1

1

Google+ Followers

terça-feira, 21 de julho de 2015

Café ajuda a combater depressão, aponta estudo com pesquisadores da UFSC

Café ajuda a combater depressão, aponta estudo com pesquisadores da UFSC

Estudo internacional revela impacto positivo da cafeína no combate a sintomas como perda de prazer e problemas de aprendizado e memória


Café ajuda a combater depressão, aponta estudo com pesquisadores da UFSC Jean Pimentel/Agencia RBS

Foto: Jean Pimentel / Agencia RBS
O cafezinho diário, além de ajudar a despertar, pode ter outros efeitos benéficos para a saúde. Uma pesquisa internacional divulgada neste mês no 9º Congresso Mundial de Neurociência da Organização Internacional de Pesquisa do Cérebro (Ibro, na sigla em inglês) mostra que a cafeína pode auxiliar a combater os sintomas da depressão.
O estudo teve participação de pesquisadoras da UFSC  e defende que o consumo de até três xicaras de expresso por dia pode ajudar principalmente na memória e no humor.
O trabalho, que envolveu estudiosos do Brasil, Portugal, Estados Unidos e Alemanha, consistiu em expor camundongos a situação de estresse crônico, que é o principal fator de risco para desenvolvimento da depressão.
O estudo, que iniciou há seis anos, sob coordenação de Rodrigo Cunha, da Universidade de Coimbra, constatou que os animais que passaram pelo estresse, assim como os indivíduos com depressão, apresentaram problemas de memória, aprendizado, sinais de ansiedade e prejuízo no humor.
– Tanto os animais que tomaram cafeína antes do estresse com um efeito preventivo, como aqueles que tomaram durante o período apresentaram benefícios, principalmente em relação ao humor e à memória – explica a pesquisadora da UFSC Manuella Pinto Kaster, que iniciou o estudo.


 
A pesquisadora Manuella Pinto Kaster participou do estudo e ressalta: a cafeína pode ter efeitos diferentes em cada pessoa. 


Foto: Felipe Carneiro/Agência RBS.


A cafeína atua sobre os receptores A2A, que controlam a comunicação entre os neurônios. Agora os pesquisadores pretendem fazer testes em pacientes para verificar como será a resposta.
– Em seres humanos a cafeína pode ter efeitos diferentes, porque geneticamente as pessoas podem apresentar metabolização distinta da substância – diz Manuella.
A pesquisadora ressalta ainda que os efeitos só são sentidos com o consumo contínuo da cafeína e sem exageros, no máximo três xícaras de expresso por dia.
Outros efeitos benéficos do cafezinho já foram comprovados. Manuella cita que a cafeína impede o prejuízo na memória principalmente da doença de Alzheimer, alivia sintomas motores da doença de Parkinson e evita o declínio cognitivo do envelhecimento. 


ZERO HORA VIDA E ESTILO 

Parlendas (2ª série)

As parlendas são formas literárias tradicionais de origem oral que são recitadas em brincadeiras de crianças. Algumas parlendas são muito antigas e fazem parte do folclore brasileiro.

As parlendas podem ser utilizadas em sala de aula, propiciando aprendizagem e divertimento. Pode-se solicitar aos alunos que completem uma parlenda fornecida pelo professor, ou ainda que criem suas próprias versões. Segue abaixo diversas parlendas para serem desenvolvidas com os pequenos.



http://www.pedagogia.com.br/atividade.php?id=58

Classifique os alimentos

Ice cream Coke Rice and beans Coffee
Meat Chicken Cake Spaghetti
Apple pie Pizza Milk Tea
Water Fish Juice Jam


http://www.pedagogia.com.br/atividade.php?id=57

Adjetivos (pintar)

1) Pinte a pessoa que está "happy":


2) Pinte a pessoa mais "old":



3) Pinte a pessoa mais "tall":


http://www.pedagogia.com.br/atividade.php?id=54

A Criança e o Meio

Existem diferentes bairros em uma cidade, onde diferentes atividades são desenvolvidas. Para trabalhar essas atividades, o educador poderá sugerir que todos façam um passeio pelos arredores da escola.

O passeio será dividido em etapas para facilitar o estudo e a aprendizagem ser realmente significativa.

1º Etapa:
A primeira etapa será de observação.
Os alunos com papel e lápis, irão anotar:
- nomes das ruas que percorreram no passeio;
- tipos de casas comerciais encontradas no trajeto;
- locais de lazer - existem ou não?

2º Etapa: 
Após o passeio, retornando à sala de aula, os alunos deverão registrar no caderno as observações feitas. 
- Pesquisar o porquê do nome da rua de sua escola (nome de pessoa, quem foi etc.)

3º Etapa:
- Utilizar o desenho como forma de representar os trechos observados do passeio.
- Construir uma maquete dos arredores de sua escola.

4º Etapa:
Os alunos poderão visitar a biblioteca do bairro, para obter informações sobre sua história. Caso não seja possível esse procedimento, entrevistar pessoas antigas no bairro é outro bom instrumento a ser utilizado como fonte de informação.

5º Etapa:
Pesquisar fotos antigas do bairro, fazendo uma comparação com as fotos atuais, e colocá-las em um mural.

http://www.pedagogia.com.br/atividade.php?id=55

Bingo (Alfabetização - 1ª série)

Material necessário

- Cartolina

- Canetinhas 

- Tesoura 

- Marcadores (tampinhas de garrafa, sementes)


Objetivo

- É um jogo de fixação e identificação visual. 


Procedimento

- Cortar uma cartolina no formato de um tabuleiro de xadrez e escrever, com letra de forma, em cada quadrado desenhado na cartolina, palavras que sejam do conhecimento dos alunos.

- Cada criança recebe um tabuleiro e alguns marcadores. A professora dita, uma a uma, palavras que os alunos deverão encontrar em seu tabuleiro. Ao encontrarem alguma devem marca-lás, como se faz em um bingo.

- Nas turmas mais adiantadas, os marcadores podem ser substituídos por cartelas nas quais estão escritas palavras em letra cursiva. Neste caso, a criança lê a palavra que está na cartela e a procura no tabuleiro, no qual ela estará escrita em letra de forma.




PlasticRoad: Projeto holandês quer transformar garrafas pet em estradas


Se fosse no Brasil, a abundância de “matéria-prima” seria enorme, especialmente em rios, canais, manguezais e outros locais onde nunca deveriam estar. E qual seria? Garrafas pet. A embalagem de refrigerante aqui é descartada em qualquer lugar.


Na Holanda, um projeto quer dar um destino melhor para este material. Chamada PlasticRoad, a ideia é converter garrafas pet em pavimento para estradas. Desenvolvida pela KWS Infra, a tecnologia permite que o pavimento da estrada dure até três vezes mais que o asfalto, suportando entre -40°C e 80°C de temperatura.


O PlasticRoad permite reduzir bastante o tempo de pavimentação de uma via e ainda pode receber tubos para drenagem, fios, etc. A prefeitura de Roterdã quer instalar a rua de plástico em um trecho urbano da cidade a fim de testar a durabilidade e o impacto ambiental. O revestimento é composto de várias seções e quando uma é danificada, pode ser substituída rapidamente.

http://www.noticiasautomotivas.com.br/plasticroad-projeto-holandes-quer-transformar-garrafas-pet-em-estradas/

Dúzia e meia dúzia (2ª série)

Ricardo começou uma coleção de chaveiros e uma coleção de canetas.
Ele já tem 12 chaveiros.

12 chaveiros é o mesmo que uma dúzia de chaveiros.

Em sua coleção de canetas, Ricardo já tem 6 canetas.

6 canetas é o mesmo que meia dúzia de canetas.


1) Complete as quantidades até formar uma dúzia:


2) Ligue corretamente:

http://www.pedagogia.com.br/atividade.php?id=63

Novo Honda Civic é visto novamente nos EUA

civic-novo-texas-1
O Novo Honda Civic apareceu novamente nos EUA, sendo desta vez no Texas. Com lançamento previsto para Los Angeles, no final do ano, o sedã nipônico e sua versão cupê devem chegar às garagens americanas somente em 2016.
Aqui, podemos esperar ele para o fim do ano que vem ou mais tarde início de 2017. Como se trata de um modelo global, a Honda nunca demora muito para atualizar seu lineup nos vários mercados que atua.
civic-novo-texas-2
O destaque do Novo Honda Civic é seu perfil muito mais agressivo que o atual, destacando-se uma carroceria com estilo mais próximo ao de um cupê, mas perdendo o para-brisa bastante inclinado. Outra mudança é o fim do cluster análogo-digital em dois níveis, voltando a ser um quadro de instrumentos convencional.
civic-novo-texas-3
A plataforma será uma nova arquitetura global, que receberá motores i-VTEC Earth Dream Turbo. O principal será um propulsor de quatro cilindros 1.5 com turbo e injeção direta de combustível. Ele deve entregar 150 cv e 20,6 kgfm para o sedã, o mesmo já oferecido nas minivans Step-WGN e Jade RS no Japão. Outra opção será o mesmo motor, mas com 200 cv para o Si.
A eficiência energética será um ponto de destaque nas versões comuns do Novo Honda Civic, fazendo-o perder as variantes híbrida e GNV no mercado americano. Start&Stop e transmissão de dupla embreagem devem fazer parte do pacote. Comenta-se que o objetivo é ter média de 17 km/litro na estrada.
civic-novo-texas-4
No Brasil, o Novo Honda Civic pode chegar com motor 1.5 i-VTEC Turbo FlexOne, que poderia adicionar mais 5 cv com etanol, mantendo assim as potências atuais do 2.0 FlexOne, que seria retirado da gama. Já o 1.8 poderia ser preservado por mais algum tempo e então substituído pelo 1.0 i-VTEC Turbo FlexOne com 130 ou 140 cv, a fim de manter os preços junto ao dos concorrentes.
[Fonte: Fórum Civic X]

Yamaha Fazer 250 ganha visual renovado na linha 2016


A Yamaha anunciou nesta segunda-feira, 20, a chegada da linha 2016 da Fazer 250, que traz as primeiras mudanças estéticas da motocicleta. O novo modelo estará disponível no mercado brasileiro a partir da segunda quinzena de agosto, com preço sugerido de R$ 13.620, o mesmo valor cobrado pela versão anterior.

A nova Yamaha Fazer 250 traz tanque de combustível redesenhado, agora com novo bocal de abastecimento ao estilo airplane e capacidade de 18,5 litros (ante os 19,2 l do modelo antigo), além de abas laterais com formato mais agressivo. As carenagens e as laterais do farol também são novas.


Há ainda mesa do guidão com o nome “Fazer” gravado, nova chave e painel de instrumentos totalmente digital e com iluminação branca em LED, com direito ao indicador ECO, que acende quando o motor trabalha em uma rotação de maior eficiência, além de velocímetro, relógio, hodômetro com funções total e duas parciais (TRIP-1 e TRIP-2) e “Fuel Trip” (de reserva de combustível), tacômetro e luzes indicadoras (piscas, farol alto, neutro, alerta de motor e Blueflex).

O motor da Fazer 2016 é o conhecido monocilíndrico, de 249,45 cc, que desenvolve até 20,9 cv de potência, a 8.000 rpm, e 2,10 kgfm de torque, a 6.500 rpm, com câmbio de 5 velocidades.
Galeria de fotos da Yamaha Fazer 250 2016
http://www.noticiasautomotivas.com.br/yamaha-fazer-250-ganha-visual-renovado-na-linha-2016/

Projeção: Como poderá ser o próximo Citroën C4

O Citroën C4 já completa 10 anos de mercado, tendo chegado para substituir o Xsara. O modelo francês inovou de várias formas na primeira geração e tornou-se bastante conservador na segunda, que não está disponível no Brasil.

Aqui, o único membro da família é o C4 Lounge, que entrou no lugar do famoso C4 Pallas. Fabricado na Argentina, França, China e Rússia, o médio francês deverá ganhar uma terceira geração em 2017, que provavelmente chegará ao Brasil apenas em sua versão sedã.


O próximo Citroën C4 deverá compartilhar com o Novo 308 a plataforma modular EMP2 e assim ficar mais leve e dinâmico. O visual ainda é um mistério, mas esta projeção tenta colocar uma luz sobre o que pode acontecer com o hatch europeu. A ideia geral é oferecer um conjunto parecido com o do VW Golf, que ditou o desenvolvimento do Novo 308.
Citroën C-Quatre
A carroceria terá um formato mais musculoso com linha de cintura alta e área envidraçada menor, destacando-se a frente com os faróis posicionados bem abaixo dos repetidores de direção em LED, possível adotando um conjunto ótico full LED. As colunas C grandes reforçam a impressão de robustez e segurança, enquanto a traseira apresenta lanternas de LED retangulares.
Citroën C-Quatre
Citroën C-Quatre
Citroën C-Quatre
Citroën C4 Quatre - Sketches
Citroën C4 Quatre - Sketches

[Projeção: Autocosmos]

Suzuki GSX-R ganha edição especial com pintura exclusiva1


O Grande Prêmio da Alemanha da MotoGP, no último fim de semana, foi palco da apresentação da edição especial da Suzuki GSX-R1000 30th Anniversary Edition, incluindo até mesmo pintura especial para as motocicletas GSX-RR de corrida. Como o nome indica, a decoração especial da moto comemora os 30 anos das esportivas GSX-R, que já venderam mais de um milhão de unidades desde sua estreia em 1985, com a GSX-R 750.

A edição especial de aniversário de 30 anos estará disponível globalmente, embora nada tenha sido divulgado sobre a presença do modelo no mercado brasileiro, e muito menos preços aproximados a serem praticados por aqui, caso a motocicleta chegue. A Suzuki GSX-R1000 30th Anniversary Edition não conta com nenhuma alteração mecânica em relação ao modelo regular, contando apenas com novos grafismos.

A marca japonesa planeja, e de fato precisa, atualizar sua linha GSX-R no futuro próximo, tornando o modelo algo mais parecido com sua atual motocicleta que disputa o Mundial de MotoGP.

A GSX-R1000 padrão tem preço sugerido de R$ 58,9 mil no Brasil, sendo equipada com motor de 999 cilindradas SRAD 4 tempos, 4 cilindros em linha, 16 válvulas, DOHC e refrigeração líquida de 185 cavalos de potência a 11.500 rpm e torque máximo de 11,9 kgfm a 10.000 giros.

http://carplace.uol.com.br/suzuki-apresenta-edicao-especial-da-gsx-r-na-alemanha/

Picapes: Strada atinge quase 60% de participação e Hilux encosta na S10


A retração econômica também está afetando as vendas de picapes no mercado brasileiro. Em junho, a queda em relação ao mesmo período de 2014 variou entre 20% (pequenas) e 28% (médias / grandes). Confira agora os destaques em cada categoria.

PEQUENAS

Depois de registrar em maio o seu pior desempenho desde novembro de 2013, a Fiat Strada reagiu no mês passado. Com 8.679 unidades emplacadas, 18% de avanço em relação ao mês anterior, a líder entre as picapes pequenas se aproximou dos 60% de participação de mercado.

Vice-líder, a VW Saveiro (5.364), que também cresceu na comparação com maio (+13%), viu a rival ampliar a vantagem na ponta para mais de 3,3 mil unidades.


Terceira colocada, a Montana (1.535) recuou 18% sobre o mês anterior e quase 34% de um ano para o outro. De quebra, o modelo da Chevrolet registrou seu pior desempenho desde janeiro de 2009 (811).


MÉDIAS / GRANDES


Se no mês anterior a S10 emplacou quase o dobro de sua rival Hilux, em junho a situação foi bem mais acirrada: com 2.786 unidades, a Chevrolet viu uma vantagem superior a 1,8 mil unidades sobre a Toyota cair para pouco mais de 300 unidades. A diferença é que a Hilux cresceu pouco mais de 6% de um mês para outro, contra um recuo de quase 33% da S10.


Repetindo uma vantagem sobre a Mitsubishi L200 (1.077) de pouco mais de 300 unidades, a Ford Ranger (1.396) assegurou a última posição no pódio pelo terceiro mês consecutivo. Ambas tiveram seus resultados mais fracos em 2015, com quedas superiores a 20% sobre o ano anterior.


O destaque entre as primeiras colocadas ficou com a Frontier: com 558 emplacamentos, a veterana picape da Nissan, em seu segundo melhor desempenho no ano, avançou quase 41% na comparação com maio.



Fonte: Fenabrave