1

1

Google+ Followers

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

Atividades de Natal - Alfabetização

Atividades de Natal - Alfabetização
http://actividadesparacriancas.blogs.sapo.pt/tag/atividades+de+alfabetiza%C3%A7%C3%A3o

Como o julgamento do Corinthians pode mudar o Brasileirão. Caso Petros será julgado pelo Pleno do STJD nesta quinta-feira

Caso Petros será julgado pelo Pleno do STJD nesta quinta-feira

Foto: Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians / Divulgação

A quinta-feira pode mudar, fora dos gramados, os rumos do Brasileirão. Um mês depois de ser absolvido em primeira instância pela escalação irregular do jogador Petros, o Corinthians volta ao Tribunal, a partir das 10h, para se defender no Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD. A dupla Gre-Nal entrou com o pedido de recurso como parte interessada — os clubes gaúchos brigam com o paulista por vaga na Libertadores.

Se o Corinthians for punido

O julgamento desta quinta-feira terá Flávio Zveiter como auditor. Se, desta vez, o Corinthians for considerado culpado, pode ser multado em até R$ 100 mil e perder quatro pontos no Brasileirão - um pelo empate no jogo em questão e três pela escalação irregular. A Procuradoria do STJD sugere que, se houver multas, o valor seja doado à organização Médicos Sem Fronteiras.

Atualmente, o Corinthians ocupa a terceira colocação do Brasileirão, com 66 pontos - seguido por Inter, com 63, Atlético-MG, com 61, e Grêmio, com 60. Se for punido, o time paulista cai para o quarto lugar, com 62 pontos, atrás do Inter e consideravelmente mais perto de Atlético e Grêmio a duas rodadas do fim do campeonato.

O caso Petros

Petros estava emprestado ao Corinthians pelo Hortolândia, equipe do interior paulista. Quando contratado em definitivo, assinou o novo vínculo no dia 1° de agosto, sexta-feira. Pelas regras vigentes, o documento passaria a valer no dia seguinte. Na visão da Procuradoria, o dia seguinte citado seria a segunda-feira, dia 4 — próximo dia útil. Como Petros entrou em campo no domingo, dia 3, no empate em 0 a 0 com o Coritiba, teria jogado de forma irregular. Contudo, o registro do jogador no Boletim Informativo Diário (BID) já foi publicado no dia 1°.

Assim, o Corinthians alegou que tinha dos dois requisitos básicos para colocar um jogador em campo: contrato vigente e liberação no BID. Marco Polo Del Nero, presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF) e futuro presidente da CBF, isentou o clube de culpa e afirmou que o problema tinha sido causado pela falha de uma funcionária da FPF no preenchimento de documentos. A defesa do Corinthians argumenta que fez o registro devidamente e que, se houve falha, foi nos procedimentos das federações.

No primeiro julgamento, o clube foi considerado inocente. Os punidos foram a FPF e a CBF, multados em R$ 10 mil. À época, o clube paulista postou nas redes sociais mensagens de ironia à dupla Gre-Nal — e sobretudo ao Inter, fazendo referência a um DVD que o clube enviou à CBF com supostos erros de arbitragem que prejudicaram o clube.

Desesperança de Felipão

No domingo passado, o Grêmio perdeu para o próprio Corinthians, em São Paulo. Como a diferença entre os times passou a ser de seis pontos, o Grêmio só ultrapassa o adversário se vencer os dois jogos que restam, contra Bahia e Flamengo, e torcer para que os paulistas percam para Fluminense e Criciúma. Como a combinação de resultados é improvável, o técnico Luiz Felipe Scolari foi questionado sobre a possibilidade do rival perder pontos e facilitar a busca gremista por uma vaga na Libertadores. Mas mostrou desconfiança. 

— Tu acreditas nesse julgamento? Vai é ganhar quatro pontos. Esquece, isso já está ensaiado. Esse julgamento é bobagem — disse Felipão, na entrevista coletiva posterior ao jogo.

Ano de polêmicas jurídicas para Petros

Em um jogo pela 14ª rodada do Brasileirão, Petros deu uma trombada no árbitro Raphael Claus. Inicialmente punido com base no artigo 254-A (agressão) e suspenso por 180 dias, o jogador conseguiu, no recurso, desclassificar a denúncia da Procuradoria e enquadrá-la no artigo 258 (assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva não tipificada pelas demais regras do CBJD), reduzindo a pena para apenas três jogos.


ZERO HORA

Atlético-MG vence o Cruzeiro de novo e é campeão da Copa do Brasil





O Atlético-MG parecia ser o dono do título desde o primeiro minuto da final contra o Cruzeiro na Copa do Brasil. Mesmo com a vantagem no placar da partida de ida, o Galo ditou as ações e ameaçou o rival o tempo todo, definindo na segunda etapa a vitória de 1 a 0 para levantar a taça no Mineirão. Campeão da Copa do Brasil pela primeira vez, e passagem garantida para a Libertadores.

Com o estádio vazio em grande parte do segmento central, pelo alto preços dos ingressos, foi ainda mais reduzida a sensação de jogar fora contra o arquirival. O Cruzeiro mostrou cansaço e ameaçou o gol de Vitor em poucas oportunidades.

Precisando fazer três gols para começar a pensar em título, o Cruzeiro amargou deixar o campo perdendo de 1 a 0 na virada do primeiro tempo. Aos 46 minutos, Diego Tardelli rompeu a defesa e anotou 1 a 0, para desespero da maioria da torcida. 

No segundo tempo, o Cruzeiro ainda reclamou de pênalti não marcado, quando a bola acertou a mão de um zagueiro, mas a arbitragem deu lance involuntário. Depois disso, Ricardo Goulart chutou de fora da área, mas Victor defendeu em dois tempos.

Aos 39 minutos, Leandro Donizete foi expulso, totalmente fora do clima de festa. Ele atingiu Dagoberto e recebeu o vermelho, dando início a confusão com intervenção da Polícia Militar no gramado. Na volta da partida, mesmo com um a mais os cruzeirenses não conseguiram fazer a diferença. Terminou mesmo 1 a 0 com o título para o Atlético-MG.




Correio do Povo

Nacional elimina o São Paulo da Copa Sul-Americana



O São Paulo não conseguiu exercer a vantagem do primeiro jogo e acabou perdendo a chance de ser campeão em 2014. O Nacional de Medellin venceu nos pênaltis, após devolver o 1 a 0 em pleno Morumbi, e segue para a final da Copa Sul Americana, contra Boca Juniors ou River Plate.

Alan Kardec escorregou numa penalidade e, nas cobranças de desempate, Rafael Toloi também desperdiçou: 4 a 1 para os visitantes e vaga na decisão.

É a segunda vez consecutiva que o São Paulo fica pelo caminho na Sul-Americana. Em 2013, a Ponte Preta foi o algoz das semifinais e, agora, o Atletico Nacional. Agora, o time colombiano aguarda quem passar de Boca Juniors e River Plate, que se enfrentam nesta quinta-feira, às 21h45, no Monumental de Núñez. O primeiro jogo, na Bombonera, terminou empatado sem gols.


C do Povo

Senado aprova guarda compartilhada obrigatória de filhos

O relator, Jayme Campos e o autor, deputado Arnaldo Faria de Sá (C), recebem o apoio do senador Waldemir Moka (E)
Geraldo Magela/Agência Senado


O Senado aprovou nesta quarta-feira (26) o PLC 117/2013 que determina a guarda compartilhada para a custódia dos filhos de pais divorciados ainda que haja desacordo entre os ex-cônjuges.

Para as duas dezenas de pais e mães divorciados que acompanharam a aprovação no Plenário do Senado, o projeto enviado pela Câmara dos Deputados está sendo visto como um importante sinal de paz em um horizonte tradicionalmente tomado por graves conflitos. A partir da sanção do PLC 117/2013, eles acreditam que um universo de 20 milhões de crianças e adolescentes terá a chance de obter o melhor que puderem de cada um de seus genitores.

— A nova lei vai acabar com as disputas prolongadas e permitir a mães e pais contribuírem para a formação de seus filhos. Temos a convicção de que essas crianças e adolescentes serão pessoas mais felizes — disse o presidente da Associação de Pais e Mães Separados (Apase), Analdino Rodrigues Paulino Neto, ao final da votação.

Ele chegou a afirmar que o projeto poderá ter como consequência a substituição da pensão alimentícia por um mecanismo bem mais avançado: a divisão das despesas dos filhos por meio de uma planilha de gastos a ser bancada pelos pais de maneira proporcional à renda.

— A planilha vai conter todas as despesas, incluindo escola, plano de saúde, alimentação. Dividindo um item para um e um item para outro, cada um vai contribuir na proporção do seu rendimento — explicou Paulino, que sugeriu à presidente da República, Dilma Rousseff, a sanção do projeto ainda antes de 25 de dezembro, como "um presente de natal".

Divisão equilibrada

O PLC117/2013, de autoria do deputado Arnaldo Faria de Sá, determina ao juiz o estabelecimento da guarda compartilhada para a custódia dos filhos de pais e mães divorciados ainda que haja desacordo entre os ex-cônjuges. Atualmente, os juízes ainda têm respaldo legal para reservar a guarda a um dos pais. Ocorre que muitas vezes o responsável pela criança acaba alienando o ex-companheiro ou a ex-companheira da convivência com os filhos, gerando desgaste para a família e prejuízos emocionais, psíquicos e intelectuais para crianças e adolescentes.

O texto determina a divisão equilibrada do tempo de convivência dos filhos com a mãe e o pai e possibilita a supervisão compartilhada dos interesses do filho. Ambos poderão participar, por exemplo, do ato que autoriza a viagem dos filhos para o exterior ou para a mudança permanente de município. Em caso de necessidade de medida cautelar que envolva guarda dos filhos, o texto dá preferência à oitiva das partes perante o juiz. E é rigoroso com estabelecimentos, como escolas, que se negarem a dar informações a qualquer dos genitores sobre os filhos: serão multados.

Depois de ser analisada nas Comissões de Direitos Humanos (CDH), de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) e de Assuntos Sociais (CAS), a proposta foi aprovada em regime de urgência como veio da Câmara dos Deputados, apenas com emenda de redação que substitui a expressão “tempo de custódia física” por “tempo de convivência”.

Para o autor da proposição, a redação atual do Código Civil vem induzindo os magistrados a decretar a guarda compartilhada apenas nos casos em que os pais mantenham boa relação após o fim do casamento. Com a mudança, a não ser que um dos pais expresse o desejo de não obter a guarda ou que a justiça não considere um dos dois genitores aptos para exercer o poder familiar, a guarda compartilhada será obrigatória.

Menino Bernardo

O relator da matéria na CAS, senador Jayme Campos (DEM-MT), ressaltou que o acordo para a votação do projeto foi motivado pelas crianças, maiores afetadas nos processos de divórcio, sendo frequentemente vítimas de violência e até de morte. Ele citou os casos dos assassinatos do menino Bernardo no Rio Grande do Sul e de Isabella Nardoni em São Paulo, nos quais o pai e a madrasta são os principais suspeitos.

O senador Paulo Paim (PT-RS) informou que recebeu um pedido da avó do menino Bernardo, e dos advogados dela, que estudaram o projeto, para que a proposta fosse aprovada sem alterações.

O presidente do Senado, Renan Calheiros, acrescentou que a aprovação do projeto é uma responsabilidade e um compromisso da Casa com a sociedade brasileira.

— O maior mérito é o de fortalecer o instituto da guarda compartilhada que melhor atende aos interesses dos filhos. Será uma lei que possui o condão de não permitir que crianças e adolescentes tornem-se meios de luta no conflito entre os pais — afirmou.




AGÊNCIA SENADO

brincadeira: FEIJÃO QUEIMADO


FEIJÃO QUEIMADO

FAIXA ETÁRIA Acima de 6 anos
LOCAL Praia, Salão de Festas, Condomínio, Parque
ESTIMULAR Cooperação, Linguagem, Ritmo, Resistência
PARTICIPANTES 8+


COMO BRINCAR
Todos os participantes ficam de mãos dadas em uma fila. Quem estiver em uma das pontas comanda a brincadeira. Para começar, cantam-se os seguintes versos:

Todos: “Feijão Queimado”
Comandante: “Quem queimou?”
Todos: “Ladrão dos porcos”
Comandante: “Quer que eu prenda?”
Todos: “Prenda já, daqui pra lá”.

O comandante então puxa a fila em direção a outra ponta e passa por baixo da ligação entre os braços do último e do penúltimo jogador, levando o resto do grupo com ele. Com isso o penúltimo da fila ficará com os braços cruzados, como em um nó.

Quando a fila inteira estiver enrolada, as duas pessoas que estiverem na ponta puxam a fila para lados opostos como em um cabo de guerra vivo. Quando a corrente humana se romper, o lado com mais jogadores é o vencedor. Dica: durante a brincadeira os participantes podem aproveitar para cantar outras músicas de roda ou folclóricas.
http://delas.ig.com.br/filhos/brincadeiras/feijao-queimado/4e3ed2033cb317686300000f.html

Brincadeira: PEGA RABO

PEGA RABO

FAIXA ETÁRIA Acima de 6 anos
LOCAL Praia, Parque, Condomínio
ESTIMULAR Agilidade, Cooperação, Condicionamento físico, Velocidade
PARTICIPANTES 8+
MATERIAL Fitas coloridas

COMO BRINCAR
Divida os participantes em duas equipes – ou mais, dependendo do número de participantes – e distribua, para cada uma, pedaços de pano ou fitas de cores diferentes, identificando cada time. 

Os jogadores devem prender a fita no cós da calça ou bermuda, como se fosse um rabo. 

Neste jogo de pega-pega, as crianças correm umas atrás das outras e tentam pegar o maior número de ‘rabos’ da equipe adversária. Quem ficar sem rabo espera a brincadeira acabar.Dica: determine um tempo para a caçada, como dois ou três minutos.



ESTA BRINCADEIRA TAMBÉM SE CHAMA...Pega o rabo

http://delas.ig.com.br/filhos/brincadeiras/pega-rabo/4e3ed2605cf358183f000017.html

Brincadeira: SERPENTE

SERPENTE

FAIXA ETÁRIA Acima de 3 anos
LOCAL Parque, Salão de Festas, Praia, Praça
ESTIMULAR Coordenação motora, Cooperação, Estratégia, Resistência, Condicionamento físico
PARTICIPANTES 8+


COMO BRINCAR
A brincadeira é semelhante ao pega-pega, mas cada jogador que é pego dá a mão para o pegador e também começa a perseguir os outros participantes. 

Cada jogador capturado se une formando uma grande corrente. Quanto maior a serpente, mais difícil será para os perseguidores alcançarem os perseguidos. Aí entra a criatividade para bolar estratégias que possam ajudar na captura, como formar um ‘paredão’ para não deixar ninguém passar.

Dica: com grupos grandes, faça uma disputa entre serpentes. Divida os jogadores em equipes de 4 a 6 crianças, unidas pela cintura em fila indiana. Quem estiver na frente é a ‘cabeça’ da serpente e deve perseguir e pegar o último jogador (a cauda) das outras serpentes. Ao mesmo tempo, deve proteger a própria ‘cauda’.

http://delas.ig.com.br/filhos/brincadeiras/serpente/4e3ed1083cb317686300000e.html

Brincadeira: ESCRAVOS DE JÓ

ESCRAVOS DE JÓ

FAIXA ETÁRIA Acima de 3 anos
LOCAL Praça, Parque, Calçada, Salão de Festas, Dentro de casa, Condomínio
ESTIMULAR Atenção, Concentração, Cooperação, Coordenação motora, Linguagem, Memória, Ritmo
PARTICIPANTES 4+
MATERIAL Pedrinhas ou objetos pequenos

COMO BRINCAR
Os jogadores sentam em círculo, cada um com uma pedrinha ou outro objeto pequeno, que será passado de um integrante para o outro em uma coreografia de vai e vem seguindo o ritmo da música “Escravos de Jó”:

Escravos de Jó jogavam caxangá (os jogadores vão passando as pedras um para o outro do lado direito, de forma que cada jogador fique sempre com uma pedrinha só)
Tira, (cada um levanta a pedra que está em suas mãos)
põe, (colocam a pedra de novo no chão)
deixa ficar (apontam com o dedo para a pedra no chão)
Guerreiros com guerreiros (voltam a passar a pedra para a direita)
fazem zigue, (colocam a pedra na frente do jogador à direita, mas não soltam)
zigue, (colocam a pedra à frente do jogador à esquerda, mas não soltam) 
zá (colocam a pedra à frente do jogador à direita novamente)

Dicas: faça a mesma coreografia com os participantes em pé; no lugar da pedra, eles devem usar os próprios pés. Use duas pedrinhas em vez de uma. Para familiarizar a criança com os conceitos de dar e receber, sugira o uso do brinquedo favorito de cada um no lugar das pedras.

http://delas.ig.com.br/filhos/brincadeiras/escravos-de-jo/4e3ed0903cb317686300000d.html

Brincadeira: TEATRINHO

TEATRINHO

FAIXA ETÁRIA Acima de 7 anos
LOCAL Dentro de casa, Quintal
ESTIMULAR Criatividade, Expressão corporal, Imaginação, Linguagem, Cooperação
PARTICIPANTES 5+
MATERIAL Roupas velhas

COMO BRINCAR
84. TEATRINHO


Local para brincar: Dentro de casa, quintal
Para estimular: Imaginação, criatividade, linguagem e cooperação


Em parceria com as crianças, e com a ajuda de livros infantis, crie adaptações para histórias consagradas como “Chapeuzinho Vermelho” ou invente seu próprio conto e peça para que elas montem uma peça - fazendo a interpretação da história.

Para isso, ofereça roupas e sapatos velhos, faça maquiagens leves e até mesmo bole um cenário para a história. A brincadeira será mais espontânea se a interpretação acontecer logo depois do planejamento, mas também podem ser combinados ensaios para treinar bastante a apresentação que pode ser feita para os pais ou para os vizinhos.

http://delas.ig.com.br/filhos/brincadeiras/teatrinho/4e42f9e33cb317686300002c.html

Brincadeira: CONTAR OU CRIAR HISTÓRIAS


CONTAR OU CRIAR HISTÓRIAS

FAIXA ETÁRIA Até 1 ano
LOCAL Dentro de casa
ESTIMULAR Imaginação, Criatividade, Linguagem
PARTICIPANTES 2+
MATERIAL Livros infantis (ou só a imaginação)

COMO BRINCAR
Mesmo quando os bebês ainda nem nasceram os pais já podem contar histórias para os filhos. O tom de voz sereno e o sossego do momento passarão tranquilidade para o filho que ainda está na barriga da mãe.

Com o passar dos anos a atividade passa a ser ainda mais prazerosa. Os filhos começam a se interessar pelas histórias, questioná-las até começarem a criar seus próprios contos. 

Os livros com histórias infantis são uma boa alternativa, pelas frases curtas e ilustrações – alguns trazem até pequenos fantoches –, mas nada melhor do que soltar a sua criatividade para montar histórias novas (leia 9 dicas para contar histórias para seu filho), traduzindo valores que considerar importantes em palavras. 

Peça para a criança ajudar a definir a trama e o destino dos personagens.


ESTA BRINCADEIRA TAMBÉM SE CHAMA...Era uma vez...

http://delas.ig.com.br/filhos/brincadeiras/contar-ou-criar-historias/4e42fa6a3cb317686300002d.html

Brincadeira: APERTO

APERTO

FAIXA ETÁRIA Acima de 6 anos
LOCAL Praça, Parque, Salão de Festas, Quintal, Condomínio, Dentro de casa
ESTIMULAR Cooperação, Equilíbrio, Noção de espaço, Noção de tempo
PARTICIPANTES 8+
MATERIAL Giz ou fita crepe

COMO BRINCAR
Divida as crianças em duas equipes. Com o giz desenhe dois retângulos no chão, um para cada equipe. Todos devem permanecer nesse espaço por um minuto. 

Quando der o tempo, a equipe que conseguiu cumprir a tarefa poderá reduzir o espaço da outra. Se as duas conseguirem, os dois espaços serão diminuídos, e assim o jogo segue até ficar impossível para uma das equipes manter os integrantes lá dentro. 

Dicas: determine o modo que as crianças deverão ficar dentro do espaço, por exemplo: de mãos dadas, de um pé só, agachadas. Para brincar dentro de casa, substitua o giz pela delimitação dos espaços com fita crepe.

http://delas.ig.com.br/filhos/brincadeiras/aperto/4e3edb5f3cb3176863000013.html

Brincadeira: MÃE DA RUA

MÃE DA RUA

FAIXA ETÁRIA Acima de 4 anos
LOCAL Praça, Parque, Salão de Festas, Condomínio
ESTIMULAR Atenção, Equilíbrio, Velocidade, Coordenação motora, Agilidade
PARTICIPANTES 8+


COMO BRINCAR
Escolha um dos participantes para ser a mãe da rua. Com um giz, desenhe duas riscas paralelas com uma distância de cerca de dois metros entre elas. O lado de dentro das riscas será a rua e o lado de fora, as calçadas. Cada time ficará em uma das calçadas.

O objetivo é atravessar para o outro lado sem ser apanhado pela mãe da rua. Vence a equipe que ficar com maior número de jogadores. Você pode criar dificuldades para os jogadores atravessarem a rua, como atravessar pulando em um pé só.

http://delas.ig.com.br/filhos/brincadeiras/mae-da-rua/4e3edc123cb3176863000014.html

Brincadeira: ​DANÇA DAS CAVEIRAS

​DANÇA DAS CAVEIRAS

FAIXA ETÁRIA Acima de 3 anos
LOCAL Quintal, Praça, Dentro de casa, Salão de Festas, Condomínio
ESTIMULAR Expressão corporal, Linguagem, Memória, Ritmo, Noção de tempo
PARTICIPANTES 2+


COMO BRINCAR
Cantigas coreografadas animam bastante as crianças. Nesta, conforme imitam as caveiras e fazem rimas, elas vão fixando conceitos como a noção de horas.

Dança das Caveiras

Quando o relógio bate a uma
Todas as caveiras saem da tumba
Tumba alá catumba
Tumba alá catá.

Quando o relógio bate as duas
Todas as caveiras saem pras ruas
Tumba alá catumba
Tumba tá alá catá.

A cada estrofe, as horas mudam e as caveiras fazem algo diferente, exigindo que a criança reproduza as ações das caveiras com mímicas:

Três - jogam xadrez
Quatro - tiram o sapato
Cinco - apertam o cinto
Seis - imitam chinês
Sete - mascam chiclete
Oito - comem biscoito
Nove - dançam o rock
Dez - lavam os pés
Onze - andam de bonde
Doze - fazem pose
Uma - voltam pra as tumbas

Dica: estimule as crianças a inventar novas rimas e coreografias para a música.


ESTA BRINCADEIRA TAMBÉM SE CHAMA...Tumbalacatumba, relógio das caveiras

http://delas.ig.com.br/filhos/brincadeiras/danca-das-caveiras/4e42d28f3cb3176863000015.html

Brincadeira: TRAVA-LÍNGUAS

TRAVA-LÍNGUAS

FAIXA ETÁRIA Acima de 5 anos
LOCAL Quintal, Praça, Dentro de casa, No carro, Salão de Festas
ESTIMULAR Linguagem, Ritmo, Criatividade
PARTICIPANTES 2+

COMO BRINCAR
Neste jogo de palavras enroladas, vence quem tem a língua solta. O objetivo é conseguir pronunciar de forma rápida, clara e sem tropeços, versos cheios de rimas e palavras nada fáceis de falar. Alguns exemplos de trava-línguas:


Ninho de Mafagafos
Um ninho de mafagafa
Com sete mafagafinhos
Quem desmafagaguifá
Os sete mafagafinhos
Bom desmafagaguifador será.


A aranha e o jarro
A aranha arranha a jarra
A jarra arranha a aranha
Nem a aranha arranha a jarra
Nem a jarra arranha a aranha.


Os versos variam de região para região. Dica: depois de enrolar bastante a língua com esses versos, aproveite para propor aos participantes que criem seus próprios trava-línguas.

http://delas.ig.com.br/filhos/brincadeiras/trava-linguas/4e42d7ad3cb317686300001a.html

Primeiros Mapas - Como Entender e Construir


Em Primeiros Mapas, a conceituada pesquisadora e professora Maria Elena Simielli apresenta uma proposta única de alfabetização cartográfica, em linguagem acessível que parte de situações e imagens do cotidiano da criança. Inclui:


Formas e proporções;
Localização e representação;
Maquetes;
Como são feitos os mapas;
Escalas;
Glossário.
http://alfabetizacaocefaproponteselacerda.blogspot.com.br/2014/10/primeiros-mapas-como-entender-e.html

Alguns moldes de simetria











http://alfabetizacaocefaproponteselacerda.blogspot.com.br/2014/10/alguns-moldes-de-simetria.html