1

1

Google+ Followers

quarta-feira, 13 de abril de 2016

AJUDA BÁSICA

AJUDA BÁSICA
FONTE:http://geanemusica.blogspot.com.br

CHAMADA DIÁRIA


FONTE:http://silvanapintoblog.blogspot.com.br

HORÁRIO  DE  AULA

FONTE:http://www.bananacraft.com/blog/wp-content/uploads/2009/01/tabelahorario.jpg


FONTE:http://vanussapedagoga.blogspot.com.br/2013/04/modelo-de-diario-escolar.html

PARA COLAR NA AGENDA


FONTE:http://educandocomamorlp.blogspot.com.br

BOAS VINDAS

para o primeiro dia de aula

TIPOS DE CIÊNCIAS OU CONHECIMENTO HUMANO

TIPOS  DE  CIÊNCIAS  OU  CONHECIMENTO HUMANO

Veja neste artigo os diversos tipos de conhecimento humano como a classificação em ciências formais e empíricas e ainda em ciências sociais e naturais como subdivisão da empírica.
O termo ciência é geralmente conhecido como conhecimento, ela é um norteador de praticamente tudo que fazemos, isto é, tudo requer conhecimento, seja ele formal ou simplesmente um conhecimento natural adquirido no dia a dia. O estudo da ciência tem várias classificações e neste artigo será adotada a classificação em ciências formais e empíricas.

Ciências formais

Conhecimento humano - Ciências Exatas
As ciências formais se dedicam aos estudos dos sistemas formais e tem como base símbolos ou regras. Entende-se que  a matemática seja um bom exemplo, mas não se limita a ela, podendo incluir também o campo da lógica muito empregada na ciência da computação e outros ramos, estatística, microeconomia, linguística, entre outros.

Ciências empíricas

As ciências empíricas por sua vez são aquelas que se dedicam aos estudos da natureza (ciências naturais) e ao comportamento humano (ciências sociais).

Ciências sociais

As ciências sociais é o conhecimento sobre o comportamento humano e do seu mundo enquanto indivíduo ou seu comportamento nos grupos humanos e na sociedade. Considera-se como sociais a Antropologia, Psicologia, Sociologia, Economia, Ciências Políticas, Comunicação, Geografia Humana,História e Linguística.

Ciências naturais

Ciências naturais
Já como naturais considera-se o conhecimento sobre a natureza e os eventos naturais. Neste caso não inclui o comportamento humano, mas os aspectos físicos do universo e a lei natural. Considera-se como naturais as áreas da Física, Astronomia, Biologia, Química, Geografia, Geologia, entre outras.

Conhecimento Humano segundo o CAPES

A Tabela de Áreas do Conhecimento da CAPES do Ministério da Educação com o apoio de outros órgãos propõe a seguinte divisão para os tipos de conhecimento:
1º nível - Grande Área: aglomeração de diversas áreas do conhecimento em virtude da afinidade de seus objetos, métodos cognitivos e recursos instrumentais refletindo contextos sócio políticos específicos.
2º nível - Área: conjunto de conhecimentos inter-relacionados, coletivamente construído, reunido segundo a natureza do objeto de investigação com finalidades de ensino, pesquisa e aplicações práticas.
3º nível - Subárea: segmentação da área do conhecimento estabelecida em função do objeto de estudo e de procedimentos metodológicos reconhecidos e amplamente utilizados.
4º nível - Especialidade: caracterização temática da atividade de pesquisa e ensino. Uma mesma especialidade pode ser enquadrada em diferentes grandes áreas, áreas e subáreas.
FONTE:http://www.luis.blog.br/tipos-de-ciencias-ou-conhecimento-humano.aspx 
www.luis.blog.br › Educação 

REESCRITA DE CONTOS COM CORREÇÃO ORTOGRÁFICA

REESCRITA DE CONTOS COM CORREÇÃO ORTOGRÁFICA

Trabalhando contos de fadas e ortografia - 3º ao 5º ano

Atendendo pedido da querida Luiza Moran 

 

 

Objetivos 
- Demonstrar conhecimento de diferentes contos de fadas. 
- Produzir e revisar textos. 
- Refletir sobre o uso das convenções que normatizam os usos da Língua Portuguesa com relação à ortografia. 
- Comunicar-se e expressar-se em de situações de intercâmbio social, elaborando e respondendo perguntas.. 

Conteúdos  
- Produção de texto. 
- Revisão.
Anos
Do 3º ao 5º ano

Tempo necessário 
Dez aulas 

Material necessário Giz, quadro, papel sulfite, canetas coloridas, lápis de cor, livros de contos de fadas.

Flexibilização para deficiência intelectual Acrescente canções, filmes e animações de contos de fadas que facilitem a compreensão da história.

Desenvolvimento  1ª etapa
Faça na lousa ou em um cartaz uma lista, em ordem alfabética, dos contos tradicionais mais conhecidos pela turma. Diariamente, reserve um tempo para ler com a classe as histórias escolhidas. 

Flexibilização para deficiência intelectual Antecipe essa atividade pedindo ao aluno, como lição de casa, que traga uma lista de títulos de contos tradicionais.

2ª etapa 
Escolha com o grupo uma das histórias e leve para a classe várias versões dela para ler com as crianças, destacando semelhanças e diferenças com relação ao tipo e à organização do texto, aos personagens que compõem a história, à sequência em que se desenrola a trama, ao tempo em que as histórias se desenvolvem, aos cenários descritos ou representados nas ilustrações. Lembre-se de fazer uma seleção prévia, evitando livros de baixa qualidade (por exemplo,adaptações com cortes demasiados na história).

Flexibilização para deficiência intelectual Combine com o aluno, antecipadamente, o que será perguntado a ele após a leitura, isso irá nortear sua concentração.

3ª etapa 
Discuta com o grupo algumas características e formas de organização dos contos. 

Flexibilização para deficiência intelectual Se ele ainda não faz esse tipo de generalização, peça que mencione características de apenas um dos contos.

4ª etapa
Faça um planejamento da escrita. Assegure-se de que o tipo de texto que será produzido foi trabalhado em sala por meio da discussão sobre a estrutura dos diálogos e da observação de todos os aspectos textuais. Proponha então a produção de novas versões para o conto. Em primeiro lugar, essa produção deverá ser coletiva, com a turma organizada em grupos de no máximo quatro alunos. Para apresentar a atividade, siga um exemplo como este: "Agora, que vocês já ouviram diversas versões sobre a história Os Três Porquinhos, gostaria que vocês escrevessem a própria história, porém mantendo os principais elementos dos textos lidos: os personagens, a sequência da história, os tempos e os cenários".

5ª etapa 
Em roda, faça a revisão dos textos coletivos, destacando os elementos que exigem maior atenção. Nesse momento, estimule a participação dos alunos e fique atento aos questionamentos que surgirem.

6ª etapa 
Faça cruzadinhas, jogos de forca ou stop utilizando variações que sistematizem as dificuldades ortográficas encontradas no processo de revisão, como o uso de "x", "ch", "ç", "ss" e "s". Como opção, faça um bingo de palavras envolvendo as que apresentaram mais erros.

7ª etapa
Crie com a classe uma legenda para a correção dos textos. Abaixo, uma sugestão: 
______ : erro de ortografia 
( ): erro de vocabulário 
+ : erro de pontuação 
* : letra maiúscula 
** : erro de acentuação
8ª etapa
Escolha outro conto (sempre em conjunto com a turma) e peça que os alunos produzam uma nova versão, dessa vez individualmente. Em seguida, peça que façam a revisão e a correção para 
que os textos fiquem prontos para serem publicados no livro da classe. 

Flexibilização para deficiência intelectual Proponha que ele crie um trecho da história - pode ser o início ou o que ele considerar mais marcante na trama.

Produto final O desfecho da atividade será a produção do livro com as novas versões do conto. Cuide para que o livro seja devidamente identificado com título, relação de autores e uma apresentação, que deixe claro aos leitores que a obra em questão é resultado de um trabalho de produção e revisão de texto, criado sobre uma história já conhecida. Depois de pronto, peça que os alunos divulguem o livro na escola e mantenha sempre uma cópia à disposição para que as outras turmas possam consultá-lo.
Avaliação 
Observe se os alunos passam a utilizar em outros contextos de produção escrita os conhecimentos construídos a respeito da ortografia. Observe se argumentam para defender pontos de vista e se colaboram com o grupo.
  


Fonte:  http://revistaescola.abril.com.br

A postagem abaixo é apenas sugestão. Utilize as produções dos alunos para verificar os erros. 

http://2.bp.blogspot.com/_aAVO8pE2n_Q/THfhOIqcnRI/AAAAAAAAAwU/xFwysYNehiY/s1600/xapeuzinho+vermelio2.JPG

 
FONTE:http://sosprofessor-atividades.blogspot.com.br

MARIA AUGUSTA Apanhador Só

MARIA  AUGUSTA

Apanhador  Só




Maria Augusta, Antônio, Vera e José
Nos convidaram pra dançar um arrastapé
Se por acaso tu disser que não me quer
Eu vou correndo arranjar outra mulher
Tô rouco... tô rouco, aham
Tô rouco de saudade de você


"Só você Túlio, pra fazer um achado desses..."

TEXTOS DIVERSOS

TEXTOS DIVERSOS










http://gutarocha.blogspot.com.br/

CURIOSIDADES SOBRE A PIPOCA

CURIOSIDADES SOBRE  A  PIPOCA



Por que a pipoca estoura


A pipoca estoura porque contém aproximadamente 12% de água em seu interior. A explosão da pipoca nada mais é que a expansão do vapor de água dentro do grão, quando aquecido.


Sabe-se que muito antes de Colombo descobrir a América, os índios do norte do continente já comiam pipoca. Eles começaram a fazê-la com a espiga inteira colocada num espeto e levada ao fogo. Depois, passaram a jogar o grãos soltos diretamente em fogo baixo. Outro modo era cozinhar o milho numa panela de barro cheia de areia quente.

Hoje, como sabemos, simplesmente colocamos os grãos em óleo aquecido e este faz com que a água contida nos grãos se transformem em vapor ou ainda utilizamos o microondas. Mais fácil que isso, só pagando o pipoqueiro.


Pipoca ou Piruá?


O milho de pipoca somos nós: duros, quebra-dentes, impróprios para comer. Mas a transformação só acontece pelo poder do fogo.Milho de pipoca que não passa pelo fogo, continua a ser milho de pipoca, para sempre.Assim acontece com a gente.
Image
As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo. Quem não passa pelo fogo fica do mesmo jeito, a vida inteira.São pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosas. Só elas não percebem. Acham que é o seu jeito de ser. Mas, de repente, vem o fogo.O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos. Dor.Pode ser o fogo de fora: perder um amor, perder um filho, ficar doente, perder o emprego, ficar pobre.Pode ser o fogo de dentro: pânico, medo, ansiedade, depressão, sofrimentos cujas causas ignoramos.Há sempre o recurso do remédio. Apagar o fogo.Sem fogo, o sofrimento diminui. E com isso a possibilidade da grande transformação. Pipoca, fechada dentro da panela, lá dentro, ficando cada vez mais quente, pensa que a sua hora chegou: vai morrer.Dentro de sua casca dura, fechada em si mesma, ela não pode imaginar destino diferente. Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada.
A pipoca não imagina aquilo de que ela é capaz.Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo a grande transformação acontece: Bum!E ela aparece como uma outra coisa, completamente diferente do que ela mesma nunca havia sonhado.Piruá é o milho de pipoca que se recusa a estourar. São como aquelas pessoas que, por mais que o fogo esquente se recusam a mudar. Elas acham que não pode existir coisas mais maravilhosas do que o jeito delas serem. A sua presunção e o medo são a dura casca que não estoura.O destino delas é triste. Ficarão duras a vida inteira. Não vão se transformar na flor branca e macia. Não vão dar alegria a ninguém. Terminado o estouro alegre da pipoca, no fundo da panela ficam os piruás que não servem para nada. Seu destino é o lixo.
E você, o que é? Uma pipoca estourada ou um piruá?




Por que a pipoca estoura


A pipoca estoura porque contém aproximadamente 12% de água em seu interior. A explosão da pipoca nada mais é que a expansão do vapor de água dentro do grão, quando aquecido.


Sabe-se que muito antes de Colombo descobrir a América, os índios do norte do continente já comiam pipoca. Eles começaram a fazê-la com a espiga inteira colocada num espeto e levada ao fogo. Depois, passaram a jogar o grãos soltos diretamente em fogo baixo. Outro modo era cozinhar o milho numa panela de barro cheia de areia quente.

Hoje, como sabemos, simplesmente colocamos os grãos em óleo aquecido e este faz com que a água contida nos grãos se transformem em vapor ou ainda utilizamos o microondas. Mais fácil que isso, só pagando o pipoqueiro.


Pipoca ou Piruá?


O milho de pipoca somos nós: duros, quebra-dentes, impróprios para comer. Mas a transformação só acontece pelo poder do fogo.Milho de pipoca que não passa pelo fogo, continua a ser milho de pipoca, para sempre.Assim acontece com a gente.
Image
As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo. Quem não passa pelo fogo fica do mesmo jeito, a vida inteira.São pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosas. Só elas não percebem. Acham que é o seu jeito de ser. Mas, de repente, vem o fogo.O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos. Dor.Pode ser o fogo de fora: perder um amor, perder um filho, ficar doente, perder o emprego, ficar pobre.Pode ser o fogo de dentro: pânico, medo, ansiedade, depressão, sofrimentos cujas causas ignoramos.Há sempre o recurso do remédio. Apagar o fogo.Sem fogo, o sofrimento diminui. E com isso a possibilidade da grande transformação. Pipoca, fechada dentro da panela, lá dentro, ficando cada vez mais quente, pensa que a sua hora chegou: vai morrer.Dentro de sua casca dura, fechada em si mesma, ela não pode imaginar destino diferente. Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada.
A pipoca não imagina aquilo de que ela é capaz.Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo a grande transformação acontece: Bum!E ela aparece como uma outra coisa, completamente diferente do que ela mesma nunca havia sonhado.Piruá é o milho de pipoca que se recusa a estourar. São como aquelas pessoas que, por mais que o fogo esquente se recusam a mudar. Elas acham que não pode existir coisas mais maravilhosas do que o jeito delas serem. A sua presunção e o medo são a dura casca que não estoura.O destino delas é triste. Ficarão duras a vida inteira. Não vão se transformar na flor branca e macia. Não vão dar alegria a ninguém. Terminado o estouro alegre da pipoca, no fundo da panela ficam os piruás que não servem para nada. Seu destino é o lixo.
E você, o que é? Uma pipoca estourada ou um piruá?

MÚSICA PLANETINHA


MÚSICA  PLANETINHA
Para o Dia do Meio Ambiente







O planetinha


O planetinha
Pe. Zezinho, scj

No meio de milhões de astros
No meio de milhões de sóis
Existe um planetinha
Que gira, gira, gira
Gira sem parar

Vai girando, vai girando ao redor do astro rei
Leva um ano inteirinho para rodear o sol
Leva vinte quatro horas pra fazer um rodopio

É o meu planeta, o planeta Terra, o planeta azul
E eu moro nele no ocidente, hemisfério sul

Mas eu tenho uma historinha
Muito triste pra contar
Estão sujando o meu planeta
Acabando com suas águas
Destruindo as suas matas
Poluindo o céu azul

Mas um pouco e não tem peixe
Não tem água e não tem vida
Mais um pouco e não tem aves
Não tem ar pra respirar

O que é que uma criança
Poderá fazer de bom
Para protger a vida
E salvar o que restou

Quando eu crescer
Vou defender o meu planeta
E libertá-lo da destruição
Vocês verão, vocês verão

http://gutarocha.blogspot.com.br/search?updated-max=2013-05-31T16:28:00-07:00&max-results=7&start=134&by-date=false

Resultado da Quina 4057, terça, 12/04/2016

Resultado da Quina 4057, terça, 12/04/2016

O resultado da Quina 4057 será divulgado no GIGA-SENA dia 12/04/2016, terça-feira, a partir das 20:30 horas.

A Quina 4057 ocorrerá no dia 12 de abril de 2016 e o prêmio principal está estimado em R$ 500.000,00 para quem acertar o resultado da Quina 4057. Quem acertar a QUADRA com 4 números ou o TERNO com 3 números também ganha prêmio de menor valor. Se não houver nenhum ganhador com 5 números no resultado da Quina concurso 4057 o prêmio principal acumula para o próximo concurso da Quina.
Os valores de cada prêmio da Quina 4057 serão informados no painel de resultado do GIGA-SENA após o rateio.
CONCURSO 4057 DATA 12/04/2016
02
15
29
69
80
 
QUINAQUADRATERNO
prêmio
0,009.526,89157,47
ganhadores
x 0x 40x 3.457
ACUMULOU!
Próximo Sorteio: 13/04/2016Prêmio Estimado: R$ 1.200.000,00

Resultado da Dupla Sena 1480, terça, 12/04/2016

Resultado da Dupla Sena 1480, terça, 12/04/2016

O resultado da Dupla Sena 1480 será divulgado no GIGA-SENA dia 12/04/2016, terça-feira, a partir das 20:30 horas.

A Dupla Sena 1480 ocorrerá no dia 12 de abril de 2016 e o prêmio principal está estimado em R$ 2.800.000,00 para quem acertar o resultado da Dupla Sena 1480 no primeiro sorteio. Quem acertar a QUINA com 5 números ou a QUADRA com 4 números em qualquer um dos dois sorteios também ganha prêmio de menor valor. Se não houver ganhador com 6 números no resultado da Dupla Sena concurso 1480 em qualquer um dos dois sorteios o prêmio acumula para o primeiro sorteio do próximo concurso da Dupla Sena.
Os valores de cada prêmio da Dupla Sena 1480 serão informados no painel de resultado do GIGA-SENA após o rateio.
CONCURSO 1480 DATA 12/04/2016
1º Sorteio
04
19
20
26
41
49
 
SENAQUINAQUADRA
prêmio
0,009.849,4299,01
ganhadores
x 0x 15x 1.421
ACUMULOU!
2º Sorteio
02
08
10
12
25
41
SENAQUINAQUADRA
0,004.345,3379,40
x 0x 34x 1.772
ACUMULOU!