1

1

Google+ Followers

terça-feira, 10 de maio de 2016

DUPLA SENA -- CONCURSO 1490 DATA 10/05/2016

A Dupla Sena foi lançada em 06 de novembro de 2001 pela Caixa Econômica Federal e é uma versão da Mega Sena com mais chances de acertar. Com 50 números disponíveis no volante de apostas, de 01 a 50, você pode marcar de 6 a 15 números e ganha se acertar 4 (Quadra), 5 (Quina) ou 6 (Sena) números. O custo de uma aposta com 6 números é de R$ 2,00 e sua aposta participa de 2 sorteios no mesmo concurso. A probabilidade de acertar todos os 6 números é de 1 em 15.890.700.
O resultado da Dupla Sena é divulgado no GIGA-SENA logo após o sorteio que é realizado no Caminhão da Sorte nas terças e sextas a partir das 20 horas. O Caminhão da Sorte realiza os sorteios das Loterias por todo o país em uma cidade a cada semana. Os sorteios da Dupla Sena são realizados todas as semanas.
No painel de resultados do GIGA-SENA abaixo, você confere o resultado da Dupla Sena no último sorteio. Os resultados dos sorteios anteriores você confere nas páginas dos respectivos números dos concursos no menu a esquerda ou utilizando o campo de busca para concursos mais antigos.
CONCURSO 1490 DATA 10/05/2016
1º Sorteio
03
05
32
33
39
48
 
SENAQUINAQUADRA
prêmio
0,0013.070,2492,49
ganhadores
x 0x 6x 969
ACUMULOU!
2º Sorteio
02
21
25
26
28
38
SENAQUINAQUADRA
0,007.842,15105,68
x 0x 10x 848
ACUMULOU!
Próximo Sorteio: 12/05/2016Prêmio Estimado: R$ 3.200.000,00

QUINA -- CONCURSO 4080 DATA 10/05/2016

A Quina foi lançada em 13 de março de 1994 pela Caixa Econômica Federal e é a mais tradicional das loterias. Com 80 números disponíveis no volante de apostas, de 01 a 80, você pode marcar 5, 6 ou 7 números e ganha se acertar 3 (Terno), 4 (Quadra) ou 5 (Quina) números. O custo de uma aposta com 5 números é de R$ 1,50 e a probabilidade de acertar todos os 5 números é de 1 em 24.040.016.
O resultado da Quina é divulgado no GIGA-SENA logo após o sorteio que é realizado no Caminhão da Sorte da Loterias CAIXA de segunda a sábado a partir das 20 horas. O Caminhão da Sorte realiza os sorteios das Loterias por todo o país em uma cidade a cada semana. Os sorteios da Quina são realizados todas as semanas.
No painel de resultados do GIGA-SENA abaixo, você confere o resultado da Quina no último sorteio. Os resultados dos sorteios anteriores você confere nas páginas dos respectivos números dos concursos no menu a esquerda ou utilizando o campo de busca para concursos mais antigos.
CONCURSO 4080 DATA 10/05/2016
08
34
35
48
76
 
QUINAQUADRATERNO
prêmio
0,009.715,42185,59
ganhadores
x 0x 83x 6.207
ACUMULOU!
Próximo Sorteio: 11/05/2016Prêmio Estimado: R$ 8.000.000,00

Estudo descobre simples segredo para comer menos.

De acordo com um estudo da Universidade de Illinois em Urbana-Champaign (EUA), beber água pode ajudá-lo a comer menos. O ato foi associado a ingerir menos calorias, bem como menos açúcar, sal e colesterol.
O artigo foi publicado no Journal of Human Nutrition and Dietetics.

A pesquisa
Os pesquisadores analisaram um conjunto de dados de 18.311 adultos que foram entrevistados sobre tudo o que comeram e beberam em duas ocasiões diferentes, em um intervalo de três e dez dias.
A quantidade de água que cada indivíduo bebeu não variou muito entre os dois dias. No entanto, os cientistas descobriram que um aumento no consumo de água pura (sem gás) diariamente (entre uma e três xícaras) se correlacionou com uma redução no consumo de energia total diária de entre 69 e 206 calorias.
Isso pode parecer pequeno, mas equivale a cerca de 450g de gordura em 17 dias. Houve também uma redução na ingestão de açúcar por entre 6 e 18 gramas, sódio por entre 78 e 235 miligramas, e colesterol por entre 7 e 21 gramas.
Segundo Ruopeng An, professor de cinesiologia e principal autor do estudo, há duas razões pelas quais a água pode ajudar as pessoas a emagrecer. Primeiro, há o efeito de substituição: as pessoas podem beber água em vez de bebidas açucaradas (como refrigerante). Em segundo lugar, elas podem se sentir mais satisfeitas com a barriga cheia de água, e comerem menos.


Dúvidas
Se os resultados deste estudo forem replicados, podem mudar nossa percepção sobre beber água.
As pesquisas até agora têm tido conclusões mistas sobre se beber mais água ajuda na perda de peso, ou faz qualquer outra coisa pela saúde.
Jennifer Kuk, professora de cinesiologia na Universidade de York (Canadá), que não esteve envolvida no estudo, disse que há alguma verdade na ideia de que a água pode reduzir o consumo de calorias por encher o estômago, mas, “em geral, o efeito é muito menor conforme o estômago se estende ao longo do tempo”.
De acordo com Yoni Freedhoff, especialista em obesidade canadense, houve alguns outros estudos que mostraram que a água pode ser usada como uma ferramenta de controle de peso, especialmente se é tomada imediatamente antes de uma refeição, mas o efeito foi mínimo: apenas 900g por ano, ou nem seja, nem um quilo.


Beber ou não beber, eis a questão
Também é importante notar que o método utilizado neste estudo pode ser falho, uma vez que depende do relato dos participantes e a maioria das pessoas não consegue se lembrar de tudo o que comeu.
Logo, a comunidade científica ainda se mantém cética com relação à pesquisa. “Este estudo não deve ser usado como prova de que se você beber mais água, então você vai comer menos”, afirmou Charles Burant, diretor do Centro de Pesquisa de Nutrição e Obesidade em Michigan, EUA. “Essa noção existe há um longo tempo e apenas não parece funcionar”.
Já outros pesquisadores disseram que estes resultados são mais uma prova de que as pessoas devem tentar evitar bebidas adoçadas em favor da água. Afinal, não têm nada a perder. [TheAtlantic, WOl]



5 coisas que você pode fazer todos os dias para se proteger de um ataque cardíaco

O infarto agudo do miocárdio, popularmente conhecido como parada ou ataque cardíaco é uma condição que ocorre quando há morte do tecido de parte do músculo do coração, sendo no Brasil a segunda causa mais comum de mortes, perdendo apenas para doenças cerebrovasculares, como o derrame.


Se você não quer fazer parte das estatísticas, precisa conhecer hábitos que devem evitar e medidas que deve adotar todos os dias para se proteger e afastar os riscos de um ataque cardíaco. Confira os principais e comece hoje sua transformação saudável:


1. O primeiro passo e mais importante é parar imediatamente de fumar, caso seja tabagista. O cigarro provoca mais de 50 tipos de doenças diferentes e é responsável pela morte de 10 mil pessoas ao redor do mundo todos os dias.


2. Manter uma alimentação equilibrada é fundamental para evitar problemas cardíacos e mortes decorrentes à condição. Diminuir o consumo de alimentos gordurosos, industrializados, ricos em sódio e investir em frutas, vegetais e nozes contribuem para a saúde do coração.


3. Pratique exercícios físicos regularmente. Especialistas apontam que apenas 30 minutos por dia de alguma atividade, como uma simples caminhada rápida diariamente, é capaz de afastar o sedentarismo e evitar problemas cardíacos.


4. Não negligencie a sua saúde. Marque consultas médicas periódicas mesmo quando não apresenta nenhum sintoma de doença, realize exames frequentemente para conhecer suas condições e mantenha a disciplina ao administrar medicamentos indicados por um profissional da saúde.


5. Evite o isolamento e procure manter a proximidade com pessoas que ama, sejam amigos ou familiares. Uma boa harmonia sentimental também contribui para a saúde físicas e mental e ajuda a afastar doenças graves.

Desvende 8 mitos e verdades sobre o chocolate amargo


Você sabia que o chocolate amargo ajuda a emagrecer? Será que ele dá espinhas? Desvende oito mitos e verdades sobre o chocolate amargo

Para quem ama chocolate, todo dia é dia de se deleitar com aquele pedacinho derretendo na boca. Porém, se você faz parte do grupo das que comem e depois morrem de culpa, temos uma sugestão: troque a versão branca e ao leite pela amarga. Para fazer isso sem medo, desmistifique oito mitos e verdades sobre o chocolate amargo.


1. O chocolate amargo é mais saudável do que os demais.
Verdade. O cacau, matéria-prima do chocolate, é cheio de nutrientes que melhoram a circulação sanguínea no cérebro, turbinando a memória. Além disso, o fruto é fonte de potássio e magnésio, minerais envolvidos na força muscular, de cromo, que regula a quantidade de açúcar no sangue e dá um basta à gula, e de ferro, protegendo contra anemia.
Por isso, quanto mais cacau, mais benefícios essa delícia traz. Isso deixa o chocolate amargo em primeiro lugar no pódio de amigos da saúde. “Lembrando que o chocolate branco não contém cacau em sua composição, e sim manteiga e gordura, portanto são isentos desses benefícios”, alerta a nutricionista Débora Werneck, da Nação Verde, de São Paulo. Segundo a especialista, os chocolates extra-amargo (75 a 85% de cacau), amargo (50 a 75%) e meio amargo (35 a 50%) são tiros certos.


2. Chocolate amargo engorda.
Depende. Obviamente, se você devorar uma barra inteira as consequências aparecerão na cintura, mas, com moderação, ele ajuda a emagrecer. “O cacau tem 2-feniletilamina e a N-aciletanolamina, duas substâncias que agem no cérebro fechando os receptores que estimulam a vontade de comer doces”, explica a médica nutróloga Ana Luísa Vilela, de São Paulo. Além disso, o fruto libera leptina, hormônio que controla a saciedade. A quantidade recomendada é de dois tabletinhos (30) g ao dia, de preferência antes de praticar alguma atividade física ou no inicio do dia.

3. Chocolate amargo faz bem ao coração.
Verdade. E não estamos falando do efeito emocional. Ele é fonte de teobromina, substância que dilata os vasos sanguíneos, ajudando a baixar a pressão arterial. Como se não bastasse, ochocolate amargo diminui a tendência de coagulação.


4. O chocolate amargo aumenta o colesterol ruim.
Depende. A guloseima leva gordura em sua fórmula para dar brilho e aquela sensação de derretido na boca, e aqui entra a pegadinha. Se o fabricante usar gordura vegetal hidrogenada, sinal vermelho, pois ela coloca a perder os benefícios que o cacau oferece, eleva o mau colesterol LDL e diminui o bom colesterol HDL. Já o chocolate amargo de qualidade leva manteiga de cacau e outras gorduras nobres – essas, sim, que diminuem o mau colesterol e aumentam o bom colesterol. “A dica é sempre observar no rótulo se há gordura trans na composição. Se houver, ele contém gordura hidrogenada”, ensina Débora Werneck.


5. Chocolate amargo causa espinhas e cravos.
Mito. A acne é diretamente relacionada à oleosidade da pele, então, alimentos com gorduras já foram apontados como causadores ou agravantes do problema. “No entanto, não há nenhuma evidência científica de que o chocolate em si possa agravar ou ser responsável pela condição”, ressalta a nutróloga Ana Luísa Vilela. Os estudos que indicam que chocolate amargo causa espinhas usaram poucas pessoas para provar a tese, o que faz deles inconclusivos.


6. O chocolate amargo protege o corpo dos efeitos do sol.
Verdade. Um estudo publicado no jornal científico National Institute of Health sugeriu que pessoas que comem diariamente 20 gramas de chocolate amargo durante três meses estão mais protegidos dos raios UV do que aqueles que não consumiram. Os responsáveis são os flavonoides, compostos presentes no cacau que, por serem antioxidantes, repararam as células e previnem o envelhecimento precoce.


7. Chocolate amargo não alivia a TPM, ansiedade e estresse, apenas a versão ao leite faz isso.
Mito. Aliás, a primeira opção é melhor por conter mais cacau. O fruto contém duas substâncias que deixam você felizinha, a feniletilamina e a anandamida. A primeira cria no cérebro a mesma química de quando você se apaixona. Já o segunda, encontrada apenas nessa planta, é um tipo de endorfina que o corpo fabrica naturalmente depois da atividade física. A felicidade tem gostinho de chocolate!


8. Chocolate amargo tira o sono.
Mito. Ele é, sim, um estimulante por aumentar os níveis de serotonina e feniletilamina (que falamos acima), substâncias que dão disposição e ânimo. Entretanto, o estímulo não é suficiente para deixá-la acordada a noite inteira, ainda mais respeitando a quantidade de ingestão recomendada. Por via das dúvidas, evite comer essa delícia antes de dormir.

Conheça 4 efeitos colaterais do excesso de cafeína e outros estimulantes.

Se por um lado eles trazem coisas boas para o corpo, por outro, os psicoestimulantes (entre eles cafeína) causar efeitos colaterais nada desejados. Saiba quais são:


Em grandes quantidades, os efeitos dos psicoestimulantes – cafeína inclusa – funcionam como um verdadeiro tapa aqui, descobre ali, causando efeitos colaterais nada desejados. Olha só:


Benefício: dão mais disposição
Efeito colateral: prejudicam a qualidade do sono


Benefício: melhoram o foco
Efeito colateral: aumentam a ansiedade


Benefício: potencializam o rendimento na academia
Efeito colateral: dificultam a fase de relaxamento e recuperação muscular


Benefício: alguns compostos do gênero, como os derivados da anfetamina, têm efeito emagrecedor (sobretudo por dois fatores: inibição de apetite e aceleração do metabolismo)
Efeito colateral: a perda de peso induzida dessa forma pode ser perigosa porque, muitas vezes, exige medicamentos mais potentes e com maior risco de efeitos colaterais. O emagrecimento rápido tende ainda a gerar o famoso efeito sanfona após a interrupção do uso do psicoativo em questão e, por isso, traz uma série de outros problemas de saúde.


Vale lembrar que, atualmente, o uso de estimulantes com finalidade de perda de peso é uma exceção e somente um médico pode prescrever o tratamento


Dica!
6 horas é o intervalo mínimo recomendado entre a última xícara de café e o momento de ir para a cama se a intenção não for passar a noite toda brigando com o travesseiro.



Qual posição de dormir é a melhor para você?

Quando um dia cansativo chega ao fim e é hora de se render à maciez da sua cama e travesseiro, você provavelmente não pensa em qual posição é a mais saudável para dormir. Você logo se aninha da forma mais confortável possível e só quer partir para o mundo dos sonhos.Mas se você ronca como um urso toda a vez que dorme ou acorda como se tivesse dormido em uma cama de pedras, pode ser o momento de fazer algumas mudanças na “postura horizontal” adotada na sua cama. Confira as vantagens e desvantagens das posições mais comuns:

De lado
Vantagem: esta é a posição que as pessoas mais dizem que preferem. Há uma ótima razão por trás disso: se você ronca ou tem problemas respiratórios, dormir de lado é a melhor opção para liberar as passagens aéreas, diz o médico Christopher Winter, do Hospital Sleep Medicine Center na Virgínia (EUA), um hospital especializado apenas em problemas de sono.
Essa posição também ajuda a aliviar dores nas costas. A posição fetal recria a curva natural da coluna que existia quando você ainda estava na barriga da sua mãe. Winter explica que quando os bebês começam a erguer a cabeça, sentar e andar, a curvatura muda e estresse pode ser colocado na parte inferior das costas.
Um estudo feito em ratos também mostrou que dormir de lado pode diminuir o risco de desenvolver doença de Alzheimer, Parkinson e outros problemas neurológicos. No experimento, os ratos que dormiam de lado apresentaram sistemas linfáticos que funcionavam melhor. O que isso quer dizer? Que a passagem de detritos produzido pelas células do cérebro funcionava melhor, prevenindo essas doenças neurológicas. Winter explica que essa “limpeza” do cérebro acontece de forma mais eficiente quando dormimos.
Desvantagem: Já dormiu de lado e acordou com o braço formigando? Essa sensação acontece porque os capilares são comprimidos pelo seu peso. “Eventualmente você vai ter que acordar para mudar de posição”, diz o médico Michael Breus, especialista em sono.
Dormir de lado também pode aumentar o refluxo e dor de estômago. Se você sofre de indigestão com frequência, talvez seja melhor encontrar outra posição.

Dormir de costas
Vantagens: dormir de costas pode te ajudar a acordar se sentindo descansado. Isso acontece porque essa posição nos ajuda a dormir melhor, de acordo com Breu. Ele diz que esta é a única posição que você consegue dormir a noite toda sem precisar acordar para reajustar. Seu peso fica igualmente distribuído, ao contrário das outras posições.
Quem tem dor nas costas pode colocar um travesseiro embaixo das pernas para que elas fiquem elevadas e haja menos pressão na coluna. “Assim que você começa a erguer os joelhos, a segunda curvatura da sua espinha começa a desaparecer”, explica Winter, se referindo à curvatura da parte inferior da espinha dorsal.
Desvantagem: Essa posição é terrível para quem tem problemas respiratórios, pois a passagem de ar fica mais instável. Isso pode trazer mais ronco e apneia do sono. Isso é prejudicial para a saúde.

Dormir de barriga para baixo
Vantagens: se você ronca e não consegue dormir de lado, então a próxima opção é esta. Dormir de barriga para baixo abre um pouco mais as passagens aéreas quando comparado com dormir de costas. Mas esta é a única vantagem desta posição.
Desvantagem: essa posição dá uma enorme dor no pescoço. Sua cabeça tem que ficar a um ângulo de 90 graus em relação ao corpo enquanto está erguida no travesseiro. Essas contorções malucas podem ser ruins para o pescoço. Isso também não é bom para as costas.
“Essa curvatura das costas faz com que haja pressão direta na parte inferior da sua coluna. Com o passar do tempo, isso vai causar problemas nas costas”, diz Winter.

Eu devo mudar de posição?
Se você dorme de lado, costas ou de barriga e acorda se sentindo descansado e sem dores pelo corpo, é provável que não seja necessário mudar este hábito. Mas se você enfrenta esses problemas, é melhor repensar a posição que você dorme. [CNN]

13 hábitos comuns que parecem inofensivos, mas podem estar te prejudicando


Conheça 13 hábitos comuns que podem fazer parte da sua vida, entenda como eles podem te prejudicar e porque é interessante evitá-los


Alguns simples e pequenos hábitos do cotidiano estão tão enraizados dentro de nós que nem percebemos que estão ali. Muitas vezes, nem ao menos percebemos que o hábito é ruim e que pode estar nos prejudicando ou prejudicando pessoas próximas.


Eliminar um hábito da vida não é uma tarefa fácil, já que é algo que faz parte da rotina e por isso, é imperceptível. Como o próprio nome já diz, é algo que estamos habituados a fazer, é uma parte de nós. Uma boa forma de eliminarmos algum hábito ruim está em substituir por um hábito bom, produtivo e que traga satisfação a você e às pessoas queridas.


Identificar os hábitos que podem estar te prejudicando é a primeira etapa para resolver o problema. O próximo passo é aceitar que você tem esse hábito e aprender a lidar com ele da melhor forma. Abaixo listamos 13 hábitos prejudiciais e dicas para lidar com eles. Confira:


1. Falar mal de si mesma
Pode ser que na tentativa de ser humilde, você acabe esquecendo e escondendo dos outros as suas qualidades. As palavras tem poder e é importante nutrir sua autoestima e se elogiar também. Acreditar em si é primordial.


2. Se importar muito com a opinião alheia
É quase impossível não se importar nem um pouquinho com a opinião alheia, mas em excesso pode trazer muita infelicidade. Quando você se importa demais com o que os outros pensam, acaba deixando de fazer coisas que gostaria só para evitar possíveis julgamentos. Pode ser difícil, mas se algo te faz feliz, siga em frente e tente não se importar com julgamentos.


3. Ver apenas o lado negativo das situações
Fases e situações ruins sempre existirão, porém enxergar apenas o lado ruim delas é opcional. Após muitas frustrações, é comum o desanimo aparecer, mas assim como as palavras tem poder, os pensamentos também. Pensamento positivo ajuda a enfrentar situações ruins com mais leveza. Muitas vezes também podemos aprender lições valiosas a partir de coisas ruins, basta se permitir.


4. Se importar demais com quem não se importa
Geralmente quando nos importamos com quem não se importa, vemos claramente os sinais, porém ignoramos. Situações como essa trazem grande cansaço mental e não valem a pena. Se alguém não corresponde ao seu esforço, está na hora de cortar relações. Lembre-se: a pessoa mais importante da sua vida é você.


5. Deixar suas vontades de lado por alguém
Relacionamentos que podam sua liberdade e as suas vontades podem não estar te fazendo bem. Se alguém realmente se importa com você, não vai te impedir de fazer coisas que te tragam felicidade.


6. Deixar sempre para amanhã
A procrastinação é um vício na vida de muitas pessoas. Muitas vezes você realmente quer algo, mas deixa sempre para depois e usa desculpas esfarrapadas para justificar. As oportunidades que você tem hoje podem não ser as mesmas amanhã, então corra atrás dos seus objetivos o mais cedo possível.


7. Assumir mais compromissos do que pode cumprir
Muitas vezes queremos abraçar o mundo e fazer muitas coisas ao mesmo tempo mesmo sabendo que não temos tempo. Quando você assume apenas compromissos que pode cumprir, a qualidade do que foi feito certamente é muito superior.


8. Não se importar com a sua saúde
Pessoas jovens, principalmente, muitas vezes deixam para depois o cuidado com a saúde, então cometem abusos e acreditam que não precisam de exames de rotina por conta da idade. Conferir se está tudo bem com a sua saúde periodicamente garante mais tranquilidade e qualidade de vida no futuro.


9. Não se importar com a sua saúde mental
A saúde mental é tão importante quanto a saúde física e se importar com ela traz os mesmos benefícios. Evitar situações desagradáveis e que não te trazem vantagem alguma já é uma ótima maneira de cuidar da saúde mental. É importante sempre colocar a situação numa balança e avaliar até que ponto está compensando.


10. Guardar rancor por muito tempo
É comum se chatear com as pessoas durante algum tempo após algum momento desagradável, o problema é não superar aquilo nunca. Guardar rancor não traz benefício algum, pelo contrário, só ocupa espaço na mente que poderia ser gasto com algo produtivo.


11. Negar ajuda quando você realmente precisa
O orgulho muitas vezes não nos permite pedir por ajuda ou ainda aceitá-la de alguém que está oferecendo com boa vontade. Sim, podemos e devemos ser altruístas e fazer coisas sem receber ajuda, mas em alguns momentos ela é primordial. Saiba aceitar a colaboração de alguém quando precisar.


12. Acreditar em apenas uma maneira de fazer algo
Principalmente ao trabalhar em grupo, é necessário saber que existem diversas maneiras de fazer a mesma coisa e nenhuma é melhor que a outra. Não tente impor a sua maneira de fazer algo à outra pessoa se a maneira dela leva ao mesmo resultado. Em todas as relações entre seres humanos o que deve prevalecer é a aceitação das diferenças.


13. Falar demais de si próprio
Da mesma maneira que se criticar em exagero pode ser prejudicial, falar demais de si e se enaltecer a todo o momento também. Ninguém gosta de ter por perto alguém que corta a conversa apenas para falar sobre si e de alguma forma, enaltecer algum feito desmerecendo o da outra pessoa. O segredo está no equilíbrio.
Se você se identificou com algum dos hábitos descritos ou tem algum outro que deseja eliminar, a dica é focar no desejo de mudança e adquirir novos hábitos saudáveis. Investir seu tempo em exercícios físicos, artesanatos ou algum tipo de hobbie, pode auxiliar no processo de mudança. Eliminar hábitos prejudiciais pode fazer muita diferença na sua vida e trazer mais satisfação aos seus dias.

Honda: Família Cargo chega em sua versão 2016 repleta de novidades...


Líder em vendas, linha ganha alterações significativas em ambas as versões e chega às concessionárias com melhorias que reforçam referência ao segmento profissional
Sinônimo de economia, resistência e baixa manutenção, a Honda passa a comercializar em toda a rede de concessionários uma importante novidade para sua linha profissional Cargo. Trata-se das novas CG 125i Cargo e CG 160 Cargo. Ideais para profissionais liberais e frotistas, as atualizações da família acompanham nova motorização e detalhes exclusivos como assento duplo, novos tanques redesenhados, nova tampa de combustível e escapamento remodelado.

Evolução da CG 125i Cargo

Um dos principais atributos da CG 125i Cargo esta associado à grande autonomia e a um conjunto extremamente eficiente de grande resistência e baixo custo de manutenção. A principail novidades da linha de entrada é o novo sistema de injeção eletrônica de combustível PGM-FI (Programmed Fuel Injection), que otimiza a combustão e diminui sensivelmente a necessidade de manutenção, além de redução de consumo de combustível. O modelo passa a contar com novo assento, ampliando o uso da motocicleta.
Seu motor é um OHC (Over Head Camshft), quatro tempos, arrefecido a ar de 124,7 cc. Sua potência é 11,8 cv a 8.5000 rpm, abastecidos com gasolina (versão única), e torque máximo é de 1,06 kgf.m a 5.000 rpm. O tanque é novo e tem tampa inspirada nos modelos esportivos da marca. Sua capacidade é de 14,6l, o que garante grande autonomia e performance. O modelo conta ainda com partida a pedal e câmbio de cinco velocidades, com transmissão final por corrente.

Visual exclusivo e modernidade

Com características únicas em seu conjunto, a CG 160 Cargo chega para consolidar ainda mais a liderança em vendas no segmento profissional. Entre seus destaques, o modelo compartilha também o novo assento, novo tanque e tampa de combustível, carenagens frontais e semi-carenagens laterais redesenhadas, além da exclusiva motorização de 160 cm³ de maior potência e torque, aliado a um desempenho que possibilita seu uso mais amplo aos motociclistas que buscam por uma motocicleta confiável, prática e econômica ao dia a dia.
Além destas novidades, a nova CG 160 Cargo incorpora outras itens como Cavalete Central que lhe garante estabilidade em encostas ou trechos que necessitam a motocicleta centralizada, suporte de carga de fácil instalação e remoção, uma conveniência e comodidade na versatilidade de seu uso. O escapamento também é novo e foi redesenhado para transmitir esportividade em total conformidade com a segunda fase do Promot 4 (Programa de Controle da Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares).

Na ciclística a CG 160 cargo utiliza um chassi de aço tipo Diamond com reforço para uma melhor fixação do motor, mais potente de 162,7cc. A potência é de 14,9 cv a 8.000rpm (gasolina). O modelo traz medidas de 80/110 – 18M/C para o pneu traseiro e 90/90- 18M/C para o pneu dianteiro. A capacidade do tanque é de 16,1L (3,1l), e pode ser abastecido com Etanol ou Gasolina (FlexOne).

Comercializada na cor Branca, a Linha CG Cargo 2016 é produzida na fábrica de Manaus e estará disponível na rede de concessionárias até o final de Maio. Os modelos têm garantia de um ano e preços públicos sugeridos de R$ 6.990,00 para CG 125i Cargo e R$ 8.390,00 para a CG 160 Cargo. Os valores têm como base o Estado de São Paulo e não incluem despesas com frete e seguro.

Fonte: Honda do Brasil

Nova tabela de preços da Renault para o mês de maio -- Com a atual recessão do mercado, algumas marcas aumentaram e reduziram preços de seus carros com objetivos diferentes.


Com a atual recessão do mercado, algumas marcas aumentaram e reduziram preços de seus carros com objetivos diferentes
Algumas tentaram reduzir os custos adicionais resultantes da atual crise com aumento de preço, enquanto outras tentam diminuir os estoques para mudança de ano/modelo ou mesmo manter um ritmo de vendas com menor margem de lucro.

No caso da Renault, os preços sofreram ligeira alta desde o começo do ano, quando publicamos a última relação de preços da marca francesa. A picape Duster Oroch já está custando R$ 65.230. O Fluence, por exemplo, sofreu reajustes para cima e para baixo em todos os meses.

Compare abaixo os preços da Renault em janeiro e os de maio de 2016:

• Clio Expression 1.0 5P – R$ 32.990 – R$ 34.130
• Sandero Authentique 1.0 – R$ 38.950 – R$ 41.100
• Sandero Expression 1.0 – R$ 41.300 – R$ 43.100
• Sandero Expression 1.6 – R$ 44.500 – R$ 46.400
• Sandero Expression Easy´R 1.6 – R$ 48.300 – R$ 50.500
• Sandero Dynamique 1.6 – R$ 47.650 – R$ 50.100
• Sandero Dynamique Easy´R 1.6 – R$ 51.850 – R$ 54.550
• Sandero Stepway 1.6 – R$ 53.800 – R$ 56.200
• Sandero Stepway 1.6 Easy´R – R$ 56.600 – R$ 59.250
• Sandero GT Line 1.6 – R$ 48.990 – R$ 51.200
• Sandero RS 2.0 – R$ 58.880 – R$ 60.600
• Sandero Rip Curl – R$ 54.650 – R$ 57.050
• Logan Authentique 1.0 – R$ 42.200 – R$ 44.550
• Logan Expression 1.0 – R$ 44.550 – R$ 46.400
• Logan Expression 1.6 – R$ 47.950 – R$ 49.850
• Logan Expression Easy´R 1.6 – R$ 51.750 – R$ 54.250
• Logan Dynamique 1.6 – R$ 51.100 – R$ 53.530
• Logan Dynamique Easy´R 1.6 – R$ 55.300 – R$ 58.050
• Duster Expression 1.6 – R$ 63.590 – R$ R$ 66.490
• Duster Dynamique 1.6 – R$ 69.990 – R$ 72.580
• Duster Dynamique 2.0 – R$ 79.490 – R$ 81.800
• Duster Dynamique 2.0 AT – R$ 80.490 – R$ 85.150
• Duster Dynamique 2.0 4×4 – R$ 82.490 – R$ 87.250
• Duster Oroch Expression 1.6 – R$ 62.290 – R$ 65.230
• Duster Oroch Dynamique 1.6 – R$ 66.790 – R$ 69.700
• Duster Oroch Dynamique 2.0 – R$ 70.790 – R$ 73.790
• Fluence Dynamique 2.0 – R$ 69.900 – R$ 74.950
• Fluence Dynamique 2.0 CVT – R$ 72.900 – R$ 84.780
• Fluence Dynamique Plus 2.0 CVT – R$ 76.900 – R$ 88.740
• Fluence GT Line 2.0 CVT – R$ 81.990 – R$ 93.350
• Fluence Privilége 2.0 – R$ 85.990 – R$ 96.350
http://carrosdoalvaro.blogspot.com.br/2016/05/nova-tabela-de-precos-da-renault-para-o.html

10 maneiras de evitar comer demais após o treino

Uma das dicas mais importantes dos especialistas é nunca ir treinar de estômago vazio

Você está decidida a perder uns quilinhos. Iniciou uma alimentação saudável, aumentou o consumo de líquidos, começou a ir à academia… Mas, pelo fato de ter começado a se exercitar, percebeu que sua fome praticamente “triplicou”?!


Você não é a única! A maioria das pessoas comenta que sente fome logo depois do treino. Outras, ainda, se queixam de se sentirem mais famintas ao longo de todo o dia (em que se exercitaram).


Mas, enfim, será que isso é mesmo normal? É preciso comer mais após se exercitar? Como fazer para não exagerar na alimentação e não colocar “tudo a perder”?


Talitta Maciel, nutricionista e coach do Espaço Reeducação Alimentar, explica que é importante entender que, mesmo depois do treino, o metabolismo continua acelerado e, por isso, é preciso repor as energias perdidas. Mas é fundamental comer de modo correto.


Neste sentido, você confere abaixo algumas dicas que ajudam a evitar excessos após o treino (e também ao longo do dia em que se treinou). Vale a pena conferir!


10 dicas para evitar comer muito depois do treino


1. Não ir treinar de estômago vazio
Talitta Maciel reforça que, após o treino, nosso metabolismo continua acelerado. “Normalmente, a fome aparece em até 1 hora após o treino intenso… Costuma ser normal por haver um gasto de energia, por isso precisamos realmente repor as calorias perdidas de uma forma muito saudável”, destaca.
Mas, para isso não ocorrer com exageros, uma dica muito importante é não ir treinar de estômago vazio, para que na refeição após treino o consumo não seja excessivo.


2. Optar por alimentos certos no pré-treino
Assim como é importante repor as calorias de forma saudável após o treino, é fundamental se alimentar de forma correta no pré-treino. Não basta comer uma coisinha ou outra e achar que está pronta para ir à academia! (O ideal é sempre seguir as orientações de um nutricionista)
“Para ter um bom rendimento durante o treino é importante estar bem alimentado para a prática da atividade física. Pois o jejum pode levar à fraqueza, ocasionar sintomas e inibir o gasto calórico, o que vai fazer com que você tenha muita fome no pós-treino e acabe comendo mais do que deveria… E o sentimento de culpa em muitas situações pode aparecer”, destaca a nutricionista Talitta.


3. Alimentar-se bem após o treino
“Alimentar-se bem” não significa, necessariamente, comer grandes quantidades. “É muito importante prestar atenção no que se come e quanto se come no pós-treino para que o esforço não seja jogado fora, por poder ocasionar até episódios de compulsão alimentar”, destaca Talitta Maciel.
A nutricionista explica que a refeição no pós-treino é importante até para que ocorra uma recuperação mais rápida e a manutenção da massa magra.
“No pós-treino deve-se priorizar o consumo de proteínas e carboidratos integrais para recuperação da musculatura e do estoque de glicogênio. Alimentos como queijos magros, peixes, iogurtes naturais, clara de ovo, quinoa, amaranto, nozes, grãos, linhaça, chia, pão integral, entre outros, são ricos em proteínas e gorduras de boa qualidade, como o ômega 3, que ajudam as fibras musculares a se recuperarem do estresse sofrido durante o exercício”, destaca a nutricionista Talitta.


4. Evitar determinados alimentos no pós-treino
Tão importante quanto saber quais alimentos são os mais indicados para serem consumidos após o treino é conhecer os alimentos que devem ser evitados nesse mesmo período.
Talitta Maciel explica que, como o organismo está precisando repor as energias perdidas, ele absorve tudo o que for possível se consumido no pós-treino. “Por isso, todo cuidado com o que ingerir deve ser tomado”, diz.
Neste sentido, a nutricionista destaca alguns alimentos que devem ser evitados (especialmente nesse período pós-treino):
Alimentos ricos em gorduras saturadas
Frituras
Alimentos industrializados
Salgadinhos
Bolachas
Doces
Refrigerantes
Bolos
Barras de cereais ricas em açúcar e produtos químicos
“Esses alimentos podem atrapalhar a queima de calorias e desacerelar o metabolismo, colocando a perder todo o esforço durante o treino”, ressalta a nutricionista Talitta.


5. Não cair na tentação dos fast foods ou das comidas prontas
No período pós-treino é fundamental ainda fugir dos lanches fast food. “Diga não aos telefones de ‘delivery’ para não cair em tentação, e não compre produtos de caixinhas, saquinhos com os congelados ou os ‘rapidamente prontos em 3 minutos’. Na hora da fome, melhor não testar a resistência, portanto nem tenha esses alimentos em casa”, destaca a nutricionista Talitta Maciel.


6. Comer de 3 em 3 horas
Não basta se preocupar somente com o período após o treino. É preciso comer bem ao longo do dia, evitando, assim, exageros nas refeições (e, também, no pós-treino). Uma dica importante para isso é comer a cada 3 horas (pode ser uma fruta, castanhas etc.).


7. Apostar nas verduras e legumes
Uma dica importante para evitar a fome exagera é apostar nas verduras e legumes nas refeições principais (almoço e jantar). Como são ricos em fibras, eles ajudam a dar aquela sensação de saciedade.


8. Trocar o arroz branco pelo integral
Outra dica importante para evitar a fome excessiva ao longo do dia e, especialmente durante as refeições principais, é apostar no arroz integral (em vez do branco). Por ter índice glicêmico menor (ou seja, liberar açúcar aos poucos para o organismo), ele é um ótimo aliado no sentido de oferecer maior sensação de saciedade.


9. Mastigar devagar
Em todas as refeições do dia – seja após o treino, no almoço ou no jantar –, é fundamental mastigar devagar e comer com toda calma possível. Esse hábito é muito eficaz para evitar exageros na alimentação.


10. Refletir se está mesmo com fome
Seja depois do treino, seja ao longo do dia (em que se exercitou), é fundamental pensar um pouco antes de “comer tudo o que der vontade”. Muitas pessoas acabam exagerando, às vezes, na comida por pura ansiedade. Antes de repetir um prato no almoço ou jantar, ou de comer mais um pouco de qualquer alimento, pare e reflita: “é mesmo necessário ou já estou satisfeita?”.



9 alimentos poderosos para fortalecer a imunidade e evitar a gripe H1N1

Invista em um cardápio equilibrado com 9 alimentos poderosos para fortalecer a imunidade e evitar a Gripe H1N1


Alho e cebola
Aposte no consumo dos alimentos crus para se proteger e fortalecer a imunidade.


Iogurte e leite fermentado
Os lactobacilos contidos nas bebidas estimulam o sistema imunológico, além de proteger o intestino e evitar as indesejáveis infecções.


Salmão e frutas
Consideradas fontes ricas em selênio atuam no fortalecimento do sistema imunológico, colaboram para o bom funcionamento da tireoide, assim como contam com poder antioxidante do ômega 3 encontrado no salmão.


Chá verde ou preto
Invista na ingestão das bebidas quentes, que aumentam a imunidade, devido à concentração de aminoácidos, auxiliam na expectoração dos fluidos e, consequentemente diminuem a contaminação das vias aéreas.


Acerola – rica em vitamina C capaz de turbinar o sistema imunológico.


Ovos
A ingestão do alimento rico em complexo B e ácido fólico favorece a composição do sangue.


Tofu
Incorpore o alimento (rico em ferro) ao cardápio, para aumentar a energia e a restauração celular.


Agrião, rúcula, couve e brócolis
As hortaliças possuem vitamina A, que atuam na proteção das muscosas e impedem a transmissão de doenças.


Óleos vegetais (girassol e milho)
Ricos em vitaminas E, são considerados antioxidantes importantes, que agem na proteção das células.



20 dicas para economizar no supermercado

A conta do supermercado não está cabendo no bolso? Os preços subiram, sim, mas será que você não está errando no jeito de fazer as compras ou jogando dinheiro fora?


Confira dicas para economizar na hora de encher o carrinho. As sugestões são de Lélio Braga Calhau, promotor de Justiça de defesa do consumidor do Ministério Público de Minas Gerais e coordenador do site Educação Financeira para Todos (educacaofinanceiraparatodos.com). 


Defina seu limite
Estipule um valor máximo para gastar na sua compra. Lembre-se de que é você quem prioriza as necessidades na sua vida, não as "promoções" de um estabelecimento comercial. Ao atingir o limite que você fixou, pare de comprar.


Faça uma lista de compras
Elabore uma lista prévia do que você realmente precisa e, mais importante, siga-a com disciplina. Planejamento evita desperdícios, como comprar produtos repetido, por impulso ou em quantidade maior do que o necessário.


Organize a lista por seção do supermercado
Seja organizado já na lista de compras, agrupando produtos que ficam próximos --por exemplo: produtos de limpeza, higiene pessoal, enlatados etc.. O resultado: uma experiência mais rápida, objetiva e fugindo das compras por impulso.


Pesquise os preços, inclusive em atacadões e 'atacarejos'
Faça uma pesquisa de preços antes de decidir onde vai fazer as compras. Considere também comprar em atacadões e atacarejos, que prestam um serviço mais simples e, em contrapartida, tendem a oferecer preços finais menores para o consumidor. Se a família for grande, talvez compense comprar nos atacados.


Prefira comprar na segunda quinzena do mês
A maioria dos consumidores compra no início do mês. Na segunda quinzena há uma queda normal de vendas, e as empresas ficam mais propícias a fazer promoções para melhorar o fluxo de caixa.


Evite ir ao supermercado lotado
O excesso de gente pode gerar um falso "senso de urgência" no consumidor e fazê-lo comprar mais do que o necessário ou sem pensar antes.


Nunca vá às compras com fome
A fome atrapalha na hora de calcular a quantidade de produtos de que você realmente precisa. Resultado: acaba comprando coisas demais. Ou, então, cai na tentação e compra alimentos que não estavam na lista.


Levar a(s) criança(s) ou não?
Se for sem a(s) criança(s), você evita a pressão para comprar produtos supérfluos, já que os pequenos são alvos fáceis para o marketing. Por outro lado, se levá-la(s), tem a chance de ensinar que não se pode comprar tudo o que quer.


Não vá ao supermercado passear
Ficar andando com o carrinho pelos corredores é um prato cheio para cair na armadilha das compras por impulso. Supermercado não é lugar de passear. Só vá se precisa mesmo comprar alguma coisa. Entre, faça suas compras e tchau.


Cuidado com os truques e 'armadilhas' de marketing
Tudo no supermercado é feito para você gastar mais: a música, a claridade, os corredores longos, a posição dos produtos etc.. Chocolates e doces costumam ser colocados ao alcance das crianças. Produtos essenciais costumam ficar no fundo para fazer o consumidor percorrer todos os setores.


Leve uma calculadora
Leve sua calculadora e confira com cuidado se os preços são bons para você. Além do preço, considere a quantidade. Por exemplo, o produto X custa R$ 5 e o Y, R$ 8, mas o X tem 500 gramas e o Y, 1 quilo. Fazendo as contas, o Y é mais vantajoso.


Não caia no conto do 'chamariz'
Às vezes, os supermercados baixam os preços de alguns itens mais vendidos para dar a impressão de que tudo ali está barato e atrair mais clientes. Na verdade, há preços altos "escondidos" no meio de outros produtos.


Preços menores, só que não
Cuidado com os preços "quebrados", geralmente terminados em 9. Eles tentam confundir o consumidor e dar a falsa impressão de que são menores do que realmente são.


Fique de olho nos 'produtos da estação'
Se notar que alguns produtos tiveram queda de preço, aproveite para comprá-los. Por outro lado, evite aqueles que subiram muito. Nesse caso, vale até desrespeitar a lista de compras para aproveitar os preços de ocasião.


Além do preço, avalie a qualidade
Nem sempre o mais caro é o melhor e o mais barato, o pior. Também nem sempre vale a pena optar pelo mais barato para economizar se o produto não for de qualidade. Fique de olho em notícias, redes sociais e fóruns de consumidores. Evite produtos ou empresas com muitas queixas.


Cheque a validade e aproveite ofertas
Em geral, produtos perto de vencer ficam na parte da frente das gôndolas e prateleiras. Se for levar quantidade maior ou demorar para consumir, opte por prazos de validade maiores. Alguns lugares dão desconto em produtos próximos ao vencimento; pode ser uma boa opção se você for consumir logo.


Cuidado com a 'compra casada'
Queijo com goiabada, macarrão com queijo, pães e frios. Supermercados tendem a colocar lado a lado produtos que se complementam para estimular a compra. Você deve refletir se compensa ou não levar os dois, se já tem em casa ou se há outras combinações mais baratas e até mais apetitosas.


Use o carrinho com moderação
Pesquisas apontam uma tendência em comprar "até tampar o carrinho" e eles até ficaram maiores nos últimos anos. Evite carrinhos grandes demais e lembre-se de que não é preciso enchê-lo.


Confira os preços ao passar pelo caixa
É mais comum do que se imagina: o valor que estava marcado na prateleira vira outro quando se chega ao caixa. Além de conferir a etiqueta, confira pesos nas balanças e os preços ao passar a compra no caixa.


Pague no débito ou à vista
Prefira pagar no cartão de débito ou à vista e evite jogar a despesa para frente. Isso evita a "surpresa" quanto a fatura do cartão de crédito chega e o efeito bola-de-neve nas dívidas do consumidor.