1

1

Google+ Followers

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Segundo semestre 2014. Meu novo ambiente de sala de aula.


Meu novo ambiente de sala de aula.







http://mundodatiacris.blogspot.com.br/2014/07/segundo-semestre-2014.html

Como Funciona a Coleira Anti Pulgas Para Cachorro?

14:32


Quem tem cachorro ou gato em casa, sabe que vez ou outra esses bichinhos são incomodados por parasitas como pulgas e carrapatos. 

Muitos buscam a solução na coleira anti pulgas, conhecida por ser uma forma simples, prática e eficiente para livrar nossos animais de estimação desse terrível incômodo. 

Mas como será que ela funciona? É mesmo eficiente? Não apresenta perigo para o animal? 

Essas e outras perguntas serão respondidas no decorrer deste post.Confira a seguir. 
Como funciona a coleira anti pulgas? 

A coleira antipulgas é um método que previne e combate a ação de pulgas e carrapatos no corpo de seu animal. 

Ela contém produtos químicos pesticidas que matam as pulgas e seus ovos, também afastando carrapatos. 

Geralmente ela dura de dois a três meses, devendo ser trocada após esse período. 

É perigosa para os animais? 

Sim, caso não seja usada da forma correta. A química que ela contém pode fazer mal aos animais, por isso você deve ler atentamente o rótulo antes de colocá-la e ficar atento à reação de seu bichinho de estimação. 

Caso ele apresente qualquer comportamento ou sintoma estranho, suspenda o uso da coleira e leve-o imediatamente ao veterinário. 

A intoxicação pela química presente no produto pode causar irritação da pele, descoloração, perda de pelos, queimaduras químicas, sonolência, falta de apetite ou sede, salivação excessiva, irritabilidade, febre, convulsões, vômitos, diarreia, dificuldade em respirar e se não for tratada a morte. 

Gatos podem usar coleira anti pulgas? 



Não é recomendado, pois o gato tem o costume de lamber-se e lamber uns aos outros, assim podendo ingerir a química contida na coleira, que pode causar a intoxicação e eventualmente a morte. 

Quanto aos cachorros eles podem usar, mas o dono deve ficar atento às seguintes indicações:


Não pode ser usada por cães em fase de aleitamento (filhotes que ainda mamam);
Também por fêmeas que estejam amamentando os filhotes; 

Deve ser usada por cães a partir de seis meses de idade;

A coleira deve ser bem ajustada no pescoço do animal, para que não haja perigo dele arrancar ou mastigar; 

Em hipótese alguma deixe que o animal lamber e muito menos morder a coleira; 

Leia com atenção ao rótulo da coleira antipulgas antes de colocá-la no animal e siga todas as indicações. 

Há perigo se o animal cheirar a coleira? 

Geralmente as substâncias inseticidas da coleira antipulgas não são voláteis, ou seja, não se espalham no ar, por isso o cão somente vai sentir um cheiro incômodo, mas não provocará nenhum perigo. 

Qual a melhor marca de coleira anti pulgas? 


Existem várias marcas no mercado animal. Você deve ficar atento ao rótulo, selos de segurança, entre outros itens. 

Uma marca que chegou a causar problemas, como a morte dos animais de estimação que a usaram, segundo comentários na internet é a Bayer. Por isso não a recomendamos. Se quiser saber mais informações cliquem AQUI
Há outros métodos para eliminar as pulgas dos animais? 



Sim, há sprays, xampu antipulgas, sabonetes, comprimidos e até pomadas. No entanto a durabilidade de seu efeito é menor do que a coleira antipulgas. Caso queira usar algum desses métodos o ideal é consultar um veterinário de confiança que indicará qual o melhor no caso de seu bichinho de estimação. 

Somente com a coleira antipulgas meu animal estará protegido? 

Não. Pois de nada adiantará ele usar uma coleira ou outro método preventivo se o ambiente ao seu redor não estiver bem limpo e desinfetado. 

Por quê? 
Pois pra vocês terem ideia uma pulga pode botar até 2 mil ovos. 

E quando nascem as larvas ficam escondidas no ambiente, até estarem prontas para se transformarem em pulgas. E ao encontrarmos algumas pulgas em nosso cachorro, estaremos lidando apenas com 5% das pulgas presentes no ambiente, sendo que os outros 95% se encontram espalhadas pelo local onde o cachorro se encontra. 
Por isso é muito importante que sua casa, o quintal e todos os locais por onde seu cachorro circule estejam bem limpos, será bom tanto para ele quanto para você e sua família. 

Como matar as pulgas presentes no ambiente? 

Utilize produtos próprios que podem ser aplicados por você mesmo. 

Somente em casos mais graves deve ser contratada uma empresa de dedetização para acabar com o problema mais rapidamente. 
Dê atenção especial a tecidos, tapetes, lençóis, caminhas e roupinhas do cachorro, pois as chances das pulgas estarem neles são maiores. Por isso é bom lavar com frequência a caminha e roupas de seu cachorro, e limpar os pisos frios com álcool, dessa forma eliminará com mais eficiência as pulgas. 

Existem métodos naturais para livrar meu cachorro das pulgas? 


Sim, há alguns métodos que muitos acreditam fazer efeito e ainda conservar a saúde do animal, evitando a periculosidade de um tratamento a base de produtos químicos.
Entre eles temos a adição de alho ou levedura de cereja à comida dos cães, que evita que as pulgas se infestem nos animais, não causando problemas ao cachorro. 

Plantas e ervas como eucalipto, erva-doce, alecrim, arruda, losna e língua de vaca podem funcionar como repelentes antipulgas. 

Para prepará-las você deve combinar uma quantidade igual dessas ervas, esfarelá-las e misturá-las bem. Polvilhe uma pequena quantidade nos pelos do cachorro e espalhe bem, massageando seu corpo. 

Outra indicação é aplicar uma ou duas gotas de óleo de essência de eucalipto e alecrim em uma compressa ou coleira coberta com tecido. 

Mas fique atento a possíveis efeitos colaterais, como irritação, perda de pelos, entre outros. E não deixe o animal lamber ou mastigar o tecido que contém os óleos. 

O ideal é consultar um veterinário de confiança antes de fazer uso desses métodos que mesmo sendo naturais, podem apresentar perigo, caso seu cão seja alérgico, por exemplo. Todo cuidado é pouco. 

Se as pulgas não forem eliminadas do corpo do animal podem causar doenças? 


Sim, especialmente se o animal estiver com a imunidade baixa. Entre as doenças mais comuns temos: 
Dermatite alérgica à picada das pulgas: reação alérgica da pele do animal á saliva da pulga, que pode causar coceira, queda de pelagem, feridas, descamação e mau cheiro. 

Verminoses: as pulgas também podem transmitir vermes para os animais, sendo o mais comum Dipylidium caninum que causa diarreia com muco e sangue. Por isso que todo animal que passou por uma infestação de pulgas deve ser vermifugado para diminuir o perigo de infecção. 

Anemia: se o animal tiver uma infestação por tempo prolongado pode apresentar anemia através da perda de sangue, que é ingerido pelas pulgas, o que enfraquecerá o animal. 

Estresse: Devido à coceira e outros problemas resultantes da infestação de pulgas os animais podem ficar estressados e irritadiços, agravando ainda mais a situação, especialmente se seu bichinho de estimação já tiver algum problema de saúde. 

Infecção por vírus: as pulgas também podem transmitir vírus de um animal doente para um sadio. Especialmente se você possui mais de um cachorro ou gato ou se leva constantemente seu animal ao banho e tosa ou algum lugar com grande movimentação de animais. E assim seu bichinho pode ser infectado apresentando sintomas e efeitos de acordo com o vírus que o infectou. 

Carrapatos e outros parasitas também podem causar doenças? 

Sim no caso dos carrapatos as doenças mais comuns sãoerliquiose, que ocasiona perda de apetite, cansaço, apatia, febre e anemia, podendo ocorrer sangramentos através da diminuição das plaquetas. Outra doença é a babesiose que causa mal-estar, cansaço, febre e anemia, e em casos mais graves convulsão cerebral. 

Além disso, mosquitos também podem causar doenças em animais de estimação como a dirofilariose, também conhecida como doença do verme do coração, que provoca falta de ar, tosse, cansaço e inchaço do abdômen. Ela é mais comum em regiões litorâneas, lugares onde há lagos e rios. 

Outra doença conhecida também transmitida por mosquito é a leishmaniose, que causa lesões severas na pele ou inchaço do abdômen devido ao crescimento de órgãos internos. Também há casos em que o animal infectado não apresenta sintomas, dificultando o diagnóstico precoce. 

Por isso a melhor saída é prevenir seu cão contra a ação de pulgas, carrapatos e mosquitos, não somente através de coleira antipulgas e outros métodos citados no post como mantendo a higiene do animal. 

Procure dar banho em seu animal uma vez a cada 15 dias, se não puder dar banho por ser gato, devido ao frio ou mesmo filhotes, passe um pano com álcool, canela e cravo da índica, assim não só eliminará as pulgas como manterá o pelo do seu animal limpo e brilhante. 

Lembre-se que assim como nós, nossos animais de estimação precisam de todos os cuidados para se manterem saudáveis. Dessa forma se manterão ao seu lado por muito mais tempo. 



100 ATIVIDADES DE MATEMÁTICA EXERCÍCIOS ENS FUNDAMENTAL II (6° 7° 8° 9°) ENS MÉDIO CONCURSOS VESTIBULAR IMAGENS P IMPRIMIR


EXERCÍCIOS DE MATEMÁTICA ENSINO FUNDAMENTAL II E MÉDIO

6° e 7° ano (105 questões)









http://www.atividadesedesenhos.com/2014/03/100-atividades-de-matematica-exercicios.html

120 Atividades de alfabetização para o nível pré-silábico. Atividades de alfabetização e letramento








Acesse aqui uma pastinha com as 120 atividades de alfabetização para o nível pré-silábico





















































































































http://espacoeducar-liza.blogspot.com.br/2014/07/120-atividades-de-alfabetizacao-para-o.html