco deve estar na ponta dele – muito mais sensível.


2. Tente novas posições sexuais

A maioria dos casais usa apenas de duas a seis posições sexuais. Se você quer saber como agradar seu parceiro na cama e ter um sexo diferente, precisa aprender novas posições. Que tal tentar em cima de uma mesa, ou mandá-lo sentar na cadeira, enquanto você senta em cima dele? Use a imaginação e saia da rotina.


3. Utilize palavras picantes

Uma dica rápida e fácil sobre como agradá-lo na cama é falar algumas frases picantes. Você vai descobrir que elas são capazes de fazer maravilhas. Porém, entenda que é desnecessário falar algo que você não queira – é possível apenas elogiar sua performance ou demonstrar o prazer que está sentido, por exemplo.


4. Traga erotismo para o quarto

Se você não tem acessório sexual algum ou uma lingerie mais sensual, é hora de ir às compras. Trazer mais erotismo para o quarto é uma excelente forma de fazer um sexo diferente e ainda mais prazeroso. Valem fantasias ou até mesmo brinquedos eróticos. Porém, lembre-se de selecionar algo que você tenha certeza que ele irá topar.

http://doutissima.com.br/2015/09/19/sexo-diferente-veja-formas-de-surpreender-o-seu-parceiro-14707502/

Alimentos alteram o sabor do esperma? Tire suas dúvidas...

Muitas mulheres gostam quando os parceiros ejaculam em suas bocas, mas outras não conseguem sequer pensar na ideia. Um motivo é que o sabor do esperma pode variar de homem para homem, estando associado a hábitos de vida. Com boas práticas alimentares e outros cuidados, é possível melhorar e muito o seu gosto.


O que é o esperma

Em geral, os urologistas dizem que não é possível modificar o gosto do sêmen. Eles justificam que a composição do fluido seminal é constante porque trata-se de uma mistura exata de componentes – razão pela qual o sabor não varia.O estilo de vida do homem é capaz de afetar a saúde do esperma e o seu sabor. Foto: iStock, Getty Images

O sêmen é composto de cerca de 96% de água e contém 10% de espermatozoides e líquidotesticular, 30% de secreções da próstata e 60% de secreções das vesículas seminais. O sabor é levemente salgado, com pH alcalino.



Ocorre que ao contrário do que dizem muitos especialistas, há estudos que mostram que o sabor do esperma é capaz de ser modificado com alguns fatores. Porém, isso não significa que ele terá que tomar suco de abacaxi todos os dias – esse é um mito comum associado à melhora do gosto do sêmen.



As próprias mulheres insistem que a dieta tem reflexos no gosto do esperma. A ex-atriz americana Annie Sprinkle, que provou centenas de sêmens de homens, diz que o gosto dos vegetarianos é o melhor – e que tabagismo, álcool, carne e aspargos fazem o líquido menos palatável.


Dieta pode mudar o sabor do esperma?

Normalmente o esperma não tem sabor desagradável. Quando isso acontece, é sinal de que algo pode estar errado – ou então de que o homem precisa modificar seu estilo de vida.



Diversos estudos têm mostrado que homens que fumam, bebem e consomem muita cafeína ou são obesos apresentam menor fertilidade em razão do impacto negativo sobre a saúde do esperma. Esses fatores são capazes de modificar o pH e, assim, alterar também o sabor.



Uma pesquisa publicada na Fertility and Sterility observou 250 homens, avaliando amostras de esperma para determinar saúde, contagem e motilidade.

Os pesquisadores descobriram que hábitos de estilo de vida pobres, como excesso de peso, fumar ou beber diminuem consideravelmente a qualidade da saúde do esperma e reduzem as chances de uma gravidez bem-sucedida.



Além disso, acredita-se que a alimentação também tenha um papel importante na saúde do esperma. Um estudo publicado no The Journal of Biology and Reproduction, em 2011, concluiu que um composto encontrado em ácidos graxos ômega 3 é capaz de melhorar a morfologia espermática.



Um outro levantamento, também publicado na Fertility and Sterility, mostrou que homens que comem cereais integrais têm alta concentração de espermatozoides e motilidade. Ficou demonstrado ainda que frutas frescas dão ao esperma um impulso de velocidade e agilidade.



Há também ainda novidades que estão por vir e prometem melhorar a saúde do esperma – e assim o seu sabor. No Escritório de Patentes dos Estados Unidos, há um composto sendo desenvolvido, cujos ingredientes incluem abacaxi, banana, brócolis, aipo e morango ou cereja – todas liofilizadas –, bem como creatina, zinco, selênio e vitaminas E, B6 e B12.



A promessa é que essa substância seja capaz de diminuir o gosto salgado e amargo do esperma por até 24 horas. Estudos preliminares, feitos com 27 casais com estilos de vida diferentes, demonstram que houve melhora significativa no sabor do sêmen.


http://doutissima.com.br/2015/10/01/alimentos-alteram-o-sabor-do-esperma-tire-suas-duvidas-14708464/

Casar ou descasar? Veja dicas para evitar crises conjugais

Muitas pessoas se perguntam se vale a pena ficar dentro de um casamento infeliz ou a melhor opção é se descasar. Chegar a essa resposta é bastante difícil, principalmente em relacionamentos de longa duração. Ou seja, antes de jogar a toalha é importante dedicar algum esforço para salvar seu relacionamento. Algumas dicas são capazes de ajudar.Às vezes crises conjugais são inevitáveis, por isso é importante estar preparado para enfrentá-las. Foto: Shutterstock
Descasar está cada vez mais comum

Recentemente, foram divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) dados que mostram um cenário crescente de divórcios no Brasil. De acordo com o levantamento, em 2014 foram registrados cerca de 341 mil divórcios, aproximadamente 200 mil a mais do que em 2004. O aumento é de 161,4% em dez anos.

O estudo mostra ainda a ocorrência de uma queda na duração dos casamentos no país. Se o tempo aproximado era de 19 anos em 1984, as estatísticas de 2014 demonstram que ele tem caído para uma média de somente 15 anos.

Muitas vezes crises conjugais são inevitáveis. Se você não quiser fazer parte das estatísticas, é importante estar preparado para enfrentar os problemas, independente de qual seja a sua decisão final. Parece difícil? Confira quatro dicas que podem ajudar na missão:
Escreva

Há muitas coisas que temos dificuldades para conversar e falar diretamente para o parceiro, sendo mais fácil escrevê-las e colocá-las no papel. Evidentemente que isso é apenas uma forma de introduzir o assunto, mas que pode ser bastante útil para que uma questão importante não seja deixada de fora da discussão.
Autocrítica

Antes de começar a discutir os problemas que levaram vocês ao desentendimento, faça uma autocrítica e controle suas emoções. Jamais discuta de cabeça quente ou em tom ofensivo. Ao invés disso, afaste-se um momento e deixe o estresse ir embora para retomar o assunto.
Racionalize

É importante abordar os problemas de forma racional. Faça uma aproximação colaborativa ao invés de colocar as coisas como se fosse uma luta entre ambos os parceiros, o que acaba estimulando a ocorrência de crises conjugais.
Perdoe

Todas as pessoas cometem erros, então importante saber perdoá-los quando possível. Isso não significa, por outro lado, que você precisa ficar preso a algo que não faz bem e que não parece ter futuro. Apenas aprenda que problemas secundários podem ser superados sem uma crise conjugal. 
Terapia pode ajudar a superar os problemas

Muitas pessoas tentam e se esforçam, mas não conseguem superar por conta própria os problemas no relacionamento. É possível que nessas horas você pense que a única solução é realmente aseparação e o divórcio. Acontece que não precisa ser assim.

Há uma série de serviços que prestam assistência a casais que desejam superar crises dentro dos relacionamentos. A terapia é uma excelente alternativa, que pode ajudar, inclusive, no conhecimento de si mesmo. É surpreendente o que uma abordagem profissional consegue fazer.

Caso nada disso resolva, resta então seguir em frente. E você deve fazê-lo sem medo. Afinal, você tentou de tudo para dar certo, mas não foi possível. Hora de pensar um pouco mais em você ao invés de seguir com discussões desnecessárias.

http://doutissima.com.br/2016/01/06/casar-ou-descasar-veja-dicas-para-evitar-crises-conjugais-14821603/

Celibato: descubra por que algumas pessoas abdicam do sexo...

Na Bíblia o celibato é tratado como algo honroso. Atualmente, o termo é usado para rotular pessoas que se abstêm de praticar atividades sexuais. Mas quais motivos levam homens e mulheres a viverem sem sexo? É o que a equipe do Doutíssima explica.
Vida sem sexo

Em 2004, o escritor Anthony F. Bogaer abordou o tema da assexualidade na obra Understanding Asexuality (Entendendo a Assexualidade, na tradução para o português). Desde então, ele é considerado um dos maiores especialistas no assunto.

Hoje já existem vários outros livros que tratam desta questão. A brasileira Elisabete Oliveira, por exemplo, produziu recentemente uma tese de doutorado relacionado ao assunto. Intitulada Minha vida de ameba, a publicação relata o modo de viver e de pensar dos que não sentem falta de sexo.

Ela estima que, no Brasil, existam dois milhões de pessoas assexuais. A maioria está integrada com a Asexual Visibility and Education Network (AVEN). A comunidade internacional possui mais de 100 mil participantes assexuais conectados pela internet e lutando por respeito e visibilidade. No celibato a vontade sexual é reprimida em detrimento de uma crença a ser seguida. Foto: iStock, Getty Images
O desejo sexual para os assexuais e no celibato

Para os psicólogos, a energia sexual que está engavetada em um sujeito por decorrência de algum trauma, decepção, medo de intimidade, entre outros aspectos, precisa de tratamento para desabrochar. Isto significa dizer que a pessoa reprimiu seu desejo para se proteger de um possível novo sofrimento.

Já para os que lidam de maneira tranquila com a ausência de concretizar o desejo sexual, a situação está bem resolvida. Geralmente, estes souberam canalizar a energia sexual para outras áreas produtivas de suas vidas.

Os que optam pelo celibato, por sua vez, aprovam a abstinência sexual, mesmo que haja o desejo pelo sexo – que acaba sendo reprimido. Nestes casos, nem a masturbação é aceita, principalmente se for um celibato religioso.

Alguns assexuais se masturbam, mas não têm a necessidade emocional ou física de ir além desta prática. No entanto, é bom recordar que a sexualidade humana é algo que se movimenta. A cada experiência os sentimentos podem ser alterados mediante as vivências dos indivíduos.

Avalie bem sua vida e esteja certo da sua decisão. Se há dúvidas, converse com um psicólogo. Quando quiser seguir o celibato, esteja ciente das premissas deste compromisso.

http://doutissima.com.br/2016/02/27/celibato-descubra-por-que-algumas-pessoas-abdicam-do-sexo-14825467/

Tudo que você queria saber sobre sexo digital...

Você já ouviu falar em sexting? Pois saiba que o sexo digital já é uma alternativa comum, seja para apimentar o relacionamento ou mesmo para conhecer pessoas novas e aumentar seu prazer. Ainda assim, a técnica exige cuidados básicos.
Sexo digital pode apimentar sua relação

Pesquisadores da Drexel University entrevistaram 870 pessoas dos Estados Unidos, com idade entre 18 e 82 anos, para entender um pouco mais sobre o sexo digital. Os dados coletados mostram que essa prática talvez seja mais comum do que a maioria das pessoas acredita.

Os pesquisadores definiram sexting como o ato de mandar ou receber mensagens sexualmente sugestivas ou explícitas através de mensagens de texto. Primeiro, eles buscaram saber quantas pessoas já haviam feito isso.

Surpreendentemente, 88% dos entrevistados responderam afirmativamente – sendo que 82% havia feito isso no último ano. Em 75% dos casos a prática foi feita no contexto de relacionamento sério, mas há também quem se aventure em enviar mensagens mesmo quando está em relacionamentos casuais.

Foi possível descobrir ainda que o sexting traz reflexos positivos na satisfação sexual dos praticantes – principalmente para pessoas em relacionamentos sérios. O sexo digital é uma prática cada vez mais comum. Foto: iStock, Getty Images
Como praticar o sexting com segurança

Muitos casos de pessoas que acabaram sofrendo com suas fotos e conversas vazadas na internet ganharam os noticiários nos últimos tempos. Embora essa prática seja ótima para aquecer a relação, é preciso ter cuidado. Veja como fazê-la com segurança:
Vá devagar

Só porque você conhece alguém e dá seu número de telefone não significa que deve começar a enviar mensagens de texto picantes e fotos sexy. Você deve ter o tempo necessário para se certificar de que pode confiar na pessoa.
Apenas uma provocação

A melhor coisa do sexting é que ele funciona como preliminares ou flerte. Enviar um texto com uma provocação ou imagem sugestiva pode ser muito mais eficaz do que algo explícito. É só não exagerar na dose.
Acorde regras para apagar

Seja inteligente e apague suas mensagens sexys com frequência. Além disso, procure acordar com seu parceiro para que tudo seja deletado depois dos momentos quentes no telefone ou computador.
Não faça isso quando você bebeu

A bebida pode perturbar as suas percepções e você é capaz de acabar enviando coisas das quais talvez se arrependa no dia seguinte. Procure segurar os seus impulsos e deixar essa brincadeira para quando tiver o pleno domínio sobre suas atitudes.
Não utilize sexting como um substituto

O sexting pode ser viciante, especialmente para alguém que está iniciando. Ele fornece uma descarga de adrenalina e, eventualmente, muda a dinâmica do seu relacionamento sexual. Porém, certifique-se de criar um equilíbrio saudável entre os diferentes tipos de sexo que você tem e manter paixão e emoção quando algo real acontecer.

http://doutissima.com.br/2016/03/16/tudo-que-voce-queria-saber-sobre-sexo-digital-14825995/

70 anos... quantos ensinamentos e reflexões sobre relacionamentos.

70 anos... quantos ensinamentos e reflexões sobre relacionamentos.

http://virginiarocha.blogspot.com.br/2013/04/70-anos-quantos-ensinamentos-e.html

Migrar/ emigrar/ imigrar

Migrar/ emigrar/ imigrar




EMIGRAR é “sair de um país para viver em outro”: “Todo ano muitos brasileiros emigram para os Estados Unidos”. O prefixo “e(x)-“ significa “movimento para fora”: emergir, exportar, externar, expulsar;

IMIGRAR é “entrar, estabelecer-se em país estrangeiro”: “Muitos japoneses imigraram para São Paulo”. O prefixo “i(n)-“ significa “movimento para dentro”: imergir, importar, internar, ingerir.

MIGRAR é “mudar de lugar, região, país…” Isso significa que podemos usar o verbo MIGRAR como sinônimo de EMIGRAR e IMIGRAR. Quando não houver a idéia de “entrada ou saída”, só a de “movimento, mudança”, o mais adequado é usar o verbo MIGRAR: “Durante o inverno muitas aves migram para o hemisfério sul”.

http://virginiarocha.blogspot.com.br/2013/04/migrar-emigrar-imigrar.html

Crase sem crise... OPS

Crase sem crise... OPS



1.Ele se referiu a ou à carta?
2.Ele escreveu a ou à carta?
O certo é: Ele se referiu à carta e escreveu a carta.

Para comprovarmos a crase, o melhor “macete” é substituir o substantivo feminino por um masculino. Comprovamos a crase se o A se transformar em AO:
“Ele se referiu à carta.” (=ao documento)
“Ele entregou o documento às professoras.” (=aos professores)
“Sua camisa é igual à do meu pai.” (=seu casaco é igual ao do meu pai)
“Ele fez referência às que saíram.” (=aos que saíram)

Observe a diferença:
“A secretária escreveu a carta.” (=o documento)
“Ele não encontrou as professoras.” (=os professores)
“A testemunha acusou a da direita.” (=o da direita)
“Não reconheci as que saíram.” (=os que saíram)
“Ele se referiu a esta carta.” (=a este documento)
“Tráfego proibido a motocicletas.” (=a caminhões)

http://virginiarocha.blogspot.com.br/2013/04/crase-sem-crise-ops.html

curiosidades: concordância verbal

Curiosidades: concordância verbal



Vamos concordar

1. “ALUGA-SE ou ALUGAM-SE apartamentos?”

O certo é “ALUGAM-SE apartamentos”.

A presença da partícula apassivadora “SE” faz a frase ser passiva, ou seja, o sujeito é quem sofre a ação do verbo(= apartamentos), e não quem pratica a ação de alugar. É o mesmo que eu dissesse que “apartamentos são alugados”.

Em “VENDE-SE este carro”, o verbo fica no singular porque o sujeito (=o carro) está no singular; em “VENDEM-SE carros usados”, o verbo vai para o plural porque o sujeito (=carros usados) está no plural. Correspondem a: “Este carro é vendido” e “Carros usados são vendidos”.

2. “PRECISA-SE ou PRECISAM-SE de operários?”

O certo é “PRECISA-SE de operários”.

Neste caso, a partícula “SE” tem a função de tornar o sujeito indeterminado. Quando isso ocorre, o verbo permanece obrigatoriamente no singular: “Necessita-se de profissionais competentes”; “Acredita-se em discos voadores”; “Aspira-se a grandes vitórias”.

É interessante notar a presença da preposição:“precisa-se de”, “necessita-se de”, “acredita-se em”, “aspira-se a”. Isso é uma indicação de que a partícula “se” é indeterminadora do sujeito.

http://virginiarocha.blogspot.com.br/2013/04/curiosidades-concordancia-verbal.html

Diminutivos eruditos...

Diminutivos eruditos...


Na atualidade, empregamos muitas palavras importantes que eram simples diminutivos no Latim.

Confira alguns diminutivos eruditos:

Grânulo (de grão)
Radícula (de raiz)
Régulo (de rei)
Versículo (de verso)
Película (de pele)
Opúsculo (de obra)
Nódulo (de nó)
Glóbulo (de globo)
Corpúsculo (de corpo)
Nótula (de nota)
Partícula (de parte)
Óvulo (de ovo)
Febrícula (de febre)
Homúnculo (de homem)
Gotícula (de gota)
Fascículo (de feixe)

http://virginiarocha.blogspot.com.br/2013/04/diminutivos-eruditos.html

predicativo do sujeito

predicativo do sujeito

 
O predicativo do sujeito não se limita somente ao adjetivo, visto que também pode ser representado por outras classes de palavras.


A noção primeira que emerge quando o assunto diz respeito aopredicativo do sujeito é que ele sempre é representado peloadjetivo, justamente pela própria definição, a qual se demarca pelo fato de ele se justificar pela característica que se atribui ao sujeito por meio do verbo de ligação. No entanto, cabe ressaltar que algumas noções não devem se cristalizar tempo afora, pois se tornam passíveis de mudanças, sobretudo levando em conta o contexto oracional. Assim, o predicativo do sujeito também pode ser representado por outras classes gramaticais, e não somente pelo adjetivo.


Partindo desse princípio, ao conferirmos um pouco mais acerca do que vem adiante, passaremos a perceber as evidentes flexibilidades, as quais depois de conferidas, poderão ampliar ainda mais sua competência linguística. Estando elas abaixo demarcadas, observemos, fazendo uso de exemplos, evidentemente.

Assim, vejamos quais são estas classes de palavras, subsidiando-nos em alguns exemplos:


Substantivo
A amizade é uma recompensa.
Sujeito              predicativo do sujeito

Adjetivo
A garota é bela.
Sujeito         predicativo do sujeito

Pronome substantivo
O conhecimento é tudo.
Sujeito                     predicativo do sujeito

Infinitivo
Amar é viver.
Sujeito   predicativo do sujeito

Numeral substantivo
As alunas são duas.
Sujeito        predicativo do sujeito

Palavra substantivada
A surpresa foi o jantar.
Sujeito             predicativo do sujeito


Por Vânia Duarte
Graduada em Letras

Acesso em: 09.04.2013