1

1

Google+ Followers

domingo, 19 de abril de 2015

IBIRAMA - Menino de 14 anos morre em acidente



Foi na BR-470, na Serra São Miguel 


Um menino de 14 anos morreu em um acidente neste sábado de manhã no Km 124 da BR-470, em Ibirama. De acordo com o Corpo de Bombeiros de Ibirama, Guilherme Willian Marino, chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos. Ele estava em um Chevrolet Kadett, com placas de Indaial, que se envolveu em uma batida frontal com um caminhão Ford Cargo, placas de Camboriú, na Serra São Miguel. 

Segundo os bombeiros, o motorista do Kadett, identificado como Antônio Diogenio de Oliveira, 56 anos, ficou preso às ferragens. Ele foi socorrido pelos bombeiros com ferimentos graves e suspeita de traumatismo craniano e, em seguida, foi levado pelo Samu ao Hospital Regional Alto Vale. A passageira, Lindalva Gutz, 53 anos, também ficou presa às ferragens e sofreu ferimentos graves. Ela foi socorrida pelos bombeiros de Ibirama e levada ao hospital da cidade. 

O motorista do caminhão, Edio Mafra, 36 anos, e o passageiro Claudio Adelino Fernandes, de 21 anos, nada sofreram. A Polícia Rodoviária de Rio do Sul também auxiliou no atendimento da ocorrência, que durou pouco mais de uma hora. 

Este é o segundo acidente com morte registrado na BR-470 neste sábado de manhã. Em Rio do Sul, João dos Santos, 60 anos, e Ivonete dos Santos, 54 anos, morreram após o carro em que eles estavam ser atingido por um caminhão.

Fonte: ROBERTO LORENZON

Acidentes envolvendo caminhões deixam três mortos na BR-470



Batidas ocorreram em Rio do Sul e Ibirama, nas primeiras horas de sábado. 
De acordo com bombeiros e PRF, nos dois casos, houve saída de pista. 

O final de semana começou com congestionamento e acidentes fatais na BR-470, na região do Vale do Itajaí. Em Rio do Sul e Ibirama, duas saídas de pista resultaram na morte de três pessoas neste sábado (18). 
A colisão mais grave aconteceu em Rio do Sul, onde duas pessoas não resistiram. A batida envolveu um caminhão, duas caminhonetes e um carro, no km 137, por volta das 6h. 
Segundo a Polícia Rodoviária Federal (PRF), um caminhão invadiu a pista contrária e bateu de frente contra uma Bandeirante. Em seguida, uma Hilux que vinha atrás da caminhonete bateu na traseira. 
Para evitar colidir também nos outros veículos, umCorolla, que seguia no mesmo sentido das duas caminhonetes, desviou para a direita e bateu contra um barranco. 
Os ocupantes da Bandeirante morreram no local do acidente. O motorista, João dos Santos tinha 60 anos. Já a passageira, Ivonete dos Santos, não teve a idade divulgada. 
O caminhoneiro de 21 anos teve lesões leves e foi levado para o hospital. Os ocupantes da Hilux tiveram ferimentos leves e o condutor do Corolla não se feriu. 

Ibirama 
Cerca de duas horas depois, por volta das 7h50, outro acidente acabou em morte na BR-470. Os bombeiros informaram que um Kadett psaiu da pista e bateu de frente em um caminhão. 
Um adolescente de 14 anos, passageiro do carro, não resistiu aos ferimentos. Guilherme Willian Mariano morreu no local. O motorista, de 56 anos, sofreu ferimentos graves e a passageira, de 53, ficou levemente machucada. Os dois feridos foram levados para hospitais da região. 
Filas 
Segundo a PRF, os acidentes, somados ao movimento intenso do feriadão causaram longas filas e congestionamentos na BR-470. Entre 8h e 10h havia filas no sentido Litoral / Oeste. Na direção contrária, o tráfego era bastante lento.

Fonte: G1

Ideias simples para reduzir o ronco em casa

Reduza o incômodo causado pelo ronco com ações simples


O ronco pode causar transtornos para você e seu parceiro. Talvez o mais notável seja a falta de sono, o que levará a outros problemas, como sonolência diurna, irritabilidade e falta de concentração. O ruído ocorre durante o sono quando os músculos localizados na língua, garganta e céu da boca de uma pessoa relaxam. Esses músculos tornam-se tão flácidos que bloqueiam parcialmente a via aérea. Isso faz com que o tecido circundante comece a vibrar quando a pessoa respira. O resultado final é aquele barulho desagradável. Felizmente, além dos recursos médicos, você pode contar também com algumas técnicas para minimizar o problema.


1 Durma com a cabeça elevada. Posicione o travesseiro de forma que sua cabeça fique 10 cm acima da cama. Outra opção é elevar a cabeceira da cama com calços ou até mesmo tijolos. Isso ajudará a reduzir os ruídos causados pela passagem do ar por suas vias respiratórias, pois essa posição fará com que sua mandíbula e língua inclinem-se para a frente. Como resultado, o ronco será reduzido e a respiração se tornará mais fácil.


2 Perca os quilos extras. A perda de peso poderá ser um remédio eficaz para o tratamento do ronco. Se você perder apenas alguns quilos, reduzirá a quantidade de tecido adiposo na região da garganta e diminuirá o ruído durante o sono. Consulte seu médico sobre o peso ideal que você deveria ter e defina uma dieta adequada e segura.


3 Cante diariamente. Cantar sua música favorita por 15 minutos ao dia pode ajudar a aliviar o ronco. Cantar melhora o controle muscular no palato mole e na garganta.


4 Durma de lado. Essa é a melhor posição para evitar o ronco. Dormir de barriga para cima fará com que sua língua deslize para trás em sua garganta, tornando as vias respiratórias estreitas e obstruindo a respiração, o que causará aqueles barulhos incômodos durante o sono.


5 Evite o uso de sedativos ou álcool. Remédios para dormir, álcool e sedativos desaceleram o sistema nervoso central, fazendo com que os músculos, incluindo aqueles na garganta, fiquem extremamente flácidos.


6 Comece a tocar o didjeridu, que é um instrumento de sopro. Tocar esse instrumento regularmente ajudará a fortalecer os músculos localizados nas vias aéreas superiores. Segundo estudos, as pessoas que tocam o instrumento musical por cerca de 25 minutos por dia obtêm uma redução do ronco ao dormir.

Fonte: http://www.ehow.com.br/tratar-problemas-ronco-naturalmente-como_168967/ - Escrito por Ehow Contributor | Traduzido por Cris Alves - Getty Images

7 dicas para diminuir as despesas com o supermercado

Manter o orçamento sob controle com a inflação nas alturas tem sido um desafio cada vez mais difícil. Para conseguir manter as finanças sob controle, o ideal é reduzir as despesas mais frequentes e com maior impacto em nossos bolsos. Os gastos com supermercado podem ser facilmente inclusos nessa lista.


Como a variação de preços tem deixado a gente de cabelos em pé, vamos a algumas dicas que podem ajudar a reduzir o valor final das compras essenciais.


Marcas convencionais x marcas próprias
As marcas próprias dos supermercados podem ser uma boa opção na hora de reduzir o valor total do carrinho. Existem muitos produtos de boa qualidade, que muitas vezes são oferecidos por preços melhores do que os da concorrência. Fique de olho sempre nessas marcas na hora de fazer a sua pesquisa.


Leve encartes na hora das compras
Fique sempre atenta àquelas promoções anunciadas pelo próprio supermercado em encartes. Eles normalmente ficam na porta do estabelecimento e também são distribuídos nas residências nas proximidades do supermercado. Eles são importantes para você garantir que as ofertas anunciadas ali sejam praticadas. Se na gôndola o produto estiver mais caro que o anunciado, mostre o encarte e exija o pagamento do menor preço, é seu direito como consumidora! O panfleto também pode ser usado para barganhar preços melhores com os supermercados concorrentes.


Frutas, legumes e verduras da estação
Confira sempre o calendário das centrais de abastecimento da sua cidade, para saber quais são as verduras, legumes e frutas da estação. Elas são sempre mais baratas do que aquelas fora de época. Programe seu cardápio de acordo com elas, você ainda tem a vantagem de variar a alimentação periodicamente.


Estoque de não-perecíveis 
Encontrou uma boa oferta de produtos de limpeza ou alimentos com prazo de validade extenso? Leve em maior quantidade para casa, visando aproveitar a oferta e evitar reposição com preços mais elevados.


Cartões de desconto
As redes de supermercado costumam oferecer cartões de vantagens a seus clientes, com ofertas exclusivas para aqueles que os adquirem. Se o cartão não tiver custos como anuidade ou outras taxas, vale a pena usa-los. Fique de olho também nos cupons de desconto que podem ser usados nas compras.


Lista de compras
A dica é sempre recomendada, mas não custa reforça-la. Para evitar o encarecimento da compra, leve sempre uma lista de tudo que precisa e atenha-se a ela. Para que você tenha uma noção exata do quanto os supérfluos pesam em seu bolso, pegue a notinha da última compra e some todos os produtos que estavam fora da lista, depois verifique o quanto eles representam do valor total. Não tem segredo, é uma conta simples, mas que costumamos ignorar. Ver o percentual é um estímulo para não levarmos para casa o que é desnecessário.


Não compre de estômago vazio
Não há incentivo maior para o consumo do que um estômago vazio. Evite fazer compras quando estiver com fome. A vontade de comer logo te fará encher o carrinho de guloseimas ou comprar além do que realmente vai consumir. Além de gastar mais, você corre o risco de desperdiçar comida.

Tecnologia na escola: ajuda ou atrapalha?

Dispositivos móveis estão cada vez mais se tornando ferramentas de ensino, da pré-escola até a pós-graduação.


Uma recente pesquisa do Pew Research Center, nos EUA, descobriu que 58% dos professores norte-americanos possuem smartphones – 10% a mais que a média nacional para adultos. Os professores estão abraçando políticas do tipo “traga seu próprio dispositivo” nas classes e pedindo que as escolas possuam e ofereçam tablets para seus alunos.


Mas o que esses dispositivos móveis realmente acrescentam às aulas? Essa tendência tecnológica vai além de conquistar a atenção dos alunos ou é apenas uma maneira chamativa de alcançar os mesmos objetivos possíveis com a instrução analógica?


Os benefícios da tecnologia móvel
A pesquisa do Pew Research Center pediu a um grupo de professores que analisasse o impacto educacional da tecnologia na sala de aula. Eles descobriram que:
73% dos professores usam tecnologia móvel em suas salas de aula, seja por meio de sua própria instrução ou permitindo que os alunos usem dispositivos para completar as tarefas;
Professores de inglês são mais propensos a usar a tecnologia móvel na sala de aula do que professores de matemática;
47% dos professores concordam fortemente e um adicional de 44% concordam um pouco que os alunos precisam de cursos de alfabetização digital para serem bem sucedidos academicamente e além.
Outras pesquisas também viram vantagens. A empresa PBS Kids, em parceria com o Departamento de Educação dos Estados Unidos, descobriu que o vocabulário das crianças com idades entre 3 e 7 anos que usavam o aplicativo “Martha Speaks” melhorou até 31%.
A Universidade Cristã Abilene realizou uma pesquisa na mesma época em que concluiu que estudantes de matemática que usaram o app “Estatísticas 1″ viram melhora em suas notas finais. Eles também se sentiram mais motivados em terminar aulas em dispositivos móveis do que através de livros didáticos tradicionais.
Além disso, mais um estudo descobriu que 35% dos alunos do 8º ano se sentiam mais interessados em suas aulas ou atividades quando usavam tablet, e no geral excederam as expectativas acadêmicas dos professores ao usar os dispositivos. 54% dos alunos ainda disseram se envolver mais nas aulas que utilizam tecnologia e 55% disseram que gostariam que seus professores usassem mais jogos educativos ou simulações para ensinar lições.


Desvantagens
Ao lado dos benefícios, os dispositivos móveis certamente vêm com a sua quota de complicações. A autoridade do professor, por exemplo, é uma área que pode ser facilmente posta em causa quando a tecnologia móvel é permitida em salas de aula.
Existe também a questão do custo. É claro que há um preço associado com a tecnologia. E, mesmo que as crianças possam trazer seus próprios dispositivos, ainda vai haver o problema da disparidade – com certeza, alguns alunos são mais privilegiados do que outros, o que pode causar várias dificuldades.
Políticas de tecnologia também são mais difíceis de implementar em aparelhos eletrônicos pessoais do que em dispositivos de propriedade da escola – esses últimos podem vir com programas pré-instalados certos e não permitir qualquer atividade que não tenha a ver com o aprendizado. Um dispositivo que vai para casa com o estudante, no entanto, não pode ter as mesmas regras.
Há ainda questões de privacidade a se considerar. Será que queremos terceiros seguindo nossos alunos nos seus percursos de aprendizagem? E os professores devem ter acesso ao que os alunos fazem em seus dispositivos móveis quando fora da sala de aula?


Tecnologia móvel nas salas de aula: o que funciona?
Apenas a tecnologia móvel na sala de aula não garante um aumento da compreensão ou mesmo da atenção dos alunos. Então, quais tipos de uso da tecnologia móvel fazem mais sentido para o aprendizado?


Em resumo:
E-readers: parte do problema com livros didáticos tradicionais é que eles ficam rapidamente ultrapassados. E-readers eliminam esse problema e permitem atualizações em tempo real que são úteis para estudantes e professores;
Módulos móveis individuais: aplicativos e jogos educativos são opções que podem ser pensadas individualmente para alunos. Isso dá a eles uma oportunidade de trabalhar em seu próprio ritmo, tendo tempo extra nas áreas onde mais precisam;
Programas de resposta em mensagem de texto: sites que permitem que professores enviem trabalhos de casa ou testes com perguntas para os alunos através de texto resultam em uma abordagem mais interativa para o aprendizado. A maioria dos programas que facilitam esta tecnologia permitem um feedback em tempo real, dando aos alunos a chance de aprender com seus erros e colocar tudo em contexto. Os alunos também se tornam mais motivados a ir para a escola e completar uma tarefa quando têm acesso a mensagens de texto de seus professores;
Aprendizagem em nuvem: usar tecnologia móvel que está ligada a uma nuvem significa que os alunos podem fazer a transição da tarefa em sala de aula para a tarefa em casa – ou em qualquer outro lugar – facilmente, desde que tenham acesso a um smartphone, tablet ou computador. Isso economiza tempo e melhora a capacidade de organização dos alunos.


Conclusão
A aprendizagem móvel pode de fato fazer uma diferença positiva na forma como os alunos instruem-se. Quando usada da maneira correta, tem o potencial de ajudar os alunos a aprender e se engajar mais.
Mas os dispositivos não são a salvação. Professores competentes são tão necessários quanto a tecnologia na Era da Informação, para equilibrar as vantagens educacionais móveis com interação saudável a fim de maximizar o valor de ambos. [Gizmodo]

Alimentos e bebidas perigosas durante a medicação

Atenção aos alimentos, seus nutrientes e às bebidas alcoólicas durante a medicação

O próprio conceito de interação medicamentos a considera também as reações ocorridas entre drogas e alimentos ou bebidas. Por isso, a proibição ou incentivo do consumo desses itens, ou a definição de horário de administração próximo ou longe de refeições são medidas que podem ser necessárias no momento da prescrição da terapia. Assim como existem interações benéficas e maléficas entre elas, isso também ocorre com alimentos e bebidas, exceto as alcoólicas. Confira a seguir alguns exemplos:


ALIMENTOS QUE POSSUEM TIRAMINA (queijos envelhecidos, iogurte, chocolate, vinho tinto, cerveja, carnes e peixes embutidos ou defumados) podem potencializar os efeitos dos inibidores de monoaminooxidas e (classe de medicamentos utilizada para o tratamento de depressão e transtorno do pânico), causando crises hipertensivas.


ALIMENTOS RICOS EM VITAMINA K (couve, brócolis, espinafre, alface, repolho, chá-verde, fígado e miúdos de frango) interferem na ação de anticoagulantes orais.


BEBIDAS ÁCIDAS (suco de frutas cítricas) ajudam na absorção do ferro, melhorando o tratamento de anemias.


BEBIDA ALCOÓLICA, se associada ao Dissulfiran (usado no tratamento de alcoolistas) acarreta vermelhidão facial,dor de cabeça, náuseas, vômitos, e palpitações. Outras medicações podem induzir reações símiles: analgésicos, antimicrobianos, antianginosos e hipoglicemiante oral.


ANESTÉSICOS GERAIS, analgésicos opioides, antipsicóticos, anticonvulsivantes, anti-histamínicos, hipnosedativos, antidepressivos e outros psicotrópicos podem apresentar interações sinérgicas com álcool, aprofundando sintomas do tipo sonolência excessiva, lentificação, letargia.

Fonte: http://revistavivasaude.uol.com.br/nutricao/alimentos-e-bebidas-perigosas-durante-a-medicacao/4795/ - Texto Fernanda Almeida / Foto: Shutterstock - por Marília Alencar

Veja 10 dicas para dormir como um anjo

Quer acordar descansada e disposta após uma noite de sono revigorante? Acompanhe conselhos de alimentação e bem-estar!


Você vira para um lado, vira para outro e nada do sono aparecer… Olha para o relógio e bate aquele desespero, pois logo será hora de levantar e começar o dia. E, então, será preciso encarar o cansaço, a indisposição e irritabilidade, consequências de uma noite mal dormida. Veja como algumas mudanças nos seus hábitos podem ajudá-la a relaxar.


1.Pegue leve no jantar
Segundo a nutricionista Deborah Torci, o metabolismo fica mais lento enquanto dormimos, ou seja, os órgãos trabalham mais devagar e gastamos menos calorias do que durante o dia. Por isso, devemos evitar alimentos de digestão mais lenta, que nos deixam com uma sensação de “estômago pesado”, como frituras, carnes vermelhas ou preparações com concentrações elevadas de açúcar ou gorduras. “Com o intestino trabalhando mais devagar, ele precisará ser submetido a um esforço maior, atrapalhando o sono”, explica.


2.Jante duas horas antes de se deitar
O ideal, nesta refeição, é consumir refeições leves, como uma sopa, que é de fácil digestão. Uma salada completa cheia de folhas e legumes, alguma proteína magra (frango, peixe ou ovos) e uma fonte de carboidratos leve, como batata doce, mandioca ou mandioquinha – quinoa também é uma ótima opção. Caso escolha um sanduíche, opte por uma versão completa e nutritiva, que inclua pão integral, queijo magro, como o cottage, frango desfiado temperado, cenoura e folhas de alface, por exemplo.


3.Engane a fome
Caso você jante cedo e sinta o estômago roncar depois, tome um iogurte, um copo de leite com canela ou coma algumas castanhas. Outra ideia é espalhar geleia sem açúcar em uma fatia de queijo branco para espantar a vontade de comer doce.


4.Diga não a energizantes
Evite o consumo de chá verde ou preto, café, bebidas energéticas, guaraná em pó e bebidas alcoólicas à noite, pois contêm cafeína e outros estimulantes. 


5.Beba relaxantes
Por outro lado, vale a pena tomar uma xícara de chá de camomila ou de maçã com canela antes de se deitar para relaxar o corpo e prepará-lo para o repouso.


6.Beba bastante água
Aumente o consumo de líquido durante o dia para reduzir sua ingestão à noite, assim você evita ir para a cama de bexiga cheia e sentir vontade de ir ao banheiro, o que poderá interromper o sono.


7.Mexa-se
Pratique atividades físicas durante o dia para garantir uma noite de sono revigorante; exercícios muito intensos antes de dormir podem deixá-la agitada”, orienta Dalva Poyares, médica e professora da Disciplina de Medicina e Biologia do Sono da Unifesp (Universidade Federal de São Paulo).


8.Promova um ambiente aconchegante
“Abra as janelas do quarto durante o dia; à noite, porém, torne-o confortável: escuro, silencioso e com temperatura agradável”, aconselha a médica.


9.Deixe os eletrônicos de lado
À noite, fuja de atividades que possam estimular o estado de alerta, como assistir a filmes violentos, ter uma conversa tensa no Facebook ou jogar videogame.


10.Não force
“Se não conseguir dormir, levante-se e retome uma atividade relaxante, como ouvir uma música tranquila em ambiente com pouca iluminação”, explica Dalva. Volte para a cama quando se sentir cansado ou sonolento. Boa noite e boa sorte!


6 vitaminas fáceis para ganhar massa muscular

Confira seis receitas ricas em proteína que você pode fazer em casa mesmo


Tudo o que você vai precisar é um liquidificador. Estas vitaminas, ricas em proteínas, auxiliam no ganho de massa muscular de forma natural. Basta bater os ingredientes e aproveitar.


1. 1 copo de iogurte com 1 clara de ovo cozida


2. 1 copo de leite desnatado com 10 amendoins sem tostar


3. 1 copo de leite de soja com aveia em flocos


4. 1 copo de leite desnatado com quinua cozida


5. 1 copo de leite desnatado com 10 amêndoas sem tostar e kiwi


6. 1 copo de iogurte com 1 banana e 5 castanhas de caju

11 dicas da ciência para ir melhor em provas e concursos

Ir bem em provas e concursos depende, antes de mais nada, de esforço próprio. Dito isso, há sempre maneiras de melhorar seu desempenho realizando pequenas atitudes.


Confira 11 dicas que a ciência descobriu que podem te ajudar a ter desempenho ou notas melhores:

11. Beber água

Um grupo de pesquisadores que analisou 447 universitários de diferentes anos descobriu que os que levavam água para beber nas provas se saíam melhor. A hidratação pode ter algo a ver com esse resultado. “O simples ato de levar água para as provas está ligado a notas maiores. Há uma série de razões psicológicas e fisiológicas que podem explicar esse benefício”, afirma Chris Pawson, um dos cientistas envolvidos no estudo. “Entre elas, está o efeito físico nas funções mentais. Há também a possibilidade do consumo de água aliviar a ansiedade, que é uma das principais inimigas das boas notas”.


10. Escrever em um papel suas qualidades e valores
Essa dica é especial para mulheres. Cientistas afirmam que o fato delas ainda ficarem atrás dos homens nos campos das ciências exatas, tecnologia, engenharia e matemática pode ser em parte um problema psicológico. Segundo eles, o estereótipo de que os homens são melhores do que as mulheres em matemática e ciência pode exercer pressão sobre as meninas que se preocupam se o estereótipo aplica-se a elas.
Assim, a pesquisa mostrou que as mulheres em idade universitária que afirmaram a sua identidade através de um exercício de redação foram muito melhores do que as outras em uma prova de física. A redação – na qual elas escreveram sobre os seus valores pessoais mais importantes, como amigos e familiares – é um exercício que pode as proteger contra essa ameaça psicológica, de acordo com o estudo.
A mesma melhora do desempenho não foi vista entre homens, no entanto.


9. Não fazer tanta lição de casa
Essa dica é especial para as crianças. Segundo um estudo australiano, muita lição de casa, ao contrário do senso comum, não as ajuda a ir melhor na escola. Na verdade, pode diminuir suas notas.
Eles analisaram os resultados de vários estudos recentes que investigaram a relação entre o tempo gasto em lições de casa e o desempenho acadêmico dos alunos. De acordo com Richard Walker, psicólogo educacional da Universidade de Sydney, os dados mostram que, em países onde mais tempo é gasto em lições de casa, os alunos apresentam resultados inferiores em um teste padronizado chamado de Programa de Avaliação Internacional de Estudantes, ou PISA, na sigla em inglês.
A conclusão dos pesquisadores é que uma ou duas horas de lição de casa por semana são suficientes e não costumam afetar os resultados dos testes nas escolas.
Por fim, lições de casa só reforçam o desempenho acadêmico dos alunos durante os três últimos anos de escola primária. Para a maioria dos estudantes de ensino médio, pouco benefício é visto.
De acordo com os cientistas, a mesma conclusão é válida em todo o mundo.


8. Aprender de forma confusa
Segundo o psicólogo e cientista da computação Sidney D’Mello, da Universidade de Notre Dame (EUA), intencionalmente confundir os alunos enquanto eles aprendem temas difíceis pode fazer com que eles absorvam melhor o conteúdo e o apliquem melhor em novos problemas.
Em uma série de experimentos, os participantes acompanhavam a discussão de dois personagens sobre pesquisas em que cometeram erros críticos. Para confundir os “alunos”, em determinado ponto os personagens começavam a discordar e expressar ideias contraditórias e informações falsas. Depois, os participantes tinham de dizer qual das duas opiniões eles achavam que tinha mais mérito científico e, em seguida, resolver testes sobre o tema estudado.
Curiosamente, aqueles que ficaram mais confusos se saíram melhor nas provas e, ainda por cima, conseguiram identificar erros mais facilmente nas aulas seguintes.
“A confusão, se for bem regulada, pode ser boa para o aprendizado porque leva o aluno a processar as informações de forma mais profunda para resolvê-la”, explica D’Mello.


7. Mascar chiclete
Segundo um estudo japonês publicado na revista Brain and Cognition, a goma de mascar pode fazer muito bem para o cérebro. Mascar chiclete pode impulsionar o pensamento e o estado de alerta – o tempo de reação dos mastigadores, de acordo com os pesquisadores, é até 10% mais rápido do que de não mastigadores.
Uma teoria para explicar este resultado é que mascar aumenta a excitação e leva a melhorias temporárias no fluxo de sangue para o cérebro.
Outro estudo do psicólogo Serge Onyper também já havia sugerido que estudantes que mascam chiclete durante cinco minutos antes de fazer um teste têm notas melhores. Onyper disse que o impulso no desempenho acadêmico era provavelmente devido à “excitação induzida pela mastigação”, que durou, no entanto, apenas cerca de 20 minutos.


6. Entender melhor ciência
Estudantes da Universidade de Medicina e Ciência Charles R. Drew (EUA) foram convidados a dar aula de ciência para alunos da quarta série em Los Angeles. O curto período (10 aulas de uma hora) foi suficiente para que as crianças tivessem melhoras significativas em suas notas de matemática e inglês, além de mostrar um interesse maior em leitura.
As crianças nem sequer foram os únicos que se beneficiaram: os estudantes da Drew aprimoraram sua habilidade de descrever temas complexos seguindo a premissa de que, se você consegue ensiná-los a um aluno de quarta série, então você consegue ensinar a qualquer pessoa.
Por que a ciência teve um papel tão importante em diferentes aspectos na vida de ambos crianças e adultos?
Os pesquisadores do estudo concluíram que, além de efetivas por si só, as aulas de ciência podem servir como “uma fagulha para acender em uma criança o desejo de aprender em todas as áreas ao longo da vida”.


5. Pagar melhor professores
Esse item muitas vezes não depende do aluno – a não ser que ele esteja pagando um professor particular –, mas existem evidências de que escolas que dão um bônus aos seus docentes conforme o desempenho de seus alunos produzem resultados melhores.
A pesquisa, realizada em uma escola de Chicago (EUA), mostrou que os professores cujos alunos tiveram as melhores notas foram os que haviam ganho esse bônus antes das aulas começarem – e que poderiam perdê-lo (ou devolver parte dele) se não cumprissem certas metas.
Apesar de parecer cruel, isso motivou os professores a dar seu melhor e os alunos tiveram melhor desempenho ao longo de todo o ano. Vale lembrar que os estudantes foram avaliados com testes padronizados – não somente levando-se em conta as notas que os professores deram para eles – para que a ponderação fosse mais justa.


4. Jogar videogame
Outra dica especial para os pequenos. Um estudo realizado por uma equipe de pesquisadores de Buenos Aires concluiu que expor as crianças a jogos de computador especializados podem levar a melhores notas na escola.
Os pesquisadores analisaram 111 alunos da primeira série na Argentina. Eles eram no geral estudantes de baixa renda, muitos dos quais tinham dificuldades de comparecimento à escola devido a problemas em casa.
Cada um foi retirado das atividades escolares regulares três vezes por semana e levado a uma área separada onde metade jogou um game especialmente projetado para melhorar a memória e planejamento por 15 minutos, por um período de 10 semanas. A outra metade jogou jogos de videogames comuns.
As crianças foram monitoradas para ver se o jogo teve qualquer impacto sobre suas notas. Trabalho e testes em sala de aula permaneceram inalterados e os professores não foram informados da natureza do estudo até que ele tivesse acabado.
Ao analisar os dados, os pesquisadores descobriram que as crianças que jogaram o jogo especial, e que antes do estudo tinham as notas mais baixas devido principalmente à presença infrequente, alcançaram pontuações mais altas em seus trabalhos escolares e inclusive chegaram ao mesmo nível (mesmas notas em matemática e português) que as crianças que frequentavam regularmente a escola.


3. Meditar
Meditar pode levar a melhores notas, de acordo com um estudo experimental da Universidade George Mason e da Universidade de Illinois (ambas nos EUA).
Três experimentos em sala de aula em uma Universidade da Califórnia foram feitos para ver se a meditação podia ajudar os alunos a se concentrar melhor e reter informações. Em um deles, usando uma seleção aleatória de estudantes, os que meditaram antes de uma palestra pontuaram melhor em um quiz que se seguiu sobre ela do que os alunos que não meditaram.
Curiosamente, os pesquisadores também mostraram que o efeito da meditação era mais forte nas classes com mais calouros, mostrando que a meditação pode ter um efeito maior sobre os alunos iniciantes.
A meditação pode ser útil para a clareza mental, foco e autodisciplina, de forma que pode ajudar em uma variedade de configurações e objetivos.


2. Ir à igreja
Jennifer Glanville, socióloga da Universidade de Iowa (EUA), afirmou que, se você quiser aumentar a média de notas de seu filho adolescente, deve levá-lo à igreja – ou encontrar alguma atividade social semelhante para envolvê-lo.
Ela e seus colegas pesquisadores descobriram que a frequência à igreja tem um efeito sobre as notas de adolescentes semelhante ao efeito de seus pais terem um diploma universitário. Estudantes que iam à igreja semanalmente também tinham menores taxas de evasão e se sentiam mais “integrados” às suas escolas.
O estudo não sugere que Deus está por trás das notas dos alunos. Em vez disso, identifica várias razões para eles irem melhor na escola, como: terem contato regular com adultos de várias gerações que servem como modelos; seus pais serem mais propensos a se comunicar com os pais de seus amigos; desenvolverem amizades com colegas que têm normas e valores semelhantes; serem mais propensos a participar de atividades extracurriculares.


1. Fazer exercício físico
O campeão na hora de ajudar a melhorar o desempenho escolar e as notas é o exercício físico. Diversos estudos já concluíram que fazer atividades pode, de fato, levar a um melhor resultado acadêmico.
Por exemplo, um estudo espanhol descobriu que as garotas, mas não os meninos, que vão a pé ou de bicicleta para a escola tem um desempenho melhor em testes de habilidades verbais e matemáticas. Quanto mais longo o trajeto, maior a pontuação das meninas nos testes, independentemente do quanto elas se exercitavam fora da escola. Ainda assim, não está claro se o trajeto em si importa, ou se apenas se exercitar em geral ou algum outro fator está em jogo.
Por outro lado, uma pesquisa da Universidade de Illinois (EUA) concluiu que crianças fisicamente aptas absorvem e retém novas informações de forma mais eficaz do que crianças que estão fora de forma.
As crianças mais fisicamente aptas se saíram melhor que as outras especialmente em tarefas de memorização complexas. Isso sugere que altos níveis de aptidão física têm o seu maior impacto nas situações mais difíceis que as crianças enfrentam intelectualmente.
Outra pesquisa da mesma universidade dividiu as crianças em dois grupos, e apenas um foi estimulado a fazer exercícios físicos (como correr, caminhar ou jogar bola) antes de fazer uma avaliação escrita. Ao comprar os resultados, os cientistas verificaram que as crianças que haviam feito exercícios antes tiveram resultados melhores.
Por fim, um estudo da Universidade Estadual de Michigan (EUA) descobriu que a atividade física vigorosa melhora as notas das crianças também.
Enquanto as que faziam aulas de educação física regular não foram melhor do que crianças sedentárias nas provas, aquelas que andavam de skate ou jogavam futebol pelo menos três vezes por semana tinham notas melhores em matemática, ciências, Inglês e estudos sociais.
Ou seja: não custa incluir atividade física no seu dia a dia para melhorar sua cognição e aprendizado. Na “pior” das hipóteses, você “só” vai ficar mais saudável. [LiveScience 1 e 2, MedicalXpres 1 e 2]

15 dicas de sexo que realmente funcionam, segundo a ciência


Ao invés de comprar revistas adultas ou acreditar em e-mails com apresentações de Power Point duvidosas, que tal receber dicas de sexo realmente úteis que tem alguma base verdadeira? Foi a ciência que disse que…

1. Usar meias durante o sexo aumenta a libido
Usar meias durante o sexo pode aumentar significativamente suas chances de ter um orgasmo. Foi o que descobriu um estudo holandês, pelo menos. Ao que tudo indica, o frio é um grande estraga-prazeres para ambos os sexos. Particularmente, a mulher precisa se sentir segura e relaxada antes da excitação, e a meia tem tudo a ver com conforto. Vai entender.


2. Sorrir menos torna homens mais sexualmente atraentes. O oposto ocorre com mulheres
Sociólogos da Universidade British Colombia, no Canadá, realizaram um estudo que mostrou homens que sorriem são vistos como menos atraentes pelas mulheres do que homens que optam por uma expressão mais séria ou arrogante. Por outro lado, homens adoram mulheres que sorriem. Os resultados parecem indicar que homens que sorriem são considerados mais femininos e menos dominantes, portanto menos sexualmente desejáveis. Já para os homens, é interessante que as mulheres pareçam exatamente femininas e menos dominantes.


3. Tomar sol aumenta a libido e o desejo sexual
A exposição da pele à luz solar por apenas 15 a 20 minutos pode aumentar os níveis de testosterona em 120%nos homens, segundo pesquisadores. O hormônio pode aumentar em até 200% quando a pele genital é exposta ao sol. E não precisamos explicar que testosterona é capaz de aumentar a libido e o desejo sexual, né?


4. Sue mais (se for homem) para deixar as mulheres no “clima”

A androstenodiona é um componente do suor masculino derivado da testosterona. Uma pesquisa da Universidade de Chicago mostrou que ele tem o efeito de manter ou aumentar o clima positivo em mulheresque inalam a química. “As respostas das mulheres no estudo foram melhora do humor e excitação sexual um pouco maior. As mulheres também responderam com um aumento da pressão arterial, frequência cardíaca e respiratória. Isso durou cerca de uma hora, se as mulheres inalaram a androstenodiona durante quinze minutos ou mais”, explica a Dra. Claire White, uma das cientistas do estudo.


5. Tenha uma barriguinha (se for homem) para aguentar mais na cama
Uma pesquisa da Universidade de Erciyes em Kayseri, Turquia, mostrou que os homens com barrigas maiores são melhores amantes. Os com excesso de peso e barrigas óbvias duram em média 7,3 minutos a mais na cama do que os sarados. Os especialistas sugerem que mais gordura ao redor da área do estômago pode significar mais estradiol, um hormônio sexual feminino que ajuda a inibir o orgasmo nos homens.

6. Tenha uma barba média para atrair as mulheres
Diversos estudos já demonstraram que as mulheres curtem uma barba média – esse tipo de barba (ao contrário de rostos totalmente barbeados ou com uma barba enorme) são os preferidos do sexo feminino. Provavelmente porque indica maturidade sexual, sem a agressão que uma barba muito cheia sugere.


7. Faça exercícios de Kegel
Ambos homens e mulheres possuem músculos do assoalho pélvico. Esses músculos estão localizados na região entre as pernas, a partir do osso púbico na frente até a base da espinha nas costas. Quando estão fracos ou afetados de alguma forma, eles não fazem seu trabalho de forma eficiente, chegando a causar incontinência urinária e redução no prazer sexual, por exemplo. Principalmente para as mulheres, fortalecer os músculos do assoalho pélvico aumenta a chance de se chegar ao orgasmo e ter uma vida sexual mais satisfatória. Os exercícios de Kegel podem ajudar com isso. Para localizar esta musculatura na pélvis, você pode parar, durante o ato de urinar, nomeio do caminho. Então a exercite enrijecendo-a e soltando (quando você não estiver urinando). Faça isso todos os dias, várias vezes ao dia.


8. Procure homens que gostem de comida apimentada
Já estabelecemos que altos níveis de testosterona podem ser uma coisa boa no que diz respeito ao sexo. Se você está procurando um homem com mais testosterona, repare no seu gosto por comida apimentada. Um estudo da Universidade de Grenoble, na França, descobriu que homens que gostam mais de comida picante são também os com maiores níveis do hormônio.





9. Use vermelho
Vários estudos mostraram que homens e mulheres acham potenciais parceiros mais atraentes quando estes estão vestindo vermelho – considerada a cor do amor. Homens de vermelho são vistos como tendo um status social mais elevado, com mais probabilidade de serem mais bem sucedidos. Mulheres de vermelho são vistas como mais sexys e mais propensas a fazer sexo.


10. Faça exercícios junto com seu interesse romântico
O exercício físico induz sintomas de excitação fisiológica – mãos suadas, pulso acelerado, falta de ar. Estes sintomas espelham, de muitas maneiras, a emoção da atração romântica. Curiosamente, as pessoas podem facilmente confundir os dois e pensar que sua excitação física é de fato atração romântica. Utilize este fenômeno para a sua vantagem, convidando o seu interesse romântico para treinar com você.


11. Tenha um orgasmo para aliviar a enxaqueca
Dor de cabeça não é mais desculpa para não fazer sexo; é uma boa desculpa para fazer sexo. Pesquisadores da Universidade de Munster, na Alemanha, descobriram que a atividade sexual foi bem sucedida no tratamento de enxaquecas em 60% dos participantes. Isso porque o sexo libera endorfinas, que são analgésicos naturais. Masturbação ou qualquer outra atividade sexual também podem ser capazes de se aliviar dores de cabeça em algumas pessoas.


12. Brinque com um bebê para conseguir o telefone de mulheres
Em um estudo, um homem interagiu com um bebê, conversando, brincando, sorrindo e dando beijos na criança. Depois que sua “irmã” saiu, o homem iniciou uma conversa com mulheres aleatórias, pedindo seu telefone. Na segunda parte do estudo, o mesmo homem não interagiu com o bebê (ignorou-o) e depois tentou conseguir o telefone de mulheres. Quando o homem brincou com o bebê, 40% das mulheres deram-lhe seus números de telefone, em comparação com apenas 12% quando o cara ignorou o bebê. Provavelmente, é vantajoso para as mulheres achar atraente um homem que é bom com bebês.


13. Procure pessoas com boa autoestima e confiança
Pessoas que se comunicam melhor e compreendem as emoções de outra pessoa são mais propensas a ter uma vida sexual satisfatória. Atributos pessoais como a autoestima e autonomia também desempenham um papel no prazer sexual. Níveis mais elevados de autoestima, autonomia e empatia foram associados com maior prazer sexual em mulheres. Nos homens, a autonomia foi positivamente correlacionada com a frequência do orgasmo,enquanto maior autoestima estava ligada ao prazer de dar sexo oral. Então, já sabem, mulheres: procure um cara confiante para receber um bom tratamento.


14. Cheire torta de abóbora e lavanda para aumentar o fluxo sanguíneo no pênis e na vagina
O neurologista Alan R. Hirsch, de Chicago (EUA), queria descobrir que aromas causavam excitação sexual. Ele chegou à conclusão de que a combinação de lavanda e torta de abóbora apresentou a maior excitação mensurável nos homens, aumentando o fluxo de sangue no pênis por uma média de 40%. Também aumentou o fluxo sanguíneo vaginal em 11%. Os cheiros de bolo de canela, alcaçuz e donuts também eram bons para os homens, aumentando o fluxo de sangue no pênis por 31,5%. Para as mulheres, o odor mais eficiente foi “Good & Plenty”, um doce de alcaçuz, ou uma combinação de alcaçuz e pepino, que causou um aumento de 13% no fluxo de sangue vaginal.


15. Dê um bom beijo para despertar o desejo
Apesar de nós não encararmos dessa maneira, pelo menos não frequentemente, os lábios são a zona erógena do corpo mais exposta. Cheios de terminações nervosas, um simples toque pode enviar uma cascata de informações para o cérebro, ajudando-nos a decidir se queremos continuar com um beijo (e relacionamento) ou não. Psicólogos da Universidade Estadual de Nova York (EUA) divulgaram que 59% dos homens e 66% das mulheres terminaram um relacionamento devido ao beijo. Por isso, capriche nesse momento íntimo: ele é a porta de entrada para muito mais. [Cracked]

23/04 - Dia de São Jorge

23/04 - Dia de São Jorge

23 de abril
Conhecido como 'o grande mártir', foi martirizado no ano 303. A seu respeito contou-se muitas histórias. Fundamentos históricos temos poucos, mas o suficiente para podermos perceber que ele existiu, e que vale à pena pedir sua intercessão e imitá-lo.
Pertenceu a um grupo de militares do imperador romano Diocleciano, que perseguia os cristãos. Jorge então renunciou a tudo para viver apenas sob o comando de nosso Senhor, e viver o Santo Evangelho.
São Jorge não queria estar a serviço de um império perseguidor e opressor dos cristãos, que era contra o amor e a verdade. Foi perseguido, preso e ameaçado. Tudo isso com o objetivo de fazê-lo renunciar ao seu amor por Jesus Cristo. São Jorge, por fim, renunciou à própria vida e acabou sendo martirizado.
Uma história nos ajuda a compreender a sua imagem, onde normalmente o vemos sobre um cavalo branco, com uma lança, vencendo um dragão:
“Num lugar existia um dragão que oprimia um povo. Ora eram dados animais a esse dragão, e ora jovens. E a filha do rei foi sorteada. Nessa hora apareceu Jorge, cristão, que se compadeceu e foi enfrentar aquele dragão. Fez o sinal da cruz e ao combater o dragão, venceu-o com uma lança. Recebeu muitos bens como recompensa, o qual distribuiu aos pobres.”
Verdade ou não, o mais importante é o que esta história comunica: Jorge foi um homem que, em nome de Jesus Cristo, pelo poder da Cruz, viveu o bom combate da fé. Se compadeceu do povo porque foi um verdadeiro cristão. Isto é o essencial.
Ele viveu sob o senhorio de Cristo e testemunhou o amor a Deus e ao próximo. Que Ele interceda para que sejamos verdadeiros guerreiros do amor.
São Jorge, rogai por nós!
Fonte: www.cancaonova.com
Dia de São Jorge

23 de abril

Dia de São Jorge é comemorado por vários cristãos e por diversas nações, reinos, países e cidades de Saint George, que é o santo padroeiro.
Dia de São Jorge é comemorado em 23 de abril, a data tradicionalmente aceita da morte, em 303 DC. Para Igrejas Ortodoxas Orientais que usam o calendário juliano, 23 de Abril corresponde a 6 de maio no calendário gregoriano.
Dia de São Jorge

Celebrações

Países que celebram o Dia de São Jorge incluem Inglaterra, Canadá, Croácia, Portugal, Chipre, Grécia, Geórgia, Sérvia, Bulgária, Romênia, Bósnia-Herzegovina e República da Macedônia. Cidades incluem Moscovo, na Rússia, Genova, na Itália, Ljubljana, na Eslovênia, Beirute, no Líbano, Qormi e Victoria em Malta e muitos outros. Ele também é comemorado na antiga Coroa de Aragão-Catalunha , na Espanha- Aragão , Catalunha , Valência e Maiorca.
Dia de São Jorge 
A impressão xilogravura de São Jorge
Dia de São Jorge é conhecido como a Festa de São Jorge por palestinos e é celebrada no Mosteiro de São Jorge, em al-Khader , perto de Belém . É também conhecido como Georgemas.
Além da festa de 23 de abril de algumas Igrejas Ortodoxas festas adicionais dedicadas a São Jorge. O país da Georgia celebra a festa de São Jorge em 23 de abril e, de forma mais proeminente, 10 de novembro (calendário juliano), que atualmente fica em 6 de Maio e 23 de Novembro (calendário gregoriano), respectivamente. A Igreja Ortodoxa Russa celebra a dedicação da Igreja de São Jorge, em Kiev por Yaroslav I, o Sábio , em 1051, em 26 de Novembro (Calendário Juliano), que atualmente recai sobre o gregoriano 9 de Dezembro.

Na igreja Católica

Canadá

Dia de São Jorge é comemorado em 23 de abril. Dia de São Jorge não é um feriado oficial nacional no Canadá. É, no entanto, um feriado provincial em Newfoundland.

Espanha

São Jorge é associado com várias áreas da Espanha. Ele é o santo padroeiro da antiga Coroa de Aragão, desde que o Rei Pedro I de Aragão venceu a Batalha de Alcoraz com seu patrocínio. O santo também é padroeiro de várias cidades. Na maioria dos casos, a razão para a relação dessas cidades com o Santo como santo padroeiro está ligada a eventos históricos que aconteceram durante a " Reconquista ".
Festa do santo é comemorado também em muitas cidades fora da antiga coroa de Aragão, em Espanha. São Jorge foi o santo padroeiro de Cáceres , desde 1229 AD.Celebração do Dia de São Jorge, em Cáceres é fortemente centrado no mundo das lendas. Celebrações incluem o desfile com encenações de soldados mouros e cristãos, mas o núcleo da comemoração concentra-se principalmente sobre a lenda de São Jorge matando um dragão para salvar uma princesa.
Fonte: en.wikipedia.org

22 DE ABRIL -- Descobrimento do Brasil

22 DE ABRIL -- Descobrimento do Brasil


A PARTIDA

"Senhor:
Posto que o capitão-mor desta vossa frota, e assim os outros capitães, escrevam a Vossa Alteza a (...) A partida de Belém, como Vossa Alteza sabe, foi, segunda feira, 9 de março.(...) não deixarei também de dar minha conta disso a Vossa Alteza, o melhor que eu puder, ainda que, para o bem contar e falar, o saiba fazer pior que todos(...)""Trecho da Carta de Pero Vaz de Caminha"
Era um domingo, na segunda semana de março de 1500.
Descobrimento do Brasil
E é o próprio Dom Manuel I que, cercado de grande pompa, assiste à missa na Capela de Nossa Senhora de Belém, diante da praia de Restêlo. Há luzes, incenso e cânticos neste Domingo, 8 de março de 1500.
Um pouco atrás do rei estão as maiores personalidades da corte, solenemente vestidas de luto , como se usava nessa despedida. O bispo de Ceuta, Dom Diogo de Ortiz, celebra da missa , faz um longo sermão, augurando bom êxito à viagem
Depois, abençoa a bandeira das armas reais e a Cruz da Ordem de Cristo - símbolo da fé e dos grandes feitos marítimos portugueses, o rei entrega a Pedro Álvares Cabral, alcaide-mor de Azurara e Senhor de Belmonte, junto com um barrete, presente do papa.
Terminada a missa, a comitiva se encaminha para a praia. À frente está o bispo com os acólitos, precedidos do porta-cruzes e acompanhados dos frades da Ordem de Cristo, com tochas na mão. Dom Manuel e Cabral vem a seguir secundados pelos cortesãos, capitães e tripulantes dos navios. Soam trombetas, flautas, tambores. E o povo acompanha o cortejo fazendo coro aos cânticos solenes. Em grandes botes enfeitados, Cabral e seus homens rumam para as naus ancoradas ao largo, no rio Tejo.
A tarde, com a chegada de ventos propícios, os navios demandam à barra. Começa a longa viagem rumo ao Descobrimento do Brasil, era segunda feira, 9 de março de 1500.
São aproximadamente 1500 homens, entre mercadores, pilotos, oficiais maiores, carpinteiros, caldeireiros, ferreiros, torneiros, soldados e técnicos em navegação.
As caravelas tinham dois ou , mais frequentemente, três mastros, com popa alta de dois pavimentos, eram ligeiras e facilmente manobráveis. Cada uma transportava perto de 120 homens e, apesar de não serem navios de guerra, possuíam poderosos canhões. Mas a frota compunha-se também de naus mais possantes e maiores, sólidas, preferidas para o transporte de mercadorias.
Eram ao todo treze navios, naus e caravelas, capazes de navegar com vento muito fraco. Sua capacidade variava entre 50 a 100 toneladas, e sua velocidade média aproximava-se dos 13 quilômetros horários. Costeavam praias perigosas e, quando bem dirigidos, podiam até navegar contra o vento.
No comando das treze embarcações, que compõem a esquadra estão alguns dos mais ilustres navegadores do reino:

Armada de Cabral

Descobrimento do Brasil

O RETORNO

Na manhã de 2 de maio , Caspar de Lemos toma o rumo de Portugal, levando as cartas do capitão-mor Pedro Álvares Cabral, de outros capitães, do físico Mestre João e do escrivão -Pero Vaz de Caminha, além de amostras da vegetação local, toras de pau-brasil, arco e flechas, enfeites indígenas e papagaios de cores berrantes. Neste mesmo dia, o resto da esquadra retorna o caminho das Índias. Ficaram em terra os dois degredados e dois grumetes que haviam fugido.
Onze dias depois de sair do Brasil, a frota de Cabral é atingida por violenta tempestade. Os vagalhões arremessam os barcos para o alto e para os lados, como se fossem de brinquedos. As pressas, as velas são recolhidas, os mastros seguros e o leme amarrados. Gritos cruzando o tombadilho, os homens trabalham rápido, na ânsia de sobreviver. É preciso manter as naus vazias de água, impedir que o casco aderne com as ondas e o vento. Mas nem todos conseguem. Naufraga um navio, depois outro. Estão próximos do cabo da Boa Esperança, e mais uma nau afunda. Finalmente, tão rápida quanto viera, a tempestade desaparece. A frota perdera quatro embarcações. Entre os mortos está Bartolomeu Dias, que anos antes descobrira este lugar, agora seu túmulo .
Reduzida a sete navios, a esquadra aporta em Moçambique, na costa oriental da África. Todas as naus estão ali, menos a de Digo Dias, que, navegando sozinha, descobre uma ilha imensa, à qual dá o nome de São Lourenço (hoje Madagascar).
Com apenas seis navios, Cabral prossegue até a ilha de Angediva. E, três meses após deixar o Brasil, Cabral ancora em Calicute, onde não consegue , a princípio, estabelecer relações amistosas com a população.
Depois de um ataque dos muçulmanos, em que mais de trinta portugueses foram mortos, Cabral tomou todas as embarcações fundeadas no porto, confiscou-lhes a carga e mandou incendiá-las. E durante dois dias bombardeou a cidade, até obter a rendição. Então estabelece uma feitoria e celebra tratados de paz. De Calicute, Cabral segue para Canamor, onde se abastece de gengibre e canela. E lá assina novos tratados de paz.
A 16 de janeiro de 1501, Cabral toma o caminho de volta. Na altura de Melinde, mais uma nau afunda. Uma outra e mandada a Sofala, para explorações. E,. com apenas quatro naus Cabral aporta em Moçambique, para fazer reparos em suas embarcações.
A esquadra se junta novamente na altura do cabo da Boa Esperança e segue viagem. De um total de treze navios, o Tejo recebia de volta apenas seis caravelas. Sete foram tragadas pelo mar.
Lisboa inteira festejou a chegada da frota e homenageou Cabral. Os portugueses se alegravam porque aquele viagem era a consolidação do comércio com o Oriente. E isso era atestado pelo carregamento de especiarias, porcelanas e sedas trazido pelas naus. Essa carga foi o suficiente para cobrir todas as despesas da viagem.
Começa para Portugal um período de grande riqueza. Dom Manuel já pode anunciar o sucesso das viagens, pois, pelo tratado de Tordesilhas, as terras lhe pertenciam por direi-to. Escreve aos reis da Espanha contando a viagem de Cabral, mas omite propositadamente a extensão da terra descoberta e a rota utilizada por Cabral na sua viagem às Índias.
O aumento do seu poder leva o soberano a adotar novos títulos. Dom Manuel agora é "Rei de Portugal e dos Algarves, de Aquém e de Além-mar em África, Senhor da Guiné, da Conquista, Navegação e Comércio da Etiópia, Arábia, Pérsia e Índia". Na euforia do domínio das rotas indianas, objeto principal em cem anos de navegações, a descoberta do Brasil passava quase despercebida.
" Assim chega a noite de 22 de abril de 1500. Os marinheiros recolhem velas e baixam âncoras. Os navios vão esperar o dia para se aproximar da costa. Na proa do seu barco, um homem não tira os olhos da terra que a noite vai apagando. É Pedro Alvares Cabral a contemplar a terra que descobrira. Brasil."
Descobrimento do Brasil
E Vinte e três de abril, 1500, o sol acaba de nascer. Lá está a terra Descoberta, a foz de um rio e um punhado de indivíduos bronzeados andando pela praia. Os capitães se reúnem na Caravela de Cabral. Pero Vaz de Caminha, na carta que enviaria depois ao Rei Dom Manoel, conta que Cabral, como primeira medida, resolve mandar um pequeno barco, com Nicolau Coelho, ver o lugar de perto. Junto à boca do rio, dezoito ou vinte homens se aproximaram do escaler,
A feição deles é serem pardos, um tanto avermelhados, de bons rostos e bons narizes, bem feitos. Andam nus, sem cobertura alguma. Nem fazem mais caso de encobrir ou deixa de encobrir suas vergonhas do que de mostrar a cara. Acerca disso são de grande inocência"todos nus, sem nenhuma coisa que lhes cobrisse suas vergonhas". Os homens traziam arcos e setas, mas a um sinal dos portugueses baixaram as armas.
Ai deu-se então uma troca de presentes entre descobridores e indígenas. Nicolau Coelho deu-lhes um barrete vermelho, uma carapuça de linho e um chapéu preto: e recebeu em troca um cocar de plumas compridas, que terminava com penas vermelha e castanhas, e um colar de pequenas contas brancas. Depois disso, o português voltou a bordo.
A noite foi de chuva e ressaca, tornando impraticável o desembarque. Levantou-se grossa ventania, sendo recolhidas todas as ancoras. Era preciso encontrar porto mais seguro. Por isso a armada subiu a costa durante todo o dia seguinte, com os navios menores à frete.
Após viajar 10 léguas, encontraram "um arrecife com um porto dentro, muito bom e muito seguro, (a atual baía de Cabrália, entre a ilha da Coroa Vermelha e a baía rasa de Santa Cruz, no Estado da Bahia). Ancoraram ali, e Cabral mandou à terra seu piloto Afonso Lopes, para fazer sondagens a toda volta da baía. Ao voltar, Pero Vaz de Caminha assim os descreve:
E tomou dois daqueles homens da terra levou-os à Capitaina, onde foram recebidos com muito prazer e festa.
O Capitão, quando eles vieram, estava sentado em uma cadeira, aos pés uma alcatifa por estrado; e bem vestido, com um colar de ouro, mui grande, ao pescoço. E Sancho de Tovar, e Simão de Miranda, e Nicolau Coelho, e Aires Corrêa, e nós outros que aqui na nau com ele íamos, sentados no chão, nessa alcatifa. Acenderam-se tochas. E eles entraram. Mas nem sinal de cortesia fizeram, nem de falar ao Capitão; nem a alguém. Todavia um deles fitou o colar do Capitão, e começou a fazer acenos com a mão em direção à terra, e depois para o colar, como se quisesse dizer-nos que havia ouro na terra. E também olhou para um castiçal de prata e assim mesmo acenava para a terra e novamente para o castiçal, como se lá também houvesse prata!
Mostraram-lhes um papagaio pardo que o Capitão traz consigo; tomaram-no logo na mão e acenaram para a terra, como se os houvesse ali.
Mostraram-lhes um carneiro; não fizeram caso dele.
Mostraram-lhes uma galinha; quase tiveram medo dela, e não lhe queriam pôr a mão. Depois lhe pegaram, mas como espantados.
Deram-lhes ali de comer: pão e peixe cozido, confeitos, fartéis, mel, figos passados. Não quiseram comer daquilo quase nada; e se provavam alguma coisa, logo a lançavam fora.
Trouxeram-lhes vinho em uma taça; mal lhe puseram a boca; não gostaram dele nada, nem quiseram mais.
Trouxeram-lhes água em uma albarrada, provaram cada um o seu bochecho, mas não beberam; apenas lavaram as bocas e lançaram-na fora. Mas, apesar de tudo, os visitantes pareciam sentir-se à vontade.
Caminha conta que eles se estenderam no tapete e se prepararam para dormir. Cabral, amavelmente, mandou buscar almofadas para lhes por debaixo das cabeças e com uma coberta cobriram sua nudez. O que teriam achado de tais confortos, mingúem sabe.
No dia seguinte, pela manhã, depois de fundear mais próximo da terra, Cabral mandou Nicolau Coelho e Bartolomeu Dias levarem de volta os dois homens, e deu a cada um deles uma camisa nova, uma carapuça vermelha e um rosário de contas brancas, que os índios enrolaram no braço, além de vários chocalhos e guizos. E mandou com eles um criminoso condenado ao exílio, Afonso Ribeiro, que deveria ficar em terra.
O Domingo, dia 25, amanheceu cheio de sol. Cabral pediu que fosse celebrada missa e feito um sermão. E mandou que todos os capitães se preparassem e o acompanhassem a uma ilhota verde, hoje Coroa Vermelha, dentro da baia, e com toda tripulação presente, Frei Henrique celebrou a missa. Uma multidão de homens nus olhava admirada e com grande interesse para estes seres sadios do mar que entoavam canções tão estranhas.
Após a missa, em reunião na sua nau, com a presença de todos os comandantes e de Caminha, Cabral decide enviar a notícia da descoberta ao Rei Dom Manual, pois talvez ele quisesse mandar outra esquadra para reconhecer mais detalhadamente a nova terra, ao invés de confiar essa tarefa a uma armada a cominho da Índia. Para isso destaca o navio de mantimentos, comandada por Gaspar de Lemos. Decidiu-se não enviar nativos para Portugal, mas deixa em terra dois degredados, que poderiam servir de informantes quando um próximo navio chegasse.
A semana seguinte foi de explorações. Cabral esteve em terra várias vezes e organizou diversas excursões para conhecer melhor o lugar. Houve brincadeiras, danças, novas trocas de presentes. A beleza das mulheres causa admiração aos português.
Ali andavam entre eles três ou quatro moças, bem novinhas e gentis, com cabelos muito pretos e compridos pelas costas; e suas vergonhas, tão altas e tão cerradinhas e tão limpas das cabeleiras que, de as nós muito bem olharmos, não se envergonhavam.E uma daquelas moças era toda tingida de baixo a cima, daquela tintura e certo era tão bem feita e tão redonda, e sua vergonha tão graciosa que a muitas mulheres de nossa terra, vendo-lhe tais feições envergonhara, por não terem as suas como ela.
Terminadas as festas e brincadeiras, todos puseram-se a trabalhar. A tripulação abasteceu as naus com lenha e água. Mestre João - o físico, com os pilotos e o grande astrolábio, fez observações em terra, localizou a constelação do Cruzeiro do Sul e escreve um relatório de tudo ao rei. Caminha continuou a escrever sua longa carta. A única coisa que faltava antes de partirem era deixar um padrão que garantisse a terra para Portugal contra todos os que viessem. Para isso, os carpinteiros fizeram uma cruz gigante a ser erguida na praia. E, a l.º de maio, numa Sexta feira, esta cruz foi levada em processão até a margem. Tinhas as armas de Portugal esculpidas, e foi colocada à entrada da floresta, debaixo de qual se improvisaram um pequeno altar. E assim rezaram uma segunda missa, sob olhar de aproximadamente 150 indígenas. Caminha registra:
E quando se veio ao Evangelho, que nos erguemos todos em pé, com as mãos levantadas, eles se levantaram conosco, e alçaram as mãos, estando assim até se chegar ao fim; e então tornaram-se a assentar, como nós. E quando levantaram a Deus, que nos pusemos de joelhos, eles se puseram assim como nós estávamos, com as mãos levantadas, e em tal maneira sossegados que certifico a Vossa Alteza que nos fez muita devoção.
Terminada a missa, iniciaram-se os preparativos para deixar aquela terra que Cabral batizara de Vera Cruz, e Caminha assim escreveu:
Esta terra, Senhor, parece-me que, da ponta que mais contra o sul vimos, até à outra ponta que contra o norte vem, de que nós deste porto houvemos vista, será tamanha que haverá nela bem vinte ou vinte e cinco léguas de costa.Até agora não pudemos saber se há ouro ou prata nela, ou outra coisa de metal, ou ferro; nem lha vimos. Contudo a terra em si é de muito bons ares frescos e temperados Águas são muitas; infinitas. Em tal maneira é graciosa que, querendo-a aproveitar, dar-se-á nela tudo;
Fonte: www.geocities.com