1

1

Google+ Followers

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Resultado da Quina 3839, quinta, 23/07/2015

Resultado da Quina 3839, quinta, 23/07/2015

O resultado da Quina 3839 será divulgado em tempo real no GIGA-SENA dia 23/07/2015, quinta-feira, a partir das 20:25 horas.

A Quina 3839 ocorrerá no dia 23 de julho de 2015 e o prêmio principal está estimado em R$ 6.100.000,00 para quem acertar o resultado da Quina 3839. Quem acertar a QUADRA com 4 números ou o TERNO com 3 números também ganha prêmio de menor valor. Se não houver nenhum ganhador com 5 números no resultado da Quina concurso 3839 o prêmio principal acumula para o próximo concurso da Quina.
Os valores de cada prêmio da Quina 3839 serão informados no painel de resultado do GIGA-SENA após o rateio.
CONCURSO 3839 DATA 23/07/2015
04
40
51
59
62
 
QUINAQUADRATERNO
prêmio
0,0019.427,05257,98
ganhadores
x 0x 40x 4.303
ACUMULOU!
Próximo Sorteio: 24/07/2015Prêmio Estimado: R$ 7.500.000,00
 
 
  
O sorteio da Quina 3839 será realizado em Osasco, São Paulo, nos estúdios da Rede TV ao vivo, e o resultado da Quina 3839 será divulgado a partir das 20:25 horas no painel de resultado do GIGA-SENA.
Este horário é estimado e pode ocorrer atraso por motivo de força maior. O local usual do sorteio também poderá ser alterado pela Caixa sem aviso prévio.
O resultado da Quina é divulgado de segunda à sábado, todas as semanas. Quando feriado o sorteio é transferido para o dia seguinte. Se o dia seguinte ao feriado for um domingo o dia de transferência do sorteio da Quina passa a ser a segunda-feira.

Apostando no concurso da Quina 3839

Para apostar no concurso da Quina 3839 basta comparecer a uma Casa Lotérica e preencher seu jogo no volante de apostas que contém 80 números de 01 a 80. Em um único jogo você pode escolher entre 5 e 7 números com os respectivos custos de aposta por jogo:
  • 5 números: R$ 1,50
  • 6 números: R$ 7,50
  • 7 números: R$ 20,00
As probabilidades de acerto na Quina das apostas acima são:
ApostaQuinaQuadraTerno
5 números1 chance em 24.040.016 jogos1 em 64.1061 em 866
6 números1 chance em 4.006.669 jogos1 em 21.6571 em 445
7 números1 chance em 1.144.762 jogos1 em 9.4091 em 261
Em um único volante de apostas da Quina é possível marcar até 2 jogos. Há a opção de deixar que o sistema de apostas da Caixa escolha os números por você. Deixe o volante da Quina em branco e marque entre 1 e 8 jogos no campo SURPRESINHA.
Há também a opção TEIMOSINHA, onde você pode repetir o mesmo jogo nos próximos concursos da Quina. Basta marcar 3, 6, 12, 18 ou 24 concursos.
Se desejar apostar em grupo na Quina 3839 você ainda pode fazer o Bolão CAIXA para dividir em cotas por apostador. Assim, cada apostador recebe um bilhete de apostas com todos os jogos realizados para conferência e se ganharem cada um pode retirar a sua parte no prêmio individualmente. A Caixa irá garantir que cada apostador receba a parte do prêmio a que tem direito.
O valor mínimo do Bolão da Quina 3839 é de R$ 10,00, ou seja, 7 jogos de 5 números, e cada cota não pode ser inferior a R$ 3,00 com o mínimo de 2 e máximo de 25 cotas. No volante de apostas da Quina há um campo onde se marca o número de cotas.
Você também pode comprar cotas de bolões organizados pelas próprias Casas Lotéricas onde poderá ser cobrada Tarifa de Serviço adicional de até 35% do valor de cada cota.

Aos ganhadores da Quina 3839

Caso você seja um dos ganhadores da Quina 3839 saiba que pode receber seu prêmio em qualquer casa Lotérica ou agência da Caixa se o valor do prêmio for igual ou inferior a R$ 1.868,22. Para prêmios acima deste valor somente nas agências da Caixa Econômica Federal. Após apresentar o bilhete premiado na rede bancária da Caixa, se o valor do prêmio for superior a R$ 10.000.000 (dez mil reais), é necessário aguardar 2(dois) dias para que o prêmio seja pago.
O bilhete da Quina 3839 é a única forma de comprovar sua aposta e receber o prêmio caso seus números sejam sorteados neste concurso, portanto, guarde-o em um local seguro e não se esqueça de colocar seu nome e o número de seu CPF no verso do bilhete para evitar o saque do prêmio por outra pessoa. Somente você poderá retirar o prêmio apresentando seu CPF.

Sobre a realização do sorteio e divulgação do resultado

O GIGA-SENA não é responsável pela realização do sorteio da Quina 3839. Nosso trabalho se restringe apenas a divulgação do resultado da Quina 3839 da melhor forma e no menor tempo possível utilizando a melhor tecnologia disponível. Embora nosso sistema de divulgação do resultado da Quina 3839 esteja sincronizado com o sistema de resultados das Loterias da Caixa Econômica Federal e a maior parte do processo seja automatizada, pode haver falha na transmissão de dados resultando na apresentação de resultado parcial ou incorreto. Portanto, recomendamos que guarde seu bilhete e o confira posteriormente em uma casa Lotérica para se certificar de que o resultado da Quina 3839 não foi retificado.

PENSE NISSO>>>>>










FACE

Sete técnicas cientificamente comprovadas para aliviar a dor

Aliviar a dor


Uma descoberta recente mostrou que prender a respiração pode aliviar a sensação de dor.


Este truque, contudo, só funciona se você estiver esperando pela dor.


Mas não desanime, há outras formas de ludibriar o sofrimento, e aqui estão nada menos do que sete truques fáceis e cientificamente testados de aliviar a dor.


E, melhor de tudo, estas técnicas funcionam também depois que você já teve um infeliz encontro com um martelo, gaveta ou porta.


1. Cheire um perfume
Cheiros agradáveis parecem reduzir a intensidade de um estímulo doloroso - pelo menos para as mulheres.
Em um estudo de 2002, voluntários do sexo feminino tinham as mãos submersas em água dolorosamente quente, e relataram menos dor quando sentiam ao mesmo tempo aromas agradáveis, como flores ou amêndoas. Mas quando o cheiro era de vinagre, a dor piorou. O efeito não pareceu funcionar em voluntários do sexo masculino.


2. Xingue e pragueje
Se a sua primeira reação a um tropeção que quase lhe arranca o dedo é xingar em voz alta, isso até pode ser ruim para quem estiver perto de você, mas lhe ajudará a sentir um alívio, de acordo com uma pesquisa feita por uma equipe da Universidade de Keele (Reino Unido).
Eles descobriram que as pessoas lidam melhor com a dor de ter sua mão submersa em água gelada quando praguejam, talvez porque a língua solta desencadeie uma resposta hormonal que diminui a dor, arriscam os cientistas.
Infelizmente, isso parece não funcionar tão bem em pessoas que já xingam muito normalmente.


3. Olhe para uma imagem bonita
Pesquisadores da Universidade de Bari (Itália) descobriram que mostrar fotos que os voluntários classificavam como belas reduziu a dor que eles sentiam quando um laser queimou suas mãos, e pareceu reduzir a atividade nas regiões do cérebro que normalmente processa a dor.


4. Adote posições estranhas
Basta cruzar um braço sobre o outro para reduzir a intensidade da percepção da dor causada pelo disparo de um laser no dorso da mão.
Os pesquisadores da Universidade College de Londres acreditam que colocar os braços em posições estranhas essencialmente confunde o cérebro e interrompe o sinal de dor.


5. Ouça música
A música certa parece aliviar a dor física.
Voluntários recebendo tratamento odontológico mostraram-se menos propensos a pedir uma anestesia enquanto assistiam clipes de música durante o procedimento, enquanto pessoas sentindo dor após uma cirurgia de câncer lidaram melhor com a dor ao ouvir música instrumental suave.


6. Apaixone-se
Embora não seja uma receita que se possa aviar instantaneamente, apaixonar-se torna o mundo mais brilhante e melhora o sabor dos alimentos - e, claro, pode aliviar a dor física.
A boa notícia é que, se você já estiver apaixonado, basta olhar para uma foto de seu amado ou amada para reduzir a intensidade da dor de segurar um objeto dolorosamente quente.
Mas tem que ser amor verdadeiro - fotos de outras pessoas atraentes não têm qualquer efeito.


7. Toque você mesmo
Em 2010, neurocientistas da Universidade College de Londres descobriram que as pessoas suportavam melhor o aumento de calor aplicado a seus dedos quando tocavam a mão aquecida com sua outra mão.
A equipe diz que o autotoque reduziu o nível de percepção do calor doloroso em 64%.


Analgésico definitivo
De posse desta lista de tantos experimentos bem documentados, agora é esperar que algum cientista se interesse em juntar tudo e ver o resultado.
Quem sabe se eles não descobrem o "analgésico definitivo" pedindo que os voluntários toquem-se em posições estranhas próximo a um frasco de perfume enquanto ouvem música e olham para uma linda foto do ser amado, tudo isto enquanto xingam desaforadamente.


Com informações da New Scientist

Aspirina pode prevenir doenças cardiovasculares

As principais associações médicas recomendam o uso de aspirina em baixas doses, principalmente, para evitar um segundo ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral. Mas muitos outros que não tiveram um problema de coração também deveriam tomar aspirina regularmente, segundo uma nova pesquisa. Os dados existentes são impressionantes: estudos indicam que tomar aspirina reduz o risco de um segundo ataque cardíaco de 25 a 30%.


A aspirina tem duas ações principais sobre o coração e a circulação: ela pode prevenir a formação de coágulos nas artérias (coágulos esses que podem causar um acidente vascular cerebral ou infarto do coração. Ela também tem propriedades anti-inflamatórias que podem impedir placas no interior das artérias de se tornarem instáveis e romper, o que também pode contribuir para obstruções nas artérias do coração e de todo o corpo.


Em uma nova pesquisa sobre o uso da aspiraina, foram entrevistadas mais de 2.500 pessoas entre 45 e 75 anos sobre o uso de aspirina e seu histórico de saúde. Os resultados foram publicados na edição de maio de 2015 da revista American Journal of Preventive Medicine.


Cerca de 52% relataram o uso atual de aspirina, e outros 21% a tinham usado em algum momento no passado.


Os pesquisadores descobriram que quatro em cada cinco usuários de aspirina estavam fazendo uso do medicamento para evitar um primeiro ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral. Cerca de 47% das pessoas sem histórico de problemas cardíacos disseram que estavam tomando aspirina. A pesquisa revelou que uma conversa com seu médico foi o fator mais forte que determina se uma pessoa começou a tomar aspirina.


Cerca de 84% dos usuários de aspirina disseram que tomavam o medicamento para a prevenção de um ataque cardíaco, e 66 % para a prevenção de acidente vascular cerebral (derrame), indicou o estudo. Outros 18% tomavam aspirina para a prevenção do câncer, e 11% para a prevenção da doença de Alzheimer.


American Journal of Preventive Medicine, maio de 2015

Cardápio hot: veja os alimentos afrodisíacos que vão dar um up na sua dieta sexual

Um canapé aqui, um jantarzinho lá e um pedaço de chocolate de sobremesa. Nada demais, certo? Não se você souber escolher os ingredientes. Algumas comidas podem ajuda-la na lubrificação, no orgasmo e aumentar a sua libido. Vale testar esse menu


CHOCOLATE AMARGO
Não é à toa que a gente gosta taaanto dele! "O chocolate tem poder afrodisíaco e aumenta o desejo", diz a nutricionista Alessandra Almeida. Isso porque turbina a produção dos neurotransmissores dopamina e endorfina, envolvidos diretamente no prazer sexual.


PIMENTA-CAIENA

Segundo um estudo da Universidade de Oxford, na Inglaterra, seu consumo frequente tem o poder de deixa-la mais excitada. Isso porque estimula a circulação. "Os alimentos picantes aumentam a frequência cardíaca e a produção de suor", diz Thiago Volpi. Como o sexo!


OSTRAS
Além de ser um prato principal exótico para um jantar a dois, elas são riquíssimas em zinco, mineral que contribui para a formação de testosterona (hormônio sexual masculino) e do esperma. A substância é importante para a fertilidade e para a produção de secreções. Trocando em miúdos, elas turbinam a sua lubrificação.


GINSENG DOS ANDES
Anda com mais vontade de dormir depois da novela das 9 do que enfrentar uma madrugada em claro entre lençóis? Vá de o ginseng. "Repleto de vitaminas revigorantes do complexo B e minerais, como o magnésio, que fazem com que os neurotransmissores trabalhem na potência máxima, ele desperta o desejo sexual, além de elevar a energia e o vigor físico e mental", afirma a nutricionista Simone Maia, do Rio de Janeiro. E os benefícios não param por aí. Ele ainda alivia sintomas da TPM. Você nunca mais vai precisar dar a manjada desculpa da dor de cabeça.


GENGIBRE
Se você e ele só vão ter tempo para uma rapidinha, ou se quer estar pronta para tudo assim que o gato abrir a porta, invista nessa raiz. Ela faz o sangue correr mais rápido e, por isso, estimula a lubrificação. Em tempo: nos homens, o gengibre ajuda a prolongar a ereção.


AMENDOIM
A fama dele não é infundada. Fonte de vitamina B3 e E, está relacionado ao aumento da libido. E também possui zinco, importante para o sistema nervoso. O que isso influencia na transa? Se você e ele andam estressados, consomem mais desse mineral e sobra menos para a produção dos hormônios sexuais, o que faz o desejo cair no pé. Por isso o amendoim é uma boa pedida para happy hours com pretês...


INHAME E BRÓCOLIS
Ok... eles não parecem sexy. Mas o primeiro (e também a soja e a couve-flor) ajuda na produção de estrogênio. E, sem esse hormônio em níveis equilibrados, nem dar de cara com o Malvino Salvador, sem camisa, vai ser capaz de deixá-la a fim. O segundo turbina a excitação por conter altos níveis de niacina e vitaminas A, C e B5.


FIGO
A fruta, rica em carboidratos, é considerada afrodisíaca desde a antiguidade. Tudo por ser capaz de elevar a produção do hormônio sexual feminino, o estrogênio. Além disso, ela é rica em antioxidantes que previnem o envelhecimento e protegem de doenças. Algumas dessas substâncias inclusive reduzem o nível do mau colesterol, o que potencializa a ereção do moço. Acredita? Inclua nos petiscos já!


ALGAS
Se você sempre achou jantar japonês uma ótima preliminar para uma noite selvagem, está certíssima! As algas que enrolam o sushi são fontes de minerais e de iodo, que melhoram o funcionamento da glândula tireoide. E algumas mulheres sofrem perda de desejo devido a um hipotireoidismo mínimo, não detectado em laboratório. Por isso, investir na culinária oriental rende pontos entre os lençóis.


CRAVO
Temperos como ele, orégano, açafrão, pimenta e canela são afrodisíacos por terem propriedades estimulantes. "A forma fácil de usá-los é espalhando sobre a comida", diz a nutricionista Ligia Henriques, de São Paulo.




MEL
Não, ele não é apenas um acessório do sexo gourmet! Por estimular a produção de serotonina, neurotransmissor responsável pela sensação de prazer (hummm...) e bem-estar, é essencial se você está querendo algo mais que inocentes beijinhos com seu gato. Também fornece boro, envolvido no metabolismo do estrogênio


GOJI BERRY
Nunca ouviu falar? Devia. Essa fruta parecida com a uva-passa, originária do Himalaia, contém beta-sisterol, que equilibra os níveis de colesterol e é usado no tratamento de impotência sexual. O que uma coisa tem a ver com a outra? O bom colesterol é essencial para os hormônios sexuais


CARNE VERMELHA
Fonte de zinco, assim como as algas, as ostras, o leite e seus derivados e os grãos. Esse mineral regula a produção de prolactina, hormônio originado na glândula pituitária que, em excesso, pode causar disfunções sexuais.




AVEIA

Cientistas americanos garantem: ela é um cereal rico em fibras solúveis, que aumentam a quantidade de testosterona disponível no sangue. Pensa que a substância só é importante para o time masculino? Nada disso. Esse é o hormônio responsável pelo clímax, tanto no homem quanto na mulher. Orgasmo garantido!

Dicas de banho para ter uma pele saudável

Pele de seda! Veja dicas que farão do banho seu aliado para ter uma pele saudável:

Evite banhos muito quentes e prolongados. Use água morna. O problema da temperatura elevada da água é a retirada da camada que protege contra bactérias e fungos.


Cuidado para não utilizar produtos esfoliantes muito fortes em áreas mais sensíveis. Cremes e sabonetes com grânulos mais abrasivos (que promovem maior desgaste) funcionam como uma lixa e somente devem ser usados em regiões como as palmas das mãos e plantas dos pés.


Vegetais e esponjas não devem ser usadas todos os dias. Aliás, seu uso é geralmente desnecessário porque a pele descama naturalmente.


Os óleos não hidratam a pele. Eles apenas a impermeabilizam, evitando a perda de água. Ou seja, não substituem o uso dos hidratantes. Dica extra: se você gosta de usar óleo, aplique um hidratantes e paradamente, em outro horário.


Não se esfregue com toalhas ásperas. Use toalhas felpudas, principalmente, nas áreas de dobras do corpo (dedos, pés, virilhas e axilas). Assim, você evita qualquer micose oportunista e preserva a umidade da sua pele.


Aplique um bom hidratante corporal logo depois do banho, diariamente. Esse produto contém substâncias responsáveis por fornecer a água necessária para a manutenção da integridade da epiderme. Dica extra: o hidratante é melhor absorvido se aplicado com a pele um pouco úmida.


Uma dieta com baixo teor de gordura e hipocalórica, mas com elevada concentração de fibras e minerais, é benéfica para a saúde da pele. Peixes são indispensáveis.


Fonte: http://revistavivasaude.uol.com.br/bem-estar/dicas-de-banho-para-ter-uma-pele-saudavel/5019/ - Texto Stella Galvão/ Foto: Shutterstock - por Marília Alencar

6 dicas para lidar com o ciúme

Para muitos, o ciúmes funciona como um "tempero" para o relacionamento. Mas quando é em excesso causa verdadeiros estragos na vida afetiva. Saiba como driblar o problema e melhorar a relação


Você é ciumento com seu parceiro? Tome cuidado para que não ultrapasse o limite! Ou você sofre com um parceiro extremamente possessivo? Respire fundo e descubra como lidar.


“O ciúme é um comportamento complexo que, em alguns casos, pode ultrapassar limites e tornar-se um problema para quem é vítima dele e também para quem o sente”, explica a terapeuta e coach Erica Aidar.


Para ela, fatores como medo, desconfiança, ansiedade, agressividade e possessividade estão bastante ligados à questão do ciúme. “O medo de perder a pessoa amada, a desconfiança em relação à fidelidade, o não respeito às vontades do outro, impedindo-o de ir a algum lugar ou até mesmo usar uma determinada roupa podem indicar que o ciúme está presente no relacionamento”, comenta Erica. 


Ainda de acordo com a especialista, é essencial perceber se está ao lado de um ciumento para, a partir daí, tentar minimizar alguns problemas. Aidar diz que, cada situação é única, e cabe a cada um compreender o que é melhor para si. A profissional dá algumas dicas que podem ajudar a lidar com um parceiro ciumento. Confira: 


Aposte na compreensão: tentar lidar com o problema de forma tranquila procurando transmitir segurança ao parceiro pode ajudar. Não adianta dizer algo como: ‘você está louco?’, pois isso apenas acirra ainda mais os ânimos e não resolve a questão. 


Evite discussão: no momento em que ele apontar algo e iniciar uma discussão, procure controlar as emoções. Neste momento, não adianta tentar argumentar ou negar qualquer situação denunciada por ele. O nervosismo não permite um raciocínio ponderado, e alimentar a briga, pode ser pior para você. Espere passar um pouco, acalme-se e converse com calma e equilíbrio. 


Nada de julgamentos: evite culpá-lo ou hostilizá-lo por ter sentido ciúme. Ninguém sofre com isso por que deseja. Se, ao invés, de tentar ajuda-lo, você usar a crise de ciúme para ataca-lo irá deixá-lo ainda mais inseguro e com sentimento de culpa. Tente demonstrar carinho e compreensão para que ele se sinta mais confiante nele próprio.

Não alimente o ciúme: existem pessoas que, para sentirem-se amadas, acabam provocando o parceiro como se a cena de ciúme fosse uma prova de amor. Isso pode ocorrer de forma até inconsciente, por isso, é importante checar se você não alimenta a insegurança dele reforçando tal comportamento em seu companheiro. 


Seja mais flexível: isso é importante para investir em um relacionamento saudável, portanto, se existem ações que incomodam o parceiro, deixando-o mais inseguro e desconfiado, procure ceder um pouco e evite-as. Você não precisa abrir mão de tudo, porém pode ser mais seletiva, pelo menos, até que ele esteja mais confiante. 


Momento de dar adeus: se o relacionamento atingiu um nível insustentável, repleto de desconfianças e ofensas a ponto de minar o amor, repense o romance. Quando o ciumento começa a perseguir, controlar demais, impor suas próprias regras e até querer afastar amigos e familiares é hora de reavaliar. Até porque, situações mais agressivas, podem acontecer se ele for contrariado. Existem casos em que o ciumento necessita de ajuda de um profissional especializado para conseguir vencer este problema. 

Atividades físicas moderadas são suficientes para a prevenção de doenças cardiovasculares em mulheres

Mesmo algumas poucas séries de exercícios moderados por semana pode reduzir as probabilidades de uma mulher de meia-idade de evoluir com uma doença arterial coronariana (DAC), tromboembolismo venoso (TEV) e acidente vascular cerebral, de acordo com uma nova pesquisa. Ainda, segundo a mesma pesquisa, se exercitar mais frequentemente ou de forma mais vigorosa pode não fornecer maiores reduções no risco cardiovascular. Os resultados foram publicados on-line na edição de 16 de fevereiro de 2015 na revista Circulation.


Miranda E.G. Armstrong, Ph.D., da Universidade de Oxford, no Reino Unido, e colegas analisaram a saúde de mais de 1,1 milhão de mulheres britânicas que não tinham histórico de doença coronariana, acidente vascular cerebral, tromboembolismo venoso (TEV), diabetes ou câncer. As mulheres tinham em média 56 anos de idade, quando se juntaram ao estudo, entre 1996 e 2001.


Ao longo de um período de acompanhamento médio de nove anos, as mulheres que fizeram exercícios moderados duas a três vezes por semana tiveram um risco 20 por cento menor de doença arterial coronária, acidente vascular cerebral, ou TEV do que aquelas que fizeram pouco ou nenhum exercício. O exercício moderado foi definido como sendo ativo o suficiente para provocar a transpiração ou aumento da frequência cardíaca, e incluiu caminhar, jardinagem, e ciclismo.


A mensagem que pode ser retirada da pesquisa, de acordo com Armstrong: "Para prevenir doenças cardíacas, derrames e trombos, as mulheres não têm de ser superatletas ou realizarem exercícios vigorosos diário para conseguir os benefícios da atividade física."


Na verdade, adicionar sessões de exercícios extra vigorosos pode oferecer "pouco benefício adicional acima do que obtido a partir da atividade moderada frequente", segundo nota à imprensa da American Heart Association.


Circulation. Published online before print February 16, 2015,doi: 10.1161/CIRCULATIONAHA.114.010296.

Conheça as 23 línguas mais faladas do mundo

O jornalista Alberto Lucas Lopez criou este fascinante infográfico para mostrar os idiomas mais populares do mundo e em quais países eles são falados.


Especificamente, o grande círculo acima representa as 4,1 bilhões de pessoas ao redor do globo que falam uma das 23 línguas mais comuns como idioma nativo (ou seja, o número de pessoas que realmente falam esses idiomas em qualquer país deve ser maior).


Há 7.102 línguas ainda usadas no mundo hoje. Da população de 7,2 bilhões de pessoas da Terra, temos dados dos idiomas falados por 6,3 bilhões, sendo que 4,1 bilhões falam uma desses 23 (em ordem decrescente):


Chinês* (1,197 bilhões): falado em países como China, Taiwan, Hong Kong, Malásia, Mianmar, Macau, Filipinas, Singapura, Tailândia e Vietnã;


Espanhol (399 milhões): falado em países como Espanha, Porto Rico, Peru, Cuba, EUA, República Dominicana, Venezuela, Chile, Honduras, Argentina, Colômbia, Uruguai, Equador, Bolívia, Costa Rica, Guatemala, Nicarágua, Panamá e El Salvador;


Inglês (335 milhões): falado em países como Austrália, EUA, Serra Leoa, Malásia, Zimbábue, Trinidad e Tobago, Singapura, Irlanda, Canadá, África do Sul, Nova Zelândia e Reino Unido;


Hindi (260 milhões): falado em países como a Índia;


Árabe (242 milhões): falado em países como Argélia, Sudão, Síria, Tunísia, Iraque, Iêmen, Marrocos, Jordânia, Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos, Chade, Líbia, Egito, Israel, Irã, Kuwait, Líbano, Omã, Palestina, Qatar e Turquia;


Português (203 milhões): falado em países como Brasil, Portugal, França, Moçambique e Índia;


Bengali (189 milhões): falado em países como Índia e Bangladesh;


Russo (166 milhões): falado em países como Rússia, Ucrânia, Cazaquistão, Bielorrússia, Látvia e Uzbequistão;


Japonês (128 milhões): falado no Japão;


Lahnda (88,7 milhões): falado em países como Índia e Paquistão;


Javanês (84,3 milhões): falado em países como Indonésia;


Alemão (78,1 milhões): falado em países como Alemanha, Polônia e Suíça;


Coreano (77,2 milhões): falado em países como Coreia do Sul, Coreia do Norte, Japão e China;


Francês (75,9 milhões): falado em países como França, Bélgica, Suíça, Itália, Polinésia Francesa, Canadá e Estados Unidos;


Telugu (74 milhões): falado na Índia;


Marata (71,8 milhões): falado na Índia;


Turco (70,9 milhões): falado em países como Turquia e Bulgária;


Tâmil (68,8 milhões): falado em países como Índia, Malásia e Sri Lanka;


Vietnamita (67,8 milhões): falado em países como o Vietnã;


Urdu (64 milhões): falado em países como Paquistão, Índia e Nepal;


Italiano (63,8 milhões): falado em países como Itália, Suíça e França;


Malaio/Bahasa (60,5 milhões): falado em países como Indonésia, Tailândia, Malásia e Singapura;


Persa (57 milhões): falado em países como Afeganistão e Irã.


*O chinês foi considerado aqui como uma macro língua, incluindo todos os diferentes idiomas e dialetos sob essa designação, por exemplo, mandarim e cantonês. [BoredPanda]


Conheça as profissões mais e menos estressantes

Muita pressão no trabalho gera uma carga gigante de ansiedade e estresse. Saiba quais profissões merecem o posto de mais e menos estressantes

Estas são as funções consideradas mais estressantes
Essas são as profissões menos estressantes


Um tempo para parar, respirar e relaxar


Respirar é a melhor saída para lidar com crises de estresse no trabalho. “Feche os olhos e respire fundo. Retenha o ar e expire, ao mesmo tempo em que relaxa os ombros, cotovelos, coxas, pernas e pés”, diz o psiquiatra Sander Fridman (RJ). Faça isso por uns três minutos. Ouça uma música. “Esse recurso cria um estado de quietude que desacelera o organismo”, explica Leonard F. Verea, psiquiatra. “O relaxamento precisa acontecer também quando você sai do trabalho. Ligue o rádio, pense em coisas boas e olhe a paisagem. A chegada ao lar será mais prazerosa.” A meditação e o tai chi chuan são alternativas para praticar fora do ambiente de trabalho.


Fonte: http://revistavivasaude.uol.com.br/bem-estar/conheca-as-profissoes-mais-e-menos-estressantes/5064/ - Texto: Priscila Pegatin / Infográfico: Escala / Adaptação: Clara Ribeiro

Uma forma simples de ganhar mais anos de vida

Quer viver mais? Invista em nozes e amendoins como lanchinho da tarde.


Pesquisadores holandeses da Universidade de Maastricht confirmaram uma ligação entre o consumo desses itens e menores taxas de mortalidade. Homens e mulheres que comem pelo menos 10 gramas de nozes ou amendoim por dia têm um risco menor de morrer de várias das principais causas de morte no mundo.


A redução na mortalidade foi mais forte para doenças respiratórias, doenças neurodegenerativas e diabetes, seguida de câncer e doenças cardiovasculares. Os efeitos foram iguais em ambos os sexos.


A análise
O estudo foi realizado com dados de uma grande pesquisa nacional da Holanda, iniciada em 1986 com mais de 120.000 holandeses entre 55 e 69 anos. O consumo de nozes e amendoim foi avaliado através de perguntas sobre tamanho da porção e frequência de ingestão dos participantes.
As associações entre a ingestão de nozes e amendoim e morte cardiovascular apoiam resultados anteriores de estudos americanos e asiáticos. No novo estudo, os cientistas também verificaram que a mortalidade por câncer, diabetes, doenças respiratórias e doenças neurodegenerativas são reduzidas nas pessoas que consomem mais amendoins e nozes.
A menor mortalidade observada foi ligada ao consumo de 15 gramas de nozes ou amendoins em média por dia (metade de um punhado). Não adianta comer mais que isso, explica o principal autor do estudo, o epidemiologista Piet van den Brandt, pois maior ingestão não foi associada a mais redução no risco de mortalidade.


Os benefícios
Amendoins e nozes contêm vários compostos como ácidos monoinsaturados e poli-insaturados gordos, vitaminas, fibras, antioxidantes e outros compostos bioativos que possivelmente contribuem para as taxas de mortalidade mais baixas.
Mas é importante destacar que é preciso comê-los puros. A manteiga de amendoim foi avaliada na pesquisa, por exemplo, mas não teve a mesma consequência na saúde. A pasta contém ácidos graxos (gordura trans) que podem inibir os efeitos protetores do amendoim. Isso significa que você pode riscar coisas como a paçoca do seu cardápio também, se o seu objetivo for ficar mais saudável.


Castanhas e amêndoas
O amendoim e as nozes fazem parte de um grupo de alimentos conhecido como “sementes e frutos oleaginosos”. Esse grupo inclui as maravilhosas castanha-de-caju e castanha-do-pará. Embora as castanhas não tenham sido incluídas na análise, muitas pesquisas já mostraram que elas fazem bem para a saúde.
Por exemplo, castanhas e amêndoas são consideradas “superalimentos”, ou seja, alimentos ricos em fibras, proteínas e nutrientes importantes ligados cientificamente à prevenção do envelhecimento, longevidade, doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2, hipertensão e alguns tipos de câncer.
Sendo assim, você pode mergulhar nesses lanchinhos também. [MedicalXpress]


4 dicas para manter os cabelos lisos

Confira 4 dicas simples para manter os cabelos lisos e bonitos por mais tempo


4 Mandamentos do cabelo liso da temporada


Quem revela é Ricardo Rodrigues, hairstylist do Studio W (SP), responsável pelos penteados dos desfiles de inverno dos estilistas Glória Coelho, Reinaldo e Pedro Lourenço.


Dica: Potencialize o efeito do condicionador adicionando três gotas do seu óleo preferido


1 - cuidarás da saúde dos fios - Esqueça os alisamentos artificiais feitos com produtos químicos, que destroem a fibra capilar, e aprenda a modelar as madeixas em casa. O cabelo da temporada tem aparência natural e é cheio de movimento. As máscaras capilares, que podem substituir o condicionador uma vez por semana, deixam os fios macios e devolvem o brilho natural, além de minimizarem o aparecimento de frizz e pontas duplas. Os BB Creams, aplicados no comprimento antes da secagem, ajudam a proteger e tratar.


2 - secarás do jeito certo - Quando o objetivo é conquistar o liso perfeito, cada tipo de cabelo precisa de um procedimento específico. Donas de madeixas naturalmente lisas não precisam de grandes manobras na secagem do cabelo. Se os fios forem muito finos e murchinhos, vale secá-los jogando a cabeça para baixo, garantindo volume na raiz. “As onduladas e cacheadas podem secar o cabelo usando uma escova redonda grande com cerdas de metal, conquistando o efeito desejado, mas ainda natural”, aconselha o expert.


3 - não usarás a prancha - A finalização com esse tipo de equipamento confere a aparência chapada e artificial que queremos evitar. Por isso, resista à tentação de utilizá-la na hora de finalizar o styling e modele as madeixas apenas com escova e secador.


4 - investirás em finalizadores - Óleos nutritivos como os de argan, jojoba e murumuru são os grandes aliados da escova perfeita. Depois da secagem dos fios, aplique algumas gotinhas em todo o comprimento, sem chegar à raiz. Além de contribuírem para a saúde do cabelo, eles ajudam a manter a escova intacta por mais tempo e evitam o aparecimento de frizz.


Fonte: http://corpoacorpo.uol.com.br/cabelo/penteado/4-dicas-para-manter-os-cabelos-lisos/8692 - Texto Bárbara Rossi | Adaptação Rebecca Nogueira Cesar - por Rebecca Nogueira - Foto: Danilo Borges

17 dicas para ter unhas mais fortes

Confira 17 dicas simples para ter unhas mais fortes e bonitas


Deficiência de nutrientes, falta de hidratação, contato com produtos de limpeza e maus hábitos na hora da esmaltação podem ser algumas das causas para unhas fracas e quebradiças.


Marcela Goulart, da Modha Cosméticos, e Orestes Polisel, da Hits, listam as dicas para ter unhas mais fortes: 


1 – Utilizar uma base de boa qualidade – O produto precisa conter ativos que ajudem no crescimento e fortalecimento das unhas.


2 – Cuidado ao lixar as unhas – Cuidado com os movimentos de vai-e-vem e a força. Mantenha o movimento da lixa em um único sentido e de forma contínua para evitar que as escamas levantem.


3 – Cuidado ao polir – “O polimento é importante para quem tem as unhas porosas e desniveladas, porém esse procedimento que deve ser feito, no máximo, uma vez por mês, pois acaba deixando as unhas mais fracas. Usar uma base niveladora com regularidade ameniza o problema”, explica Marcela.


4 – Use luvas durante as tarefas domésticas – Assim, você evita o contato direto com os produtos químicos dos produtos de limpeza, que ressecam e enfraquecem as unhas.


5 – Não roa as unhas – Além da unha conter muitas bactérias, a saliva é ácida, o que enfraquece as unhas.


6 – Hidrate as cutículas – Quando você cuida da hidratação das cutículas e das unhas, elas crescem mais saudável. O óleo de Argan é uma boa opção para isso, basta pingar uma gota todos os dias antes de dormir.


7 – Hidrate as mãos também – O ressecamento da pele reflete nas unhas e podem prejudicar seu crescimento.


8 – Utilize removedores de esmalte que não contenha macetona – A acetona causa danos e deixa as unhas mais quebradiças.


9 – “Uma vez a cada 15 dias deixe as unhas por pelo menos 24 horas sem esmaltes” – Assim, elas descansam dos pigmentos e crescem mais saudáveis.


10 – Cuidado com a alimentação – Além dos produtos que utiliza nas mãos, a alimentação também reflete nas unhas. Um cardápio rico em frutas, verduras e legumes deixa seu corpo todo mais saudável.


11 – Durante a gestação, mude os esmaltes – “Durante a gravidez, é comum que as unhas fiquem mais frágeis por conta de mudanças hormonais e da perda natural de vitaminas que passam da mamãe para o neném. Por isso é importante evitar o uso de produtos que contenham canfora e optar por esmaltes FREE, que são livres de Formaldeído, Tolueno e DBP”, ressalta Goulart.


12 – Mantenha suas unhas lixadas e hidratadas – Assim, as chances de quebra são bem menores.


13 – Use base fortalecedora – Se as suas unhas estiverem muito fracas, a base fortalecedora vai ajudar a resolver o problema.


14 – Contato contínuo com água e sabonetes também enfraquece as unhas – Água muito quente também tem o poder de ressecar a pele.


15 – No inverno, reforce a higienização e o uso de base fortalecedora.


16 – Evite tirar as cutículas – “As cutículas são uma película protetora para o organismo, que cria uma barreira contra agentes externos. Com a remoção, o organismo fica mais exposto. Com isso há opção de se usar o redutor de cutículas, e ainda assim manter seu corpo protegido”, explica Orestes.


17 – No inverno, prefira tons mais claros de esmalte – “Algumas cores mais intensas podem causar amarelamento das unhas se usados por muito tempo. A dica é variar os tons mais claros no inverno. Esmaltes claros também são tendência para a estação, e que mesmo mais fria e intimista, não é mais regra não se usar cores nas mãos. Ouse e seja feliz”, ressalta o consultor.

Fonte: http://corpoacorpo.uol.com.br/beleza/esmalte/17-dicas-para-ter-unhas-mais-fortes/8653 - Por Rebecca Nogueira Cesar - Foto: Danilo Borges

Veja quais são as diferenças entre os tipos de depilação

Fotodepilação, depilações a laser, com cera e com lâmina, tantos métodos ficamos confusas na hora de escolher o melhor. Veja quais são as diferenças entre os tipos de depilação!


Fotodepilação, depilações a laser, com cera e com lâmina, tantos métodos ficamos confusas na hora de escolher o melhor, por esse motivo conversamos com a consultora da D’pil Brasil, Camila Torlai, para explicar as características e recomendações de cada um. Veja quais são as diferenças entre os tipos de depilação e aproveite!


Como funciona:
• Fotodepilação: O tratamento feito por luz intensa pulsada (conhecido como IPL) é um método de depilação eficiente e indolor, que consiste na emissão de luz que atingem a segunda camada da pele, que é a derme, onde estão os folículos pilosos e as células germinativas. A luz age na melanina do pelo, causando calor, destruindo as células que o produz, promovendo um tratamento duradouro, que necessita apenas de manutenções esporádicas e praticamente indolor.
• Depilação a laser: O laser age na derme, que é a segunda camada da pele, onde estão os folículos pilosos e as células germinativas. O calor do laser age destruindo o folículo, o que promove um tratamento duradouro também, porém, é um tratamento dolorido.
• Depilação com cera: aplicação da cera, quente ou fria, diretamente na pele. Remove os pelos somente pela raiz, não eliminando as células germativas. Há diversos tipos de ceras e métodos de aplicação.
• Depilação com lâmina: é preciso molhar a pele com água morna, em seguida, aplique um gel para depilação ou sabonete, que ajuda a manter a umidade da pele. Depois é só passar uma lâmina nova para cortar os pelos.


Tempo de duração do tratamento:
• Fotodepilação: É considerado um tratamento duradouro e pode variar de acordo com a fisiologia de cada pessoa.
• Depilação a laser: É considerado um tratamento duradouro e pode variar de acordo com a fisiologia de cada pessoa.
• Depilação com cera: É um método de depilação continuo, onde se retiram os pelos pela raiz, desta forma as células germinativas continuam produzindo pelos.
• Depilação com lâmina: É considerado um método de depilação continuo, pois apenas se aparam os pelos.


Manutenção:
• Fotodepilação: após finalizadas todas as sessões, são necessárias apenas duas a três sessões de manutenção por ano.
• Depilação a laser: após finalizadas todas as sessões, são necessárias apenas duas a três sessões de manutenção por ano.
• Depilação com cera: após 20 dias os pelos voltam a aparecer.
• Depilação com lâmina: após dois dias os pelos voltam a aparecer.


Riscos:
• Fotodepilação: é uma tecnologia que não agride a pele, porém pode gerar efeitos colaterais (raramente), que são transitórios e reversíveis.
• Depilação a laser: podem ocorrer manchas, dor, vermelhidão, irritação e formação de pequenas feridas na pele, possivelmente gerando até queimaduras.
• Depilação com cera: manchas, escurecimento da pele e encravamento dos pelos.
• Depilação com lâmina: pode causar alergias na pele e encravamento dos pelos.


Dor:
• Fotodepilação: praticamente indolor.
• Depilação a laser: sensação de fisgada, queimação e dor.
• Depilação com cera: é o método mais doloroso de depilação, sendo que a aplicação de cera quente dói menos que a fria.
• Depilação com lâmina: costuma ser indolor. 


Precauções:
• Fotodepilação: a pele não pode estar bronzeada e deverá ser muito hidratada durante todo o tratamento.
• Depilação a laser: a pele não pode estar bronzeada e deverá ser muito hidratada durante todo o tratamento.
• Depilação com cera: evitar exposição ao sol 48 horas antes e 78 horas após a depilação.
• Depilação com lâmina: a pele não pode estar seca e o ideal é descartar a lâmina em cada aplicação para não causar infecção.


Preços:
• Fotodepilação: R$ 60,00 (média) por área/sessão.
• Depilação a laser: em média R$ 250 por sessão, podendo variar de acordo com a área do corpo a ser depilada.
• Depilação com cera: o preço varia de acordo com a região do corpo a ser depilada e com o tipo de cera utilizada.
• Depilação com lâmina: o preço varia de acordo com a lâmina escolhida.


Veja os benefícios do guaraná para os praticantes de esportes

Além de ótimo estimulante, o guaraná ajuda na digestão e tem efeito diurético. Veja esse e outros benefícios do guaraná para os praticantes de esportes


O guaraná é um excelente estimulante, que ajuda a encarar os esforços musculares e reduz o cansaço. Além disso, regula o ritmo cardíaco, ajuda na digestão e tem efeito diurético. Na forma de pó, ele é bastante usado pelas esportistas para dar ­fim à fadiga e aumentar a disposição. Ou seja, ele dá aquele gás! Como contém cafeína na formulação, se for consumido em excesso pode causar insônia, fadiga e até dependência. “Se utilizado sob orientação e com moderação, pode ser um aliado e tanto para as atividades físicas”, adverte Alessandra Rocha Lopes, nutricionista da Desejo Saúde (SP).


Fonte: http://corpoacorpo.uol.com.br/dieta/nutricao/veja-os-beneficios-do-guarana-para-os-praticantes-de-esportes/8866 - Texto Karine César | Adaptação Isadora Couto - Foto: Fabio Mangabeira/ Shutterstock/ Divulgação

Sim, nós estamos no começo de uma extinção em massa

O que nós temíamos há muito tempo está acontecendo. Um novo estudo sugere que milhares de espécies na Terra estão sendo extintas a uma taxa que excede em muito o que é típico. Estamos nos primórdios de uma extinção em massa, argumentam os cientistas, e isso poderia levar à fome mundial para os seres humanos e muitos outros animais.


O novo estudo, publicado ontem, dia 19, na revista “Science Advances”, explica que estamos sofrendo níveis extremamente elevados de perda de espécies. Não é uma questão de uma coruja-do-ártico aqui ou uma rã-arborícola acolá. Estamos falando de milhares e milhares de espécies se extinguindo, o que levará a uma perda de biodiversidade.


Sem essa diversidade muito necessária em um ecossistema, o risco é que as fontes de alimentos vão diminuir: um sapo em extinção pode significar que as aves que se alimentam dele também desaparecerão, o que significa que os felinos que comem essas aves se extinguirão e assim por diante. Antes que a gente perceba, a rede trófica entra em colapso e as taxas de extinção ficam muito altas.


“A perda da biodiversidade é um dos problemas ambientais atuais mais críticos, ameaçando serviços de ecossistemas valiosos e o bem-estar humano”, escrevem os pesquisadores. “Um crescente corpo de evidências indica que as taxas de extinção de espécies atuais são mais elevadas do que a taxa normal de extinção pré-humana, com centenas de extinções antropogênicas de vertebrados documentadas em tempos pré-históricos e históricos”.
Influência inegável
O avanço deste estudo é ter coletado grandes quantidades de dados que sugerem que as espécies estão sendo extintas em níveis que excedem as taxas de extinção típicas. Talvez mais importante do que isso seja a constatação de que a perda de biodiversidade está correlacionada com as atividades humanas.


“Nós avaliamos, usando premissas extremamente conservadoras, se as atividades humanas estão causando uma extinção em massa”, afirmam os pesquisadores.


Primeiro, foi usada uma estimativa recente de que a taxa normal de extinção seria de duas extinções de mamíferos por 10 mil espécies em 100 anos (unidade que eles chamaram de 2 E/MSY), que é duas vezes maior do que estimativas anteriores amplamente utilizadas.


Em seguida, essa taxa foi comparada com a taxa atual de extinções de mamíferos e vertebrados – esta é conservadoramente baixa porque listar uma espécie como extinta exige o cumprimento de critérios rigorosos. “Mesmo sob nossas suposições, que tenderiam a minimizar evidências de uma extinção em massa incipiente, a taxa média de perda de espécies de vertebrados no último século é até 114 vezes maior do que a taxa normal”.


Considerando a taxa normal de 2 E/MSY, o número de espécies que foram extintas no século passado teria levado, dependendo da classificação dos vertebrados, entre 800 e 10 mil anos a desaparecer. Essas estimativas revelam uma perda excepcionalmente rápida da biodiversidade ao longo dos últimos séculos, indicando que uma sexta extinção em massa já está em andamento. “Evitar uma deterioração dramática da biodiversidade ainda é possível através de esforços de conservação intensificados, mas esta janela de oportunidade está se fechando rapidamente”, advertem os pesquisadores.


A extinção em massa é tecnicamente um evento no qual 75% das espécies do planeta se extinguem em um milhão de anos ou menos. Houve cinco nos 4,5 bilhões anos de história do nosso planeta, sendo a mais recente quando a maioria dos dinossauros foram mortos pelas duas explosões consecutivas de mega-vulcões na Índia e pela colisão de um enorme asteroide com o Golfo do México. Isso aconteceu 65 milhões de anos atrás. [Gizmodo]

7 benefícios do milho

Veja os benefícios de incluir o milho verde no cardápio


O milho verde está constantemente presente nos cardápios.


Com sabor leve e delicado, o milho pode ser combinado com ingredientes mais temperados ou condimentos como alho, cebola e especiarias. Ele também pode ser usado para fazer doces como pudins e bolos.


“Fácil, prático e rápido, ele pode ser acrescentado em diversas receitas ou ser o ingrediente principal do prato. Pode ser preparado cozido, assado e na brasa, ou usado em sopas, sucos, bolos e tortas”, explica a nutricionista.


O milho é rico em vitamina A, antioxidantes, vitaminas do complexo B e vitamina C. Age combatendo o envelhecimento precoce, atua sobre o sistema nervoso e no funcionamento da tireóide e ajuda na absorção de ferro pelo metabolismo. Comidas como bolos, pamonha, pipoca e canjica são ricos em ácido fólico, que auxilia na prevenção de doenças cardíacas.


O milho também contém a vitamina B1, que ajuda na memória, por atuar nos impulsos nervosos que fazem as transmissões entre os neurônios. “O componente também quebra mais gorduras no organismo e gera mais energia”, explica Michelle Carpiné Ost, nutricionista da Unimed Costa Oeste.


Ele é um dos alimentos naturais que não contém glúten, e pode ser inserido no cardápio de pessoas que possuam sensibilidade ao nutriente.


“Não é só o grão que pode ser aproveitado na culinária. ‘O cabelo’ do milho, presente nas espigas, pode ser utilizado para o preparo de chá, pois ele tem ação diurética, que auxilia a diminuir no organismo o excesso de ácido úrico”, revela Daísa. O milho conserva na sua casca nutrientes que são fundamentais na eliminação de toxinas.


Além de cozinhar os grãos, você também pode incorporar flocos ao café da manhã e usas diversos tipos de farinha para preparar os alimentos. Se quiser estourar o milho para fazer pipoca, dê preferência para aquelas feitas em panela, com pouco óleo.


1 – Pode ser usado para doces ou salgados
2 – Rico em vitaminas A, B e C
3 – Combate o envelhecimento precoce
4 – Auxilia na prevenção de doenças cardíacas
5 – Auxilia na absorção de ferro
6 – Não contém glúten
7 – Ajuda a eliminar toxinas do corpo

Fonte: http://corpoacorpo.uol.com.br/dieta/nutricao/7-beneficios-do-milho/8393 - Por Rebecca Nogueira Cesar - Foto: Freeimages