1

1

Google+ Followers

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Horóscopo 27 de novembro de 2014

O que você observa, mas não comenta, é absolutamente real. Porém, por enquanto não dá para colocar em prática as conclusões derivadas dessas observações, por enquanto será melhor manter tudo sob controle e ordem.

Contando apenas com seu esforço e planejamento, tudo daria mais certo. Porém, há muitas outras pessoas envolvidas e, ainda que isso complique bastante a situação, não haveria como desconsiderar a realidade.

Peça ajuda, pois apesar de não estar disponível de imediato, sem emitir o pedido de ajuda essa perspectiva ficará cada vez mais distante, e você ficará a sós com tantas tarefas que, provavelmente, não será possível completar.

De ideias o mundo está cheio e as pessoas que as pensam se imaginam donas de riquezas incalculáveis. Porém, na prática só enriquece quem se atrever a encarar o duro processo de materializar o que as ideias propõem.

Você não vai precisar se complicar tanto quanto parece neste momento, as coisas serão mais tranquilas e simples. Porém, será necessário continuar em frente, pois nada acontecerá por si só, tudo obra de esforço.

As desavenças acontecem por motivos banais, mas se desenvolvem como se fossem o que de mais importante ocorre na vida. Assim são as coisas, tente administrá-las com a maior sabedoria possível para não perderem a proporção.

Aquilo que é muito complicado para você fazer contando apenas com seu esforço pode ser dividido e organizado com a ajuda de outras pessoas. Só falta saber se elas estariam disponíveis neste momento para dar essa ajuda.

Nada é tão agradável quanto você gostaria que fosse, o caminho tornou-se bastante duro e difícil. Porém, é o caminho e será melhor deixar de lado as lamúrias que surgem espontaneamente, essas não vão ajudar.

Neste momento as coisas acontecem de um jeito que contrariam amplamente suas expectativas, e já não se pode fazer mais nada para mudá-las. Porém, você pode iniciar um novo processo e se reinventar completamente.

Este é um momento transparente, no qual é provável que você revele coisas inadvertidamente. Porém, o que à primeira vista pareceria um perigo acabará se convertendo no ingrediente que faltava para tudo ser mais simples.

Comente suas ideias, pois apesar do risco que você suspeita haver de que essas sejam aproveitadas por outras pessoas e até roubadas, será melhor encarar isso do que continuar mantendo boas ideias na gaveta da mente.

Tudo pode ser feito, mas precisa de organização e planejamento. Quanto mais extravagantes forem seus sonhos, mais você terá de planejar tudo, pois esperar por golpes de sorte só dará nisso, ficar esperando por golpes de sorte.






Oscar Quiroga do CLICRBS / ZERO HORA

Polícia prende “viúva negra” em Caçador. Crime premeditado. Mulher é acusada de causar morte do pai do seu filho para ficar com seguro.


Crime premeditado.

Mulher é acusada de causar morte do pai do seu filho para ficar com seguro.


A Polícia Civil de Caçador prendeu na manhã desta terça-feira, 25, Marli Aparecida Teles de Souza, 46 anos, acusada de provocar a morte do ex-companheiro através de medicamentos de uso controlado. O filho dela e da vítima, Ulisses Antônio Souza de Oliveira, 21 anos, também foi preso. Eles teriam premeditado o crime para receber um seguro de mais de R$ 1,2 milhão.

Segundo o delegado regional Fabiano Locatelli, a investigação começou há cerca de quatro meses, após a morte de Rui Nadarci Dias de Oliveira, de 60 anos. Ele foi encontrado morto no dia 25 de junho dentro de sua caminhonete, uma F250, após uma saída de pista na SC 350 entre Caçador e Taquara Verde.
“Em princípio a morte do Rui nos pareceu de causas naturais, mas uma denúncia de que ele teria assinado uma apólice de seguro poucos dias antes causou estranheza. Essa apólice era em benefício do filho que ele teve com a Marli, porém não mantinha contato. Pedimos um segundo exame no Instituto de Análises Forenses de Florianópolis e constatamos a presença de substâncias que se ingeridas juntas podem causar a morte”, explicou o delegado.

Ainda de acordo com Locatelli, a polícia conseguiu provar que Rui esteve na casa da amante um dia antes, onde teria ingerido as substâncias provavelmente através de uma bebida. O acidente no dia seguinte foi forjado por Marli e pelo filho, pois segundo a investigação Rui morreu na noite anterior na casa de Marli.

Marli e Ulisses deverão responder por homicídio duplamente qualificado por motivo torpe, por meio cruel, além de fraude processual (forjar acidente), tentativa de estelionato contra o sistema financeiro e corrupção de menores (um adolescente de 15 anos ajudou a colocar o corpo no carro).

A polícia ainda investiga a morte de outros três maridos ou namorados de Marli em circunstâncias semelhantes. Num deles a viúva negra sacou em 2013 um seguro de R$ 195 mil reais.

Marli e Ulisses foram ouvidos na presença do advogado, mas permaneceram calados.

Denúncia anônima dá início à investigação

O delegado Fabiano Locatelli relatou que as investigações sobre o caso iniciaram após uma denúncia anônima informando sobre dois seguros de vida que Rui teria assinado um mês antes de morrer. As duas apólices juntas somavam R$ 1.260.000 em nome do filho que Rui teve com Marli há 21 anos, Ulisses Antônio Souza de Oliveira.

A investigação prosseguiu com a quebra do sigilo bancário da vítima que confirmou a denúncia. Porém, a polícia achou estranho o seguro beneficiar Ulisses, pois Rui tinha pouco contato com ele.

“Rui reconheceu a paternidade de Ulisses há 10 anos, mas mesmo assim não tinha contato com ele, ao contrário dos outros três filhos do primeiro casamento. No início deste ano houve uma aproximação de Ulisses com o pai, que acreditamos ter sido premeditada já com a intenção de cometer o crime”, disse.

Ainda de acordo com o delegado, Ulisses e o pai teriam ido ao banco assinar um financiamento estudantil, sendo estes documentos eram na verdade a contratação dos seguros.

“Na quebra do sigilo bancário percebemos que Rui não tinha condições de pagar a mensalidade que era de R$ 2.300. No entanto, inclusive através do que temos conhecimento dos outros casos suspeitos, Marli se oferecia para pagar a parcela, ludibriando as vítimas”, detalhou.

Levomepromazina e clorfenamina

Essas foram as substâncias encontradas no organismo de Rui através do segundo exame feito pelo IAF e IML de Florianópolis. Segundo o delegado, o primeiro medicamento é um anti-psicótico e sedativo. Se utilizados juntos podem causar a morte. "Apesar do Rui ter problemas de pressão alta e diabetes ele não fazia uso desses medicamentos. Acreditamos que foram colocados numa bebida servida à vítima. Esse é um ponto importante do conjunto de provas do inquérito", acrescentou Locatelli.

Marli já havia sido investigada em 2013

Em 2013, Marli já havia sido investigada pela polícia, quando retirou do banco um seguro no valor de R$ 195 mil, referente à morte de seu namorado de 32 anos.

O corpo do homem chegou a ser exumado para novos exames, porém como ele faleceu em 2012, não foi possível detectar a presença de alguma substância que pudesse ter causado o óbito. Nesse caso, a polícia não conseguiu provas concretas para condenar Marli.

Quatro companheiros mortos em 14 anos

A suspeita da polícia é que a viúva negra começou a atuar em 2000, quando seu primeiro marido veio a óbito, um policial militar de Santa Cecília com idade de 32 anos. Na ocasião, Marli passou a receber uma pensão mensal.

O segundo marido tinha 38 anos quando morreu, em Caçador, e também há indícios que Marli entrou com pedido de pensão e retirada de seguro de vida.

“Nos últimos 14 anos quatro companheiros dela morreram em circunstâncias semelhantes, por epilepsia e infarto do miocárdio. Teve ainda um quinto namorado, de 25 anos, que desconfiou da atitude dela e terminou o relacionamento. Ele é uma testemunha importante na elaboração do inquérito”, relatou o delegado Locatelli.



CAÇADOR ON LINE

Selo internacional garantirá mercados para exportação em Santa Catarina

Estado começa a mirar a venda de carne suína para a Coreia do Sul, após ser informada de que falta pouco para receber uma certificação da Organização Mundial da Saúde Animal

SC é o maior produtor nacional de suínos, com 12 mil criadores e produção anual de 820 mil toneladas 

Foto: Sirli Freitas / Agencia RBS

Mônica Foltran



Santa Catarina está prestes a receber o certificado internacional de área livre de peste suína clássica. Emitido pela Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) o documento atesta a defesa sanitária agropecuária do Estado e contribui para a abertura de novos mercados para expprtação.. SC já é reconhecida pelo Ministério da Agricultura, mas a certificação internacional favorece o acesso aos negócios mais competitivos do mundo.

– O certificado é de grande importância. Abre mercados para o Estado, que é o maior produtor de proteína animal e o maior do Brasil de carne suína. Segundo maior de frango e o quinto maior de leite – destaca o secretário de Agricultura do Estado, Airton Spies. 

Produtores estão na mira de novo mercado


A Coreia do Sul é o terceiro maior mercado mundial, perdendo apenas para o Japão e Rússia e para 2015 está na mira dos produtores catarinenses.

O presidente da Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (Cidasc), Enori Barbieri, diz que o foco agora é o país coreano, que importa em média 400 mil toneladas por ano de carne suína. Barbieri garante que faltam apenas etapas burocráticas. As questões sanitárias estão resolvidas. Para garantir o andamento das negociações está agendada para maio uma viagem ao país.

Também naquele mês a OIE emitirá o selo internacional. Novidade que trouxe representantes da Organização para a 5ª Conferência Nacional de Defesa Agropecuária, em Florianópolis.

SC é o maior produtor nacional de suínos, com 12 mil criadores e produção anual de 820 mil toneladas. As exportações mantém a média de 150 mil toneladas ao ano. Um dos principais mercados é o japonês, conquistado no ano passado. Outro é os Estados Unidos, que iniciou a compra há 15 dias.



SELOS DA OIE



A Organização Mundial de Saúde Animal (OIE) certifica seis enfermidades. O Brasil já obteve três selos: como área livre de febre aftosa com vacinação para 23 Estados – sendo que SC é o único livre da doença sem vacinação –; área livre da peste dos pequenos ruminantes; e risco insignificante para a encefalopatia espongiforme bovina (vaca louca).




TODA A REPORTAGEM ESTÁ NO DIÁRIO CATARINENSE

Mega-Sena acumula e pode pagar R$ 7,5 milhões no sábado


Quina teve 55 ganhadores, que vão receber R$ 34.902,47 cada

Ninguém acertou as seis dezenas da Mega-Sena sorteadas nesta quarta-feira. O concurso número 1.656 foi realizado em Osasco, interior de São Paulo. A previsão é de que o prêmio chegue a R$ 7,5 milhões se houver acertador no sábado.

Os números sorteados foram: 04 - 06 - 11 - 43 - 54 - 56

Acertaram a Quina 55 apostadores, e cada um receberá R$ 34.902,47. Já a Quadra saiu para 5.037 jogadores, com prêmio de R$ 544,43. 

Correio do Povo

Fórmula 1 derruba regra da pontuação dobrada para 2015. Relargadas paradas após períodos de Safety Car também foram abolidas


Relargadas paradas após períodos de Safety Car também foram abolidas

A Comissão Regulamentar da Fórmula 1 realizou uma reunião em Genebra (SUI) e derrubou, por unanimidade, duas regras polêmicas: concordou em abolir o sistema de pontuação dobrada na última etapa para 2015 e não aprovou a relargada parada após a entrada do Safety Car.

As medidas precisarão passar pela aprovação do Conselho Mundial do Esporte a Motor da FIA, que se reúne no dia 3 de dezembro. Antes da etapa final de 2014, em Abu Dhabi, era grande a preocupação de que um eventual problema mecânico definisse o campeonato a favor de quem venceu menos corridas no ano, pela grande diferença de pontos.

Outro assunto discutido entre a Comissão de F1 e o Grupo de Estratégia foi o corte de custos. Neste caso, não ocorreu um consenso, pois as grandes escuderias não estão de acordo sobre o relaxamento do regulamento quanto ao congelamento dos motores. 

Apesar disso, McLaren, Mercedes, Red Bull, Ferrari e Williams decidiram suavizar as regras dos motores e vão aceitar que Caterham e Manor disputem a temporada, eventualmente, com uma versão antiga. Isto deverá garantir a sobrevivência destas equipes, que anteriormente teriam de desembolsar somas altíssimas para um novo contrato de fornecedores no ano que vem.


Correio do Povo

Livro O Sanduíche da Maricota




























http://professoraivaniferreira.blogspot.com.br/2014/09/livro-o-sanduiche-da-maricota.html

Livro Uma Joaninha Diferente
















http://professoraivaniferreira.blogspot.com.br/2014/09/livro-uma-joaninha-diferente.html