1

1

Google+ Followers

domingo, 14 de setembro de 2014

Dieta rica em proteína pode baixar pressão arterial

Participantes que consumiram uma média de 100 gramas de proteína por dia foram 40% menos propensos a ter hipertensão


Foto: Stock.xchng / Divulgação


Pessoas que têm uma dieta rica em proteínas podem diminuir o risco de desenvolver pressão alta, segundo estudo publicado no American Journal Of Hypertension feito por médicos da Universidade de Boston. Na pesquisa, os participantes que consumiram uma média de 100 gramas de proteína por dia foram 40% menos propensos a ter hipertensão em comparação os pacientes que ingeriram uma quantidade inferior da substância.

Os pesquisadores analisaram a ingestão de proteína por participantes saudáveis durante 11 anos e associaram os dados ao desenvolvimento de hipertensão. Eles descobriram que quem consumia mais proteína — seja de origem animal ou vegetal — tinha, estatisticamente, menor pressão arterial.




Em geral, estes efeitos positivos foram notados tanto em obesos, quanto em indivíduos dentro do peso. Quando a dieta também tinha um maior consumo de fibras a redução do risco de desenvolver hipertensão subiu para 60%.

— A ingestão de proteína pode desempenhar um importante papel na prevenção a longo prazo da hipertensão — explicou o cientista Lynn Moore.




A hipertensão é um dos fatores de risco mais comuns que provocam acidente vascular cerebral (AVC), além de acelerar o aparecimento de doenças cardíacas. 




ZERO HORA

Patrícia Abravanel dá à luz seu primeiro filho, Pedro

Patrícia Abravanel já é mamãe (Reprodução/ Instagram)

A apresentadora (?) Patrícia Abravanel deu à luz Pedro, seu primeiro filho com o deputado Fábio Faria, neste domingo (14). Pelo Instagram, a filha de Silvio Santos confirmou o nascimento. “Hoje nasceu o nosso Pedro, todo lindo e amassadinho. Maior alegria desse mundo!”, escreveu ela. 

Patrícia também postou uma foto do enfeite da porta do quarto da maternidade com três ursinhos dentro de uma tela de TV, sendo que um deles veste uma camiseta com o nome do menino. “Mamãe apresentadora, Papai deputado-tenista e nosso Pedro sendo abastecido de amor!”, escreveu ela na legenda desta foto.

Pouco antes do nascimento do menino, foi o noivo da apresentadora(?) quem postou uma mensagem no Instagram para avisar que o filho estava prestes a nascer: “Pedro vem aí!!!! Amor incondicional!!! Muito Amor, Patricia Abravanel”, escreveu Fábio Faria na legenda de uma imagem em que aparece beijando a barriga de Patrícia. 


YAHOO

Inter quebra sequência negativa, vence o Botafogo no Beira-Rio e volta ao G-4

Equipe de Abel Braga bateu os cariocas com gols de Alex e Eduardo Sasha

Foto: Ricardo Duarte / Agencia RBS


Alexandre Ernst
Pode não ter sido uma atuação perfeita, brilhante, mas o Beira-Rio viu neste domingo um Inter mais agressivo e com uma vontade individual que há muito não se via. O time de Abel Braga venceu por 2 a 0, gols de Alex e Eduardo Sasha, e espanta, por hora, a má fase e os insucessos em série no Brasileirão.

A má fase técnica e os protestos da torcida ao longo da semana atingiram em cheio um dos titulares de Abel Braga. O goleiro Dida, criticado na última sexta no desembarque desde a Bahia e, também, no treino fechado de sábado, acabou escanteado. Os gritos "ei, Abel, coloca o Muriel" foram ouvidos. E o goleiro de 27 anos, natural de Novo Hamburgo, oriundo das categorias de base do Inter, iniciava uma partida após seis meses. A última vez que Muriel defendera a equipe desde o início havia sido no dia 16 de março, na vitória sobre o Lajeadense, em partida válida pelo Gauchão.

O primeiro tempo do Inter foi de felicidade individual, com destaque para Muriel e Alex, e atabalhoado de forma coletiva, principalmente da defesa. Abel escalou Aránguiz formando a linha de meias, centralizado, ao lado de Alex. Jorge Henrique trabalhava pela esquerda, D'Alessandro, aberto pela direita. Com apenas um marcador no meio campo, Wellington, a exposição dos laterais tornou-se evidente em três momentos.

Aos 20, Rogério encontrou Wallyson com um passe às costas de Diogo, e Muriel fechou o ângulo do atacante do Botafogo. Cinco minutos depois, Paulão permaneceu no ataque após um escanteio, e o Inter foi surpreendido com um rápido contra-golpe dos cariocas. Zeballos esteve apto para marcar mas chutou muito mal.

Com 27 minutos, Muriel salvou o primeiro tempo do Inter no Beira-Rio. Zeballos cruzou da direita, Wallyson ficou cara a cara com Muriel, mas o goleiro se agigantou debaixo das traves e segurou o ímpeto do time de Vágner Mancini. À beira do campo, Abel Braga abria os braços em sinal de insatisfação. Gesticulava aos comandados como se perguntasse o que estavam fazendo em campo. A situação ficaria complicada quando Jorge Henrique, aos 31, e Muriel, aos 45, tiveram de sair de campo — ambos com lesões na virilha.

O Inter trocava passes, tinha mais posse de bola, mas faltava objetividade. Partiu de Alex a redenção da tarde. E com um golaço. Faltando cinco minutos para encerrar o primeiro tempo, Jefferson estava adiantado e o camisa 12 do Inter arriscou. Acertou um chute seco, em que a bola enganou o titular da Seleção Brasileira.

Abel aproveitou o intervalo para corrigir posicionamentos. Ernando passou a cobrir a lateral esquerda — o que possibilitou maior investida de Alan Ruschel ao ataque. Diogo foi cravado na defesa e de lá não saiu mais. Assim, Aránguiz lançou-se ao ataque, triangulou com D'Alessandro e Alex por inúmeras vezes e o Inter levou muito mais perigo ao time do Botafogo. Em uma bola parada, ampliou. Com 13 minutos, Alex cobrou escanteio da esquerda e o pequenino Eduardo Sasha, de 1m73cm, cabeceou para o fundo das redes.

A partir do segundo gol, só o Inter jogou no Beira-Rio. O Botafogo bem que tentava investir em contra-ataques, mas o domínio da partida manteve-se com os donos da casa. Por duas vezes, D'Alessandro tentou golaços. Em uma das oportunidades, Jefferson sequer se mexeu. Na outra, o argentino carimbou a trave. Mas o Inter não precisava destes gols para marcar os três pontos e subir na tabela do Brasileirão. Em terceiro lugar, com 37 pontos, a rodada ainda foi benéfica com a vitória do São Paulo sobre o líder Cruzeiro. São nove pontos de diferença para o líder e, agora, o que o torcedor deseja é a retomada do rumo. 

BRASILEIRÃO — 21ª RODADA — 14/9/2014

INTER 2
Muriel (Dida 45'/1ºT); Diogo, Paulão, Ernando, Alan Ruschel; Wellington, Aránguiz, Alex, D'Alessandro (Bertotto, 40'/2ºT), Jorge Henrique (Eduardo Sasha, 31'/1ºT); Wellington Paulista. Técnico: Abel Braga



BOTAFOGO 0
Jefferson; Edílson, Bolívar, André Bahia, Junior Cesar; Gabriel, Rodrigo Souto (Ferreyra, 14'/2ºT) e L. Ramírez; Rogério, Wallyson e Zeballos. Técnico: Vagner Mancini



Gols: Alex, aos 40 minutos do primeiro tempo. Eduardo Sasha, aos 13 minutos da etapa final.

Cartões amarelos: Rogério, Bolívar, Sidney (B), Alan Ruschel, Bertotto (I)

Público: 19.456 (16456 pagantes)

Renda: R$ 475.885,00

Arbitragem: Andre Luiz de Freitas Castro, auxiliado por Cristhian Passos Sorence e Leone Carvalho Rocha (trio goiano).

Local: Estádio Beira-Rio, em Porto Alegre.

PRÓXIMO JOGO — LIBERTADORES
17/9/2014, QUARTA-FEIRA, 21H
SPORT-PE X INTER


ZERO HORA 

Grêmio e Atlético-MG ficam no 0 a 0 em Belo Horizonte

Tricolor caiu para a sexta colocação com o empate fora de casa
Grêmio e Atlético-MG ficam no 0 a 0 em Belo Horizonte 
Crédito: Divulgação / CP

O Grêmio jogou por uma bola e, quando ela veio logo no início, desperdiçou. Forte na marcação, o empate sem gols com o Atlético-MG foi o resultado possível. O Tricolor ainda contou com alguma sorte e boa atuação de Marcelo Grohe para manter o 0 a 0 e somar um ponto no Independência, neste domingo. Com o resultado, o time de Felipão chega a 35 pontos na tabela e ocupa a sexta colocação. O Galo, por sua vez, fica em oitavo com 31.

A grande chance do Grêmio foi logo aos dois minutos, com Giuliano. O meia-atacante foi lançado por Barcos na cara do gol, mas foi displicente. Ele tentou mandar no meio das pernas de Victor, com o gol à disposição, e tocou em cima do goleiro.

Na próxima rodada, o Grêmio enfrenta o Santos na Arena, no confronto que será o retorno do goleiro Aranha a Porto Alegre, cerca de um mês depois dos atos racistas ocorridos na partida da Copa do Brasil. O jogo será as 20h30min de quinta-feira 

Depois de um começo ofensivo do Tricolor, a etapa foi comandada pelo Atlético-MG. Aos 19, com o Galo na pressão, Luan aparou bola de voleio na entrada da área e quase fez uma mistura de golaço com gol espírita. Ele conseguiu encobrir Marcelo Grohe que viu passar a centímetros da trave esquerda, em tiro de meta.

Aos 22, Diego Tardelli avançou pela intermediária, tentou o chute no canto direito, mas a zaga desviou para escanteio. A pressão foi quase insustentável aos 30 minutos. Carlos acabou livre pelo lado esquerdo, tirou Grohe do lance e chutou cruzado. A sorte estava com o goleiro, porém, que acompanhou a bola cruzar em frente à linha do gol e sair do outro lado, rente à trave.

Os times voltaram sem alterações no intervalo, mas o Grêmio retornou mais organizado e perigoso. Ainda assim, o primeiro ataque foi do Galo, com Carlos aos 8 minutos. Ele recebeu na entrada da área, girou e bateu no canto direito, mas Marcelo Grohe defendeu.

Aos 11, o Grêmio teve boa chance com Fellipe Bastos de falta. Ele chutou com efeito, no canto esquerdo, mas Victor defendeu. Aos 22, foi a vez de Dudu puxar o perigo pela esquerda. Ele correu na linha de fundo, ganhou da marcação e buscou Barcos na pequena área, por pouco o argentino não chegou para abrir o placar. Aos 37 minutos, pane geral e muita sorte da defesa do Grêmio. Rhodolfo desviou cobrança de falta contra o patrimônio, mas a trave direita salvou o gol contra. No rebote, Marcelo Grohe conseguiu pegar. O Galo ainda ameaçou em escanteio aos 47, mas André aparou de cabeça direto para fora.



Fonte: Correio do Povo